2004 palio siena week strada

307
PALIO SIENA PALIO WEEKEND STRADA MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO MANUAL DE GARANTIA

Upload: rogers-teixeira-soares

Post on 13-Oct-2015

410 views

Category:

Documents


33 download

TRANSCRIPT

  • PALIOSIENA

    PALIO WEEKENDSTRADA

    MANUAL DE USO E MANUTENO

    MANUAL DE GARANTIA

  • PRESSO DE CALIBRAGEM DOS PNEUS FRIOS (kgf/cm2 - lb/pol2)

    PALIO SIENA PALIO WEEKEND STRADAEX 1.0 8VELX 1.0 8VELX 1.3 8V 1.3 8V FLEX 1.3 8V FLEX1.3 8V FLEX ELX 1.3 8V FLEX ELX 1.3 8V FLEX1.8 8V FLEX 1.8 8V FLEX 1.8 8V FLEX ADVENTURE TREK. 1.8 8V FLEX

    HLX 1.8 8V FLEX ELX 1.0 8V HLX 1.8 8V FLEX HLX 1.8 8V FLEX 1.8 8V FLEX ADV. 1.8 8V FLEX

    Com carga mdia- dianteiro 27 ou (1,9) 31 ou (2,2) 28 ou (2,0) 28 ou (2,0) 28 ou (2,0) 28 ou (2,0)- traseiro 27 ou (1,9) 31 ou (2,2) 28 ou (2,0) 28 ou (2,0) 28 ou (2,0) 28 ou (2,0)

    Com carga completa 5 pessoas 1 pessoa + 50 kg + 430 kg

    - dianteiro 31 ou (2,2) 31 ou (2,2) 31 ou (2,2) 31 ou (2,2) 31 ou (2,2) 31 ou (2,2) 28 ou (2,0)- traseiro 31 ou (2,2) 36 ou (2,5) 34 ou (2,4) 36 ou (2,5) 40 ou (2,8) 36 ou (2,5) 43 ou (3,0)Roda de reserva 31 ou (2,2) 36 ou (2,5) 34 ou (2,4) 36 ou (2,5) 40 ou (2,8) 36 ou (2,5) 43 ou (3,0)

    Obs.: A primeira especificao em Ib/pol2 e a segunda, entre parnteses, em kgf/cm2

    CAPACIDADE DO TANQUE DE COMBUSTVEL (litros)*

    PALIO SIENA PALIO WEEKEND STRADA

    Tanque de combustvel: 48 48 51 58

    Includa uma reserva de: 5,5 a 7,5 5,5 a 7,5 5,5 a 7,5 5,5 a 8,5

    * A capacidade do tanque de combustvel pode variar de acordo com o plano de inclinao do veculo no momento do abastecimento.

    CAPACIDADE DO CRTER E FILTRO (litros)

    PALIO SIENA PALIO WEEKEND STRADA

    Motor 1.0/ 1.3: 2,7 2,7 2,7 -

    Motor 1.8: 3,5 3,5 3,5 3,5

    O leo usado no deve ser despejado no meio ambiente

  • 1Caro Cliente,Queremos agradecer-lhe por ter preferido a marca Fiat.Preparamos este manual para que voc possa conhecer cada detalhe de seu Fiat e assim, utiliz-lo da

    maneira mais correta.Recomendamos que o leia com ateno antes de utilizar o veculo pela primeira vez.No mesmo esto contidas informaes, conselhos e advertncias importantes para seu uso, que o ajuda-

    ro a aproveitar, por completo, as qualidades tcnicas do seu veculo; voc vai encontrar, ainda, indicaespara a sua segurana, para manter o bom estado do veculo e para a proteo do meio ambiente.

    As instrues de manuteno e instalao de acessrios so de carter ilustrativo, e recomendamos quesua execuo seja feita por pessoal qualificado pela Fiat Automveis S/A.

    Alm disso, no kit de bordo do veculo, voc encontrar outras publicaes, as quais, trazem informaesespecficas e no menos importantes sobre outros assuntos; tais como:

    servios adicionais reservados aos Clientes Fiat; Cdigo Nacional de Trnsito e instrues de primeiros socorros; funcionamento do sistema de som (se disponvel); concessionrias integrantes da Rede Autorizada Fiat.

    Boa leitura, e boa viagem!

    Este manual descreve os instrumentos, equipamentos e acessrios que podem equipar os modelos FiatPalio, Siena, Palio Weekend e Strada disponveis na rede de Concessionrias Fiat at a presente data.Mas ateno! Considere somente as informaes inerentes ao modelo/verso e equipamentos opcionaisoriginais de fbrica do veculo adquirido, conforme discriminado na nota fiscal de venda.

  • BEM-VINDO A BORDO

    Os veculos Fiat so automveis de design original, idealizados em prol do prazer de dirigir em completasegurana e respeitando ao mximo o meio ambiente. A comear pela adoo de modernos motores, passan-do pelos dispositivos de segurana e a preocupao em oferecer todo o conforto possvel aos ocupantes, tudoisso contribuir para que a personalidade de seu veculo seja apreciada logo no primeiro momento.

    Em seguida, voc vai notar tambm que, alm das exclusivas caractersticas de estilo, existem novos pro-cessos de construo que diminuem os custos de manuteno.

    Segurana, economia, inovao e respeito ao meio ambiente fazem de seu Fiat em veculo a ser imitado.

    2

  • OS SMBOLOS PARA UMA DIREO CORRETA

    Os sinais indicados nesta pgina so muito importantes. Servem para evidenciar partes do manual onde necessrio deter-se com mais ateno.

    Como voc pode ver, cada sinal constitudo por um smbolo grfico diferente para que seja fcil e clarodescobrir a qual rea pertencem os assuntos:

    Proteo do ambiente.

    Indica o comportamento corretoa manter, para que o uso do vecu-lo no cause nenhum dano aomeio ambiente.

    Integridade do veculo.

    Ateno. A falta total ou parcialde respeito a estas prescriespode acarretar srios danos ao ve-culo e, em certos casos, a perda dagarantia.

    3

    Segurana das pessoas.

    Ateno. A falta total ou parcialde respeito a estas prescriespode pr em grave perigo a segu-rana fsica das pessoas.

  • CONSIDERAES IMPORTANTES

    Antes de arrancar, certifique-se de que o freio de estacionamento no esteja acionado e de que no exis-tam obstculos que possam comprometer o movimento dos pedais, tais como tapetes ou qualquer outro ob-jeto. Verifique tambm se as luzes-piloto no esto assinalando nenhuma irregularidade.

    Ajuste o banco e os espelhos retrovisores antes de movimentar o veculo.Faa do uso do cinto de segurana um hbito. Utilize-o sempre para sua proteo.Observe o trnsito antes de abrir uma porta ou sair com o seu veculo do estacionamento.Verifique o fechamento e o travamento correto das portas e da tampa do porta-malas, antes de movimentar

    o veculo.Para sua segurana, observe as condies do tempo, do trnsito e da estrada, e dirija de acordo com elas.Evite dirigir se no estiver em condies fsicas normais.Obstculos, pedras ou buracos na pista podem causar danos ao veculo, comprometendo o seu funcionamento.Evite deixar objetos soltos sobre os bancos, pois em caso de desacelerao rpida do veculo, os mesmos

    podero provocar ferimentos aos ocupantes ou danos ao prprio veculo.Em cruzamentos, seja prudente, fique atento e reduza a velocidade ao chegar neles.Respeite as velocidades mximas estabelecidas na legislao.Lembre-se: os motoristas prudentes respeitam todas as leis de trnsito. Faa da prudncia um hbito.A execuo das revises essencial para a integridade do veculo e para a continuidade do direito

    Garantia. Quando for notada qualquer anomalia, esta deve ser imediatamente reparada, sem aguardar a prxima reviso peridica.

    4

  • SIMBOLOGIAEm alguns componentes do seu Fiat,

    ou perto dos mesmos, esto aplicadasetiquetas coloridas especficas cujo smbolo chama a ateno do usurioe indica precaues importantes queeste deve tomar, em relao ao com-ponente em questo.

    A seguir, so citados resumidamentetodos os smbolos indicados pelas eti-quetas empregadas no seu Fiat e, aolado, os componentes para os quais os smbolos chamam a ateno.

    tambm indicado o significado dosmbolo de acordo com a subdiviso de perigo, proibio, advertncia ouobrigao, qual o prprio smbolopertence.

    SMBOLOS DE PERIGO

    Bateria

    Lquido corrosivo.

    Bateria

    Perigo de exploso.

    Ventilador

    Pode ligar-se automatica-mente, mesmo com o motorparado.

    Reservatrio de expanso

    No remover a tampa quan-do o lquido de arrefecimen-to estiver quente.

    Bobina

    Alta tenso.

    Correias e polias

    rgos em movimento; noaproximar partes do corpoou roupas.

    Tubulao do climatizadorde ar

    No abrir.

    Gs em alta presso.

    SMBOLOS DE PROIBIO

    Bateria

    No aproximar chamas.

    BATERIA

    Manter as crianas afastadas.

    5

  • Anteparos de calor - correias - polias - venti-lador

    No pr as mos.

    Air bag do lado do passa-geiro

    No instalar porta-bebs vi-rados para trs no bancodianteiro do passageiro.

    SMBOLOS DE ADVERTNCIA

    Catalisador

    No estacionar sobre super-fcies inflamveis. Consultaro captulo Proteo dos dis-positivos que reduzem asemisses.

    Direo hidrulica

    No superar o nvel mximodo lquido no reservatrio.Usar somente o lquido pres-crito no captulo Abasteci-mentos.

    Circuito dos freios

    No superar o nvel mximodo lquido no reservatrio.Usar somente o lquido pres-crito no captulo Abasteci-mentos.

    Limpador do pra-brisa

    Usar somente o lquido dotipo prescrito no captuloAbastecimentos.

    Motor

    Usar somente o tipo de lubri-ficante prescrito no captuloAbastecimentos.

    Veculo com gasolina eco-lgica

    Usar somente gasolina semchumbo.

    Reservatrio de expanso

    Usar somente o lquido pres-crito no captulo Abasteci-mentos.

    SMBOLOS DE OBRIGAO

    Bateria

    Proteger os olhos.

    Bateria

    Macaco

    Consultar o manual de Usoe Manuteno.

    6

    A IRBAG

  • ACONHECIMENTO DO VECULO

    USO CORRETO DO VECULO

    EM EMERGNCIA

    MANUTENO DO VECULO

    CARACTERSTICAS TCNICAS

    GARANTIA ASSISTENCIAL

    NDICE ALFABTICO

    7

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

  • AA

    Recomendamos ler este captulo sentado conforta-velmente a bordo do seu novo Fiat. Desta maneira, vocvai poder reconhecer imediatamente as partes descritasno manual e verificar ao vivo o que est lendo.

    Em pouco tempo, voc vai conhecer melhor o seuFiat, com os comandos e os dispositivos com os quaisest equipado. Depois, quando ligar o motor e entrar notrnsito, far muitas outras descobertas agradveis.

    SISTEMA FIAT CODE GERAO II . . . . . . . . . . . . A-1

    COMUTADOR DE IGNIO . . . . . . . . . . . . . . . . A-3

    REGULAGENS PERSONALIZADAS . . . . . . . . . . . . A-4

    CINTOS DE SEGURANA. . . . . . . . . . . . . . . . . . A-10

    PR-TENSIONADOR. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-14

    PAINEL DE INSTRUMENTOS . . . . . . . . . . . . . . . A-16

    QUADRO DE INSTRUMENTOS . . . . . . . . . . . . . A-17

    INSTRUMENTOS DE BORDO. . . . . . . . . . . . . . . A-20

    MY CAR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-23

    LUZES ESPIA E SINALIZAES . . . . . . . . . . . . . . A-60

    SISTEMA DE AQUECIMENTO/VENTILAO . . . A-84

    AR-CONDICIONADO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-87

    ALAVANCAS SOB O VOLANTE . . . . . . . . . . . . . A-89

    COMANDOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-97

    EQUIPAMENTOS INTERNOS . . . . . . . . . . . . . . . A-99

    PORTAS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-102

    TETO SOLAR. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-105

    COMPARTIMENTO DE CARGA . . . . . . . . . . . . A-107

    PORTA-MALAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-109

    CAP DO MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-115

    BAGAGEIRO DE TETO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-116

    FARIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-117

    DRIVE BY WIRE. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-118

    ABS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-118

    AIR BAG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-120

    PREDISPOSIO PARA INSTALAODO AUTO-RDIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-126

    NO POSTO DE ABASTECIMENTO . . . . . . . . . . A-129

    PROTEO DO MEIO AMBIENTE . . . . . . . . . . A-132

    Para informaes mais detalhadas, ver ndice Alfabtico

    CONHECIMENTO DO VECULO

  • ASISTEMA FIAT CODE GERAO II

    A fim de minimizar riscos de furtos/roubos, o veculo equipado com umsistema eletrnico de inibio do fun-cionamento do motor (Fiat CODE) que ativado automaticamente tirandoa chave da ignio.

    Cada chave possui um dispositivoeletrnico com a funo de transmitirum sinal em cdigo para o sistema deignio atravs de uma antena especialincorporada no comutador. O sinal en-viado constitui a palavra de ordemsempre diferente para cada partida coma qual a central reconhece a chave, esomente nessa condio, permite a partida do motor.

    CHAVES fig. 1e 2

    Com o veculo so entregues:

    - Duas chaves fig. 1.

    A chave fig. 1 de uso normal no ve-culo usada para:

    - ignio;

    - portas;

    - portas do porta-malas

    - tampa do reservatrio de combus-tvel (verses EX);

    - desativao do air bag do lado dopassageiro.

    Com o conjunto de chaves entre-gue o CODE CARD fig. 2 no qual in-dicado:

    A - O cdigo eletrnico a utilizar emcaso de partida de emergncia(ver partida de emergncia no captuloEmergncia).

    B - O cdigo mecnico das chaves acomunicar Rede Assistencial FIATpara pedir cpias das chaves.

    ADVERTNCIA: o CODE CARD indispensvel para a execuo departidas de emergncia. Aconselha-se a mant-lo sempre consigo (nono veculo) j que ele foi criadoespecialmente para proporcionarmais uma opo de segurana etranqilidade. importante tam-bm anotar os nmeros constantesdo CODE CARD, para utiliz-losem caso de um eventual extraviodo carto.

    fig. 1

    4EN

    0325

    BR

    CODEnononono

    nononononono

    nononononono

    nononononono

    nononononono

    nononononono

    nononononono

    nononono nono no

    nono

    nononononono nono

    nononono nono nono nono nono nono

    nonono

    nono nono nono

    nono

    nononono nono

    AB

    c c

    fig. 24E

    N01

    46BR

    A-1

  • O FUNCIONAMENTO

    Cada vez que girar a chave de igni-o na posio STOP, ou PARK, o sis-tema de proteo ativa o bloqueio domotor.

    Girando a chave para MAR:

    1) Se o cdigo for reconhecido, almpada-piloto Y no quadro de instru-mentos faz um breve lampejo, indican-do que o sistema de proteo reconhe-ceu o cdigo transmitido pela chave eo bloqueio do motor foi desativado.Girando a chave para AVV, o motorfuncionar.

    2) Se a lmpada-piloto Y piscar, significa que o veculo no est prote-gido pelo dispositivo de bloqueio domotor. Dirigir-se, imediatamente, Rede Assistencial Fiat para memorizartodas as chaves.

    3) Se a lmpada-piloto Y ficar acesa (junto com a lmpada-piloto U),o cdigo no foi reconhecido. Nestecaso, aconselha-se a repor a chave naposio STOP e, depois, de novo emMAR; se o bloqueio persistir, tentarcom as outras chaves fornecidas.

    Se, mesmo assim, no conseguir li-gar o motor, recorrer partida de emer-gncia (ver captulo Em emergncia)e dirigir-se Rede Assistencial Fiat.

    Com o automvel em movimento ea chave da ignio em MAR, a lmpa-da-piloto Y acender, significa que osistema est efetuando um autodiagns-tico (por exemplo, devido a uma que-da de tenso).

    ADVERTNCIA: impac-tos violentos podem danifi-car os componentes eletr-

    nicos contidos na chave.

    ADVERTNCIA: cadachave fornecida possui umcdigo prprio, diferente

    de todos os outros, que deve sermemorizado pela central do siste-ma.

    DUPLICAO DAS CHAVES

    Quando o proprietrio necessitar dechaves adicionais, deve ir a Rede Assistencial FIAT com todas as chavese o Code Card. A Rede Assistencial FIATefetuar a memorizao (at um mxi-mo de 8 chaves) de todas as chaves,tanto as novas quanto as que estiveremem mos.

    A Rede Assistencial FIAT poder exigir os documentos de propriedadedo veculo.

    Os cdigos das chaves no apresen-tadas durante a nova operao dememorizao so definitivamente can-celados da memria para garantir queas chaves eventualmente perdidas nosejam mais capazes de ligar o motor.

    Em caso de venda do ve-culo, indispensvel que onovo proprietrio receba

    todas as chaves e o CODE card.

    A-2

  • AA-3

    COMUTADOR DE IGNIO

    A chave pode girar para 4 posiesdiferentes fig. 3:

    STOP: motor desligado, a chavepode ser removida e ocorre a trava dadireo (quando o mecanismo for disponvel). Alguns dispositivos eltri-cos (por ex.: auto-rdio, travamento eltrico das portas, alarme eletrnicoetc.) podem funcionar.

    MAR: posio de marcha. Todos osdispositivos eltricos podem funcionar.

    AVV: partida do motor.

    PARK: motor desligado, luzes deestacionamento acesas, a chave podeser removida, trava da direo. Para girar a chave para a posio PARK,apertar o boto A.

    Em caso de violao dodispositivo da ignio porex.: uma tentativa de

    roubo, mandar verificar o funcio-namento na Rede Assistencial Fiat.

    Ao descer do veculo, tiresempre a chave para evitarque algum ligue os co-

    mandos involuntariamente. Lem-bre-se de puxar o freio de mo attravar no dente necessrio paraimobilizar completamente o veculo. Se o veculo estiver em declive, engate a primeira marcha,sendo aconselhvel tambm viraras rodas em direo ao passeio, tomando o cuidado para no tocaro pneu no meio-fio (guias). Nuncadeixe crianas sozinhas no veculo.

    TRAVA DA DIREO

    Alguns veculos, dependendo daconfigurao dos equipamentos deproteo, podem estar equipados comeste dispositivo, cujo funcionamento descrito a seguir:

    Engate: quando o dispositivo estiverem STOP, ou em PARK, retirar a cha-ve e girar o volante at que fique tra-vado.

    Desengate: mover levemente ovolante girando a chave para MAR.

    Nunca tire a chaveenquanto o veculo estiverem movimento. O volante

    pode travar automaticamente naprimeira movimentao. Isto tam-bm vlido para quando o veculofor rebocado.

    Aconselhamos verificar junto Rede Assistencial Fiat a existnciado dipositivo em seu veculo.

    fig. 3

    4EN

    0190

    BR

  • A-4

    REGULAGENS PERSONALIZADAS

    BANCOS fig. 4

    Qualquer regulagem deve ser feitaexclusivamente com o veculo parado.

    Regulagem no sentido longitudinal

    Levantar a alavanca A e empurrar obanco para a frente ou para trs. Ao soltar a alavanca, verificar se o bancoest bem travado, tentando empurr-lopara a frente e para trs. A falta destebloqueio poderia provocar o movi-mento do banco, fazendo com que sedesloque alguns milmetros para frenteou para trs.

    Com regulagem milimtrica:

    Para reclinar completamente, oupara regular adequadamente a inclina-o do encosto, girar o dispositivo es-pecfico A-fig. 5, para a frente ou paratrs, conforme desejado.

    Regulagem em altura

    Para algumas verses, est prevista aregulagem eltrica em altura.

    A regulagem deve ser feita com a chave de ignio em MAR. Para regular, atuar no boto A-fig. 6.

    fig. 54E

    N02

    09BR

    fig. 4

    4EN

    0208

    BR

    fig. 6

    4EN

    0210

    BR

  • AA-5

    No desmontar os ban-cos nem efetuar servios demanuteno e/ou repara-

    o nos mesmos: operaes reali-zadas de modo incorreto podemprejudicar o funcionamento dosdispositivos de segurana. Dirigir-se sempre Rede Assistencial Fiat.

    APIA-CABEAS

    Bancos dianteiros fig. 7

    Para aumentar a segurana dos pas-sageiros, os apia-cabeas so regul-veis em altura e travam-se automatica-mente na posio desejada.

    Lembre-se que os apia-cabeasdevem ser regulados de maneiraque a nuca, e no o pescoo, apieneles. Somente nesta posiopodem proteg-lo em caso de bati-das.

    Bancos traseiros fig. 8

    Para os bancos traseiros esto previs-tos, para algumas verses, apia-cabe-as regulveis em altura.

    Para a regulagem: levantar ou abai-xar os apia-cabeas at alcanar aaltura desejada.

    Para remov-los, levant-los na alturamxima, apertar os botes A ao ladodos suportes e puxar mais um poucopara cima.

    fig. 74E

    0754

    BR

    fig. 8

    4EN

    0213

    R

  • A-6

    No desmontar os ban-cos nem efetuar servios demanuteno e/ou repara-

    o nos mesmos. Operaes reali-zadas de modo incorreto podemprejudicar o funcionamento dosdispositivos de segurana. Dirigir-se sempre Rede Assistencial Fiat.

    APOIO DE BRAOS DIANTEIRO

    Algumas verses so equipadas comapoio de braos dianteiro que pode serlevantado ou abaixado.

    ACESSO AOS BANCOS TRASEI-ROS(verses 2 portas) fig. 9

    Pode-se acessar facilmente os ban-cos traseiros por ambos os lados:

    - puxe para cima a alavanca A erebata o encosto para frente. Ao retor-nar o encosto para a posio normal,verifique se est bem travado.

    Para algumas verses, puxe total-mente a alavanca A para cima e inclineo encosto do banco para frente;

    - empurre o banco para frente paraque deslize sobre os trilhos;

    - retorne o banco para posio nor-mal empurrando-o at o completo tra-vamento.

    O banco do passageiro retomar aposio regulada anteriormente.

    fig. 94E

    N02

    14BR

  • AA-7

    ADVERTNCIA: o banco deveestar bem travado para evitar o seumovimento e possveis acidentes.

    ADVERTNCIA: o projeto de umveculo concebido atualmentepara que, em casos de sinistros, osocupantes sofram o mnimo deconseqncias possveis.

    Para tanto, so concebidos natica de SEGURANA ATIVA eSEGURANA PASSIVA. No casoespecfico dos bancos, estes, quan-do da ocorrncia de impactos quepossam gerar desaceleraes emnveis PERIGOSOS aos usurios,so projetados para deformarem-see assim, reduzir o nvel de desace-lerao sobre os ocupantes, PRE-SERVANDO-OS PASSIVAMENTE.

    Nestes casos, a deformao dosbancos deve ser considerada umadesejada conseqncia do sinistro,uma vez que na deformao quea energia do impacto absorvida.Considera-se que aps constatadaesta deformao, o conjunto deve-r ser substitudo.

    VOLANTE fig. 10 e 11

    Pode ser regulado no sentido verti-cal:

    1) deslocar a alavanca A para a po-sio 1-fig. 10;

    2) efetuar a regulagem do volante;

    3) retornar a alavanca posio 2para travar o volante novamente.

    Nos veculos dotados dedireo hidrulica, no per-manecer com o volante em

    fim de curso (seja para a direita ouesquerda) por mais de 15 segundos,sob pena de danificar o sistema.

    1

    2

    fig. 11

    4EN

    0309

    BR

    fig. 104E

    N02

    16BR

  • ESPELHO RETROVISOR INTERNOfig. 12

    Deslocando a alavanca A obtm-se:

    1) posio antiofuscamento

    2) posio normal.

    O espelho retrovisor interno equi-pado com um dispositivo contra aci-dentes que o desprende em caso dechoque.

    ESPELHO RETROVISOR INTERNOELETRNICO fig. 13

    Pode ser orientado em todas as direes.

    O funcionamento do espelho eletrnico s possvel com a ignioligada. Nesta situao, duas fotoclu-las controlam a atividade luminosa nafrente e atrs do espelho, fazendo acompensao entre localidades ilumi-nadas ou escuras.

    Quando a fotoclula localizada novidro do espelho detecta o ofusca-mento provocado pelos faris do veculo atrs do seu, ela energiza umacamada qumica do vidro, causando oescurecimento e a absoro da luz. Assim que o ofuscamento diminui, oespelho volta para o seu estado normalde transparncia.

    Como caracterstica adicional, oespelho passar para a posio normal(dia) sempre que a marcha r for engatada, garantindo a visibilidade emmanobras.

    A-8fig. 13

    4EN

    0198

    BR

    fig. 12

    4EN

    0257

    BR

  • A-9

    ESPELHOS RETROVISORES EXTER-NOS

    Espelho retrovisor externo

    Faz-se a orientao do espelho re-trovisor atravs do seu prprio corpo,movimentando-o at a posio deseja-da.

    Com regulagem interna fig. 14

    Por dentro do veculo, mover o bo-to A.

    Qualquer regulagemdeve ser efetuada somentecom o veculo parado.

    Com regulagem eltrica fig. 15

    A regulagem possvel somente coma chave de ignio na posio MAR.

    Para regular o espelho, basta aper-tar nos quatro sentidos a tecla A situadana porta do motorista.

    O boto B seleciona o espelho (es-querdo ou direito) em que ser feita aregulagem.

    Aconselha-se efetuar a regulagemcom o veculo parado e com o freio demo puxado.

    A lente do espelho retro-visor direito parablica eaumenta o campo de viso.

    No entanto, diminui o tamanho daimagem, dando a impresso de queo objeto refletido est mais distantedo que a realidade.

    Se a salincia do espelhocriar dificuldades numapassagem estreita, dobre-o

    da posio 1-figs. 14 ou 15 para aposio 2.

    fig. 14

    4EN

    0217

    BR

    fig. 154E

    N02

    18BR

    A

  • A-10

    CINTOS DE SEGURANA

    COMO UTILIZAR OS CINTOS DESEGURANA fig. 16

    Para apertar os cintos, introduzir alingeta de engate A na sede do fechoB, at perceber o rudo de bloqueio.

    Puxar devagar o cinto; caso este setrave, deix-lo rebobinar um pouco epux-lo novamente, evitando manobrasbruscas.

    Aps engatar a fivela nasede do fecho, puxar leve-mente o cinto para eliminar

    a folga do cadaro na regioabdominal.

    Para destravar os cintos, apertar oboto C. Acompanhar o cinto duranteo rebobinamento para evitar que fiquetorcido.

    O cinto, por meio do retrator auto-mtico, adapta-se automaticamente aocorpo do passageiro que o usa, permi-tindo maior liberdade de movimentos.

    Alm do mais, o mecanismo do re-trator automtico trava o cinto cada vezque este desliza rapidamente ou emcaso de freadas bruscas, impactos e cur-vas em alta velocidade.

    Para obter a mxima pro-teo, manter o encosto emposio ereta, apoiar bem

    as costas e manter o cinto bem ade-rente ao trax e bacia. Nunca uti-lizar o cinto com o banco recli-nado.

    REGULAGEM DA ALTURA DOSCINTOS DE SEGURANA fig. 17

    Regular sempre a altura dos cintos,adaptando-os estatura dos ocupantes.Esta precauo pode reduzir conside-ravelmente o risco de leses em casode choque.

    A regulagem foi feita corretamentequando o cinto passa mais ou menosna metade entre a extremidade do om-bro e o pescoo.

    A regulagem de altura possvel em4 posies diferentes.

    Para levantar

    Levantar o anel oscilante A at aposio desejada.

    AC B

    fig. 16

    A

    B

    fig. 17

    4EN

    0149

    BR

    4EN

    0148

    BR

  • AA-11

    Para abaixar

    Apertar o boto B, destravando e deslocando simultaneamente parabaixo o anel oscilante A para a posiodesejada.

    Terminada a operao, verificar o travamento, empurrando para baixo o anel oscilante A sem apertar o boto B.

    Em algumas verses, a regulagem daaltura feita removendo o anel oscilante de sua posio original ereinstalando-o no orifcio disponvel nacoluna central.

    Para tanto, deve-se extrair o tampodo orifcio e remover o parafuso de fixao do anel, reinstalando-o na posi-o desejada. Feito isto, recolocar otampo.

    recomendvel que esta ope-rao seja confiada RedeAssistencial Fiat.

    Aps a regulagem, verifi-car sempre se o cursor noqual est fixado o anel osci-

    lante est bem travado em uma dasposies predeterminadas.

    USO DOS CINTOS DE SEGU-RANA TRASEIROS

    Os cintos para os lugares traseiros de-vem ser usados de acordo com oesquema ilustrado na fig. 18.

    Para evitar engates incorretos, quepoderiam afetar a funcionalidade doscintos de segurana, as lingetas doscintos laterais e o fecho do cinto cen-tral (identificado com a palavra CEN-TER) so incompatveis entre si.

    O cinto deve ser usado mantendo otrax ereto e apoiado contra o encosto.

    AJUSTE DO CINTO LATERAL TRA-SEIRO FIXO (SEM RETRATORAUTOMTICO) fig. 19

    Para apertar

    Passar o cinto pela fivela A, puxandona extremidade B (esta operao podeser feita com o cinto j afivelado). Apster apertado o cinto, deslocar a presilhaD at onde o curso desta permitir, de maneira a manter unidos o cinto de segurana e a extremidade exce-dente B.

    fig. 184E

    N01

    79BR

    A

    CD

    B

    fig. 19

    4EN

    0173

    BR

  • A-12

    A extremidade excedentedo cinto resultante de umajuste, assim como os

    prprios cintos de segurana doslugares que no estiverem ocupa-dos podem, inadvertidamente, ficarpara fora do veculo aps ter fecha-do as portas traseiras. Aconselha-sea deixar afivelados todos os cintosde segurana traseiros dos veculossem retrator automtico, mesmo seno estiverem em uso, e sempredeslocar a presilha D (como indica-do) aps ter feito o ajuste do cintoao corpo do passageiro.

    Para afrouxar

    Puxar na parte C, mantendo a fivelaA perpendicular ao cinto.

    ADVERTNCIA: o cinto estarregulado corretamente quandoaderir bem bacia. A sua eficinciadepende diretamente da corretacolocao por parte do usurio.

    USO DO CINTO DO LUGAR CENTRAL fig. 20

    Para afivelar o cinto

    Inserir a lingeta de engate A naabertura B do fecho at ouvir o cliquede bloqueio.

    Para destravar o cinto: apertar o bo-to C.

    Para ajustar o cinto

    - para apertar: passar o cinto pelafivela D, puxando na extremidade E(esta operao pode ser feita com ocinto j afivelado);

    - para afrouxar: puxar na parte F,mantendo a fivela D perpendi-cular ao cinto.

    ADVERTNCIA: o cinto estarregulado corretamente quandoaderir bem bacia.

    Lembre-se que, em casode impacto violento, ospassageiros dos bancos tra-

    seiros que no estiverem usando oscintos de segurana tambm cons-tituem um grave perigo para ospassageiros dos bancos dianteiros.

    AVISOS GERAIS PARA O USO DOSCINTOS DE SEGURANA E DOS SISTEMAS DE PROTEO PARACRIANAS

    Usar sempre os cintos.Viajar sem os cintos atadosaumenta o risco de leses

    graves, ou de morte, em caso deimpacto.AD

    C

    F

    E

    B

    fig. 204E

    N01

    51BR

  • AA-13

    O cinto no deve estartorcido. A parte superiordeve passar sobre o ombro

    e atravessar o trax diagonalmente.A parte inferior deve aderir bacia,no ao abdmen do passageiro,para evitar o risco de escorregarpara a frente fig. 21. No utilizardispositivos (grampos, presilhasetc.) que mantenham os cintoslonge do corpo dos passageiros.

    Nunca transportar crianas nocolo de um passageiro utilizando ocinto de segurana para a proteode ambos fig. 22.

    GRAVE PERIGO:com o veculo equi-pado com AIR BAG

    no lado do passageiro, no colocara cadeirinha para beb virada paratrs, de costas para o painel.

    ADVERTNCIA: Mesmo no casodos veculos que no possuam AIRBAG para o passageiro, somente obanco traseiro recomendado parao transporte de crianas. Esta posi-o, a mais protegida do veculoem caso de choque.

    Ler recomendaes sobre o air bagno lado do passageiro no captulo AirBag - Desativao do air bag do ladodo passageiro.

    Todos os menores, cujas caractersti-cas fsicas (idade, altura, peso) os impe-am de utilizar os cintos de seguranacom os quais o veculo equipado originalmente, devero ser protegidospor dispositivos de transporte de crianas apropriados (cadeiras porta-bebs, bercinhos, travesseiros etc.), seguindo rigorosamente as instruesdo fabricante do dispositivo.

    O uso dos cintos de segurana tam-bm necessrio para as mulheres grvidas; tanto para elas como para acriana, o risco de leses em caso deimpacto claramente menor se estive-rem usando os cintos.

    Obviamente, as mulheres grvidasdevero colocar a faixa abdominal docinto muito mais baixa, de modo quepasse sob o ventre fig. 23.

    fig. 224E

    N01

    81BR

    A IRBAG

    fig. 23

    4EN

    0180

    BR

    fig. 21

    4EN

    0182

    BR

  • A-14

    ADVERTNCIA: aconselha-se ouso de cadeirinhas porta-bebs daLinha Fiat Acessrios, que foramespecificamente desenvolvidas etestadas para uso no seu veculo e so oferecidas em todas as concessionrias Fiat.

    A cadeirinha porta-bebs dalinha Fiat Acessrios est em conformidade com a normabrasileira NBR 14400.

    Para a instalao dos sistemas deproteo de crianas, respeitar asinstrues que o construtor dos dispositivos dever, obrigatoria-mente, fornecer com os mesmos.

    COMO MANTER SEMPRE EFICIEN-TES OS CINTOS DE SEGURANA

    1) Utilizar os cintos sempre bem esti-cados, no torcidos.

    2) De vez em quando, verificar se osparafusos das fixaes esto bem aper-tados, se o cinto est em bom estado ese desliza livremente, sem impedimen-tos.

    3) Aps um acidente de qualquerintensidade, substituir os cintos usadosmesmo se, aparentemente, no estive-rem danificados.

    4) Para limpar os cintos, lav-los mo com gua e sabo neutro, enxa-gu-los e deix-los secar sombra. Nousar detergentes fortes, gua sanitria,corantes ou qualquer outra substnciaqumica que possa enfraquecer asfibras.

    5) Evitar que os enroladores sejammolhados; o funcionamento corretodos mesmos garantido somente seno sofrerem infiltraes de gua.

    PR-TENSIONADORPara aumentar ainda mais a proteo

    dos ocupantes em caso de acidente, osveculos equipados com Air Bag dispem tambm de dispositivos pr-tensionadores dos cintos de segu-rana dianteiros. Estes dispositivos soativados automaticamente em caso de choque violento.

    A sua ao consiste em retrair os cintos de segurana em alguns cent-metros, garantindo, desta maneira, aperfeita aderncia do corpo do moto-rista e passageiro antes que se inicie aao de reteno propriamente dita.

    A ativao do pr-tensionador reconhecida pelo bloqueio do enrola-dor do cinto de segurana que no irse desenrolar nem mesmo com a ajudadas mos.

  • AA-15

    O dispositivo pr-tensionador nonecessita de nenhuma operao de manuteno ou lubrificao. Qualquermodificao nas condies originais dodispositivo pode reduzir a sua ao ouinutiliz-lo.

    Se, pela ao de desastres naturais(inundaes, enxurradas, etc.) o dispo-sitivo for afetado por gua ou lama, asua substituio obrigatria.

    Para ter a mxima proteo da aodo pr-tensionador, usar o cinto mantendo-o bem aderente ao trax e bacia.

    No desmontar os com-ponentes do pr-tensiona-dor. Esta operao deve ser

    realizada por pessoal competente,e autorizado. Dirigir-se RedeAssistencial Fiat.

    O pr-tensionador podeser utilizado somente umavez. Depois de sua ativa-

    o, dirigir-se Rede AssistencialFiat para efetuar a sua substituio.A confiabilidade do dispositivocobre um perodo de 10 anos a partir da data de produo indicada em uma etiqueta adesiva;no trmino deste perodo, o pr-tensionador deve ser substitudo.

    Intervenes que com-portam choques, vibraesou aquecimentos localiza-

    dos (no superiores a 100C poruma durao mxima de 6 horas)na zona dos pr-tensionadores podem provocar danos ou ativaodos mesmos. No fazem parte destas condies as vibraes causadas pelo mau estado da estrada ou por ter atravessado acidentalmente pequenos obstcu-los como caladas, quebra-molasetc. Dirigir-se Rede AssistencialFiat se for preciso efetuar conser-tos.

  • A-16

    PAINEL DE INSTRUMENTOSA disponibilidade e a posio dos instrumentos e dos sinalizadores podem variar em funo dos itens opcionais adquiri-

    dos/disponveis.

    1) Difusores de ar laterais, regulveis e orientveis - 2) Alavanca de comando das luzes externas - 3) Buzina - 4) Qua-dro de instrumentos e lmpada-piloto - 5) Alavanca de comando dos limpadores e lavadores do pra-brisa e do vidrotraseiro - 6) Difusores de ar centrais, regulveis e orientveis - 7) Comandos - 8) Sede para auto-rdio - 9) Interruptor de luzes de emergncia - 10) Air bag do lado do passageiro ou porta-luvas superior - 11) Porta-luvas - 12) Cinzeiro -13) Comandos de ventilao - 14) Comutador de ignio - 15) Air bag do lado do motorista - 16) Alavanca para abriro cap do motor - 17) Tampa de acesso caixa de fusveis - 18) Comandos do My car

    fig. 24

    4EN

    0234

    BR

  • AA-17

    QUADRO DE INSTRUMENTOSO quadro de instrumentos varia em funo do modelo/verso adquirido e dos itens opcionais.

    A - Indicador do nvel de combustvel com lmpada-piloto da reserva.

    B - Velocmetro.

    C - Indicador de temperatura do lquido de arrefecimento.

    D - Display eletrnico.

    A B CD fig. 25

    4EN

    0184

    BR

  • 4EN

    0640

    BR

    O quadro de instrumentos varia em funo do modelo/verso adquirido e dos itens opcionais.

    A - Velocmetro.

    B - Indicador do nvel de combustvel com lmpada-piloto da reserva.

    C - Indicador de temperatura do lquido de arrefecimento do motor.

    D - Conta-giros.

    E - Display eletrnico.

    A-18

    fig. 26

  • AA-19

    O quadro de instrumentos varia em funo do modelo/verso adquirido e dos itens opcionais.

    Para as verses Adventure, o quadro de instrumentos pode variar na grafia e cor, contudo, o funcionamento dos instru-mentos, indicadores e display eletrnico permanece o mesmo.

    A - Velocmetro.

    B - Indicador do nvel de combustvel com lmpada-piloto da reserva.

    C - Indicador de temperatura do lquido de arrefecimento do motor.

    D - Conta-giros.

    E - Display eletrnico.

    fig. 27

    4EN

    0639

    BR

  • A-20

    INSTRUMENTOS DEBORDO

    VELOCMETRO fig. 28

    A quilometragem parcial e total, assim como o zeramento podem seracessados atravs do display.

    INDICADOR DO NVEL DE COM-BUSTVEL fig. 29

    O ponteiro indica a quantidade aproximada de combustvel existenteno tanque.

    O acendimento contnuo da lm-pada-piloto de reserva A indica que no tanque restam cerca de 5 a 7litros de combustvel.

    E - (empty) - tanque vazio.F - (full) - tanque cheio.

    Ver observao no item Estacio-namento (pg. B-2)

    Advertncia: se a luz-piloto doindicador do nvel de combustvelestiver piscando sinal de ano-malia no sistema. Neste caso,procurar a Rede Assistencial Fiat.

    INDICADOR DE TEMPERATURADO LQUIDO DE ARREFECIMENTODO MOTOR figs. 30

    Em regime de funcionamento, nor-malmente, o ponteiro deve estar sobreos valores centrais da escala. Se chegarperto da marca vermelha, significa queo motor est sendo muito solicitado e necessrio reduzir a exigncia dedesempenho.

    Viajando a velocidade muito baixacom clima muito quente, o ponteiro pode chegar perto da marca vermelha.Em algumas verses, acende-se no quadro de instrumentos, a lmpada-piloto. Isso indica excessiva tempera-tura do lquido de arrefecimento.

    A posio da luz espia indicadora detemperatura pode mudar em funo daverso do veculo e do quadro de instrumentos.

    Se o motor funcionar sem o lquido de arrefecimento, seu veculo poder ser seriamente da-nificado. Os reparos, nestes casos,no sero cobertos pela Garantia.

    fig. 28

    4EN

    0186

    BR

    fig. 294E

    N01

    87BR

    fig. 30

    4EN

    0188

    BR

  • AA-21

    Em caso de superaqueci-mento, desligar o motor eprovidenciar o reboque do

    veculo concessionria Fiat maisprxima.

    Observao:

    H - do ingls hot: quente

    C - do ingls cold: frio

    Advertncia: se o indicador estiver no incio da escala (tempe-ratura baixa) com a luz espia A deexcesso de temperatura ou com aluz espia U do sistema de injeoacesa, sinal de anomalia no sistema. Neste caso, procurar aRede Assistencial Fiat.

    CONTA-GIROS fig. 31

    O ponteiro sobre as marcas verme-lhas indica um regime de rotaes muito elevado, que pode causar danosao motor e, portanto, dever ser evitado.

    ADVERTNCIA: o sistema decontrole da injeo eletrnicainterrompe o fluxo de combustvelquando o motor estiver comexcesso de rotaes, com conse-qente perda de potncia do prprio motor.

    Observao:

    rpm - rotaes por minuto

    DISPLAY ELETRNICO fig. 32

    O padro e a quantidade de carac-teres das mensagens exibidas variam deacordo com o tipo do display, com averso do veculo e os equipamentosopcionais que esto presentes no me-smo. So descritos a seguir os diferen-tes tipos de display e o tipo de infor-mao que cada um pode fornecer:

    Display 1 - Informaes numricas.

    Display 2 - Ideogramas, informaesnumricas e mensagens de texto curtas.

    Display 3 - Ideogramas, informaesnumricas e mensagens de texto.

    fig. 31

    4EN

    0189

    BR

    fig. 32

    4EN

    0310

    BR

  • A-22

    BOTES DE COMANDO fig. 33 - 34

    Para usufruir das informaes que o display (com a chave da ignio na posio MAR) fornece para algumas verses, necessrio primeiramente familiarizar-se com os botes de comando correspondentes localizados esquerda da coluna dadireo e na extremidade da alavanca direita. Recomenda-se tambm, antes de efetuar alguma operao, ler atentamenteeste captulo.

    Tecla MODE

    Presso inferior a 2 segundos permite:- Entrar ou sair do menu My Car- Confirmar o ajuste ou a funo selecionada- Interromper a vizualizao das mensagens de advertncia nodisplay, quando presentes.

    Presso superior a 2 segundos permite:- Sair do menu My Car, memorizando os ajustes efetuados eretornando indicao da Tela Padro ou tela visualizadaanteriormente.

    Teclas , Para seleo das opes do menu My Car, ajustes das funes,dimming e ajuste da sensibilidade do sistema auto lamp (sensorcrepuscular - auto lamp).

    Tecla TRIP- Presso inferior a 2 segundos indicada por nos esquemasseguintes para percorrer as vrias telas relativas s informaesdo Computador de Bordo (TRIP COMPUTER).- Presso superior a 2 segundos para efetuar o zeramento (RESET)dos dados TRIP.

    TRIP

    MODE

    fig. 33

    4EN

    0311

    BR

    fig. 34

    4EN

    0312

    BR

    MODE

    TRIP

  • A-23

    A

    O display exibe as informaesteis e necessrias durante a dire-o.

    INFORMAES PRESENTES NATELA PADRO

    - Hodmetro total/parcial (B-fig. 35).

    - Relgio (C-fig. 35).

    - Temperatura externa (D-fig. 35).

    - Data (A-fig. 35).

    Com a chave da ignio desligadaao abrir/fechar uma das portas diantei-ras, o display se ilumina, exibindo o hodmetro total e o relgio.

    INFORMAES NO DISPLAY

    - Indicao dos quilmetros faltantespara a reviso programada ou advertn-cia do vencimento da mesma, comlampejo da luz espia .

    - Indicao dos dias faltantes para atroca anual do leo ou advertncia dovencimento da mesma com lampejo daluz espia .

    Em funo da verso do veculopodero tambm ser visualizadas nodisplay:

    - Informaes do Computador deBordo (trip computer).

    - Regulagem da intensidade lumino-sa dos comandos internos.

    - Menu My Car.

    - Mensagens de advertncias/avarias.

    MY CARMENU DE SET-UP

    Este menu, disponvel em algumasverses, permite a personalizao econfigurao do veculo.

    Ateno: o nmero de opes domenu est relacionado com os itensque equipam o veculo.

    aconselhvel que todaa programao desejadaseja executada com o

    veculo parado.

    AS FUNES SO:

    ALERTA DE VELOCIDADE

    - Ativao/desativao da funo doalerta de velocidade excedida.

    - Ajuste do valor de velocidade limite desejada.

    fig. 354E

    N03

    13BR

  • A-24

    REGULAGEM DA SENSIBILIDADEDO SENSOR CREPUSCULAR (AUTOLAMP)

    - Regulagem (em 3 nveis) relativa sensibilidade do sensor de luminosida-de externa.

    HABILITAO DO TRIP B

    - Ativao/desativao (ON/OFF) darelativa funo.

    AJUSTE DO RELGIO

    - Ajuste das horas.

    - Ajuste dos minutos.

    MODALIDADE RELGIO

    - Seleo da modalidade relgio nas12 ou 24 horas.

    AJUSTE DA DATA

    - Ajuste do ano.

    - Ajuste do ms.

    - Ajuste do dia.

    REPETIO DAS INFORMAESDO RDIO (em funo da versodo veculo e do modelo de rdio)

    - Ativao (ON): habilita a repetiodas informaes do auto-rdio no dis-play do quadro de instrumentos.

    - Desativao (OFF): desabilita arepetio das informaes do auto-rdio no display do quadro de instru-mentos.

    Ateno: o display apresentainformaes referentes ao auto-rdio apenas se o mesmo for omodelo original montado pela Fiat.

    AUTO LOCK

    Para algumas verses o sistema poder ser habilitado ou desabilitado.

    Para as verses que possuem travadas portas, o sistema auto lock sem-pre ativo.

    - Ativao (ON): efetua o travamen-to automtico das portas quando o veculo ultrapassar 20 km/h.

    - Desativao (OFF): no efetua o travamento das portas quando o vecu-lo ultrapassar 20 km/h.

  • A-25

    A

    Ateno: caso seja necessrio exe-cutar uma prova na bancada de roletescom o veculo, recordar-se que as por-tas podem ser travadas automaticamen-te, impossibilitando o acesso ao interiordo veculo. Aconselha-se desativar afuno, quando disponvel, ou efetuara prova com os vidros abertos de mo-do a permitir o acesso ao habitculo ca-so ocorra o travamento automtico.

    UNIDADE DE MEDIDA DISTN-CIA

    - Seleo da unidade de medida dadistncia do hodmetro e dos dados doTRIP Computer: km/mi.

    UNIDADE DE MEDIDA CONSU-MO

    Em funo da unidade de medida dadistncia anteriormente escolhida, serpossvel selecionar a unidade de medida de consumo de combustvel:(km/l ou l/100 km ou mpg).

    UNIDADE DE MEDIDA TEMPERA-TURA

    - Seleo da unidade de medida: Cou F.

    REGULAGEM DO VOLUME DASTECLAS

    - Regulagem e eventual excluso dovolume das teclas.

    REGULAGEM DO VOLUME DOSINALIZADOR ACSTICO DE AVARIAS/ADVERTNCIAS

    - Regulagem do volume das sinaliza-es acsticas relativas s anoma-lias/advertncias.

    SELEO DO IDIOMA

    - Seleo do idioma das mensagensvisualizadas no display.

    MANUTENO PROGRAMADA

    - Visualizao dos quilmetros faltantes para a manuteno programa-da.

    - Visualizao dos dias faltantes para troca anual do leo do motor.

    SADA DO MENU

    - Sada do menu.

    aconselhvel que toda aprogramao desejada sejaexecutada com o veculo

    parado.

  • A-26

    VERIFICAO INICIAL

    Girando a chave de ignio na posio MAR, o display exibe a mensagem Verificando: inicia-se a fase de diagnstico detodos os sistemas eletrnicos presentes no veculo; esta fase dura alguns segundos. Se durante este procedimento no fo-rem verificadas anomalias e, com o motor funcionando, o display exibe a mensagem VERIFICAO OK.

    O PLANO DE MANUTENO PROGRAMADA do veculo prev operaes de manuteno a cada 15000 km ou 1 ano, a exceo do leo do motor cuja substituio dever ser realizada a cada 15.000 km ou 12 meses, prevalecendo a condio que primeiro ocorrer. A exibio de informaes relativass operaes de manuteno (com exceo da reviso de carroceria) ocorrer automaticamente quando a chave de ignio for colocada na posioMAR, a partir dos 2.000 km faltantes para reviso ou a 30 dias da troca anual do leo do motor e ser visualizada a cada 200 km (para reviso) ou 3dias (para troca anual do leo). No display aparecer a escrita REVISO para a manuteno programada e leo mot. para troca anual de leo domotor, seguida do nmero de quilmetros (km) ou dias faltantes (d) para a manuteno do veculo. Procure a Rede Assistencial FIAT que realizar,alm das operaes de manuteno previstas pelo Plano de manuteno programada ou pelo Plano de inspeo anual, o zeramento (reset) dos con-tadores de tempo ou quilmetros para a prxima troca anual do leo ou manuteno programada. A contagem do tempo para exibio da mensagemde troca anual de leo do motor comear a partir do momento em que o veculo percorrer um mnimo de 200 quilmetros.

    Caso o display exiba uma eventual mensagem deanomalia/advertncia, ver o quanto descrito no par-grafo LUZES ESPIA E SINALIZAES, NESTE CAPTULO

  • VERIFICAO INICIAL - CONTINUAO

    A-27

    A

    Para algumas versesser visualizado:

    A luz espia lampeja no qua-dro de instrumentos.

    A luz espia lampeja no qua-dro de instrumentos.

    O PLANO DE MANUTENO PROGRAMADA do veculo prev operaes de manuteno a cada 15000 km ou 1 ano, a exceo do leo do motor cujasubstituio dever ser realizada a cada 15.000 km ou 12 meses, prevalecendo a condio que primeiro ocorrer. A exibio de informaesrelativas s operaes de manuteno (com exceo da reviso de carroceria) ocorrer automaticamente quando, com a chave de ignio naposio MAR, a partir dos 2.000 km faltantes para reviso ou a 30 dias da troca anual do leo do motor e ser visualizada a cada 200 km (parareviso) ou 3 dias (para troca anual do leo). Quando a manuteno programada estiver prxima do vencimento previsto, girando a chave deignio na posio MAR, no display aparecer o valor dos quilmetros faltantes para a reviso ou o nmero de dias para a troca anual do leodo motor precedido de um sinal negativo. Procure a Rede Assistencial FIAT que realizar, alm das operaes de manuteno previstas peloPlano de manuteno programada ou pelo Plano de inspeo anual, o zeramento (reset) dos contadores de tempo ou quilmetros para aprxima troca anual do leo ou manuteno programada. A contagem do tempo para exibio da mensagem de troca anual de leo do motorcomear a partir do momento em que o veculo percorrer um mnimo de 200 quilmetros.

  • A-28

    DESCRIO DO MENU MY CAR

    O menu composto de uma srie de funes que so selecionadas atravs das teclas e permitindo a personalizaoe configurao do veculo (ver os exemplos IDIOMA e AJUSTAR DATA no esquema abaixo); para outros detalhes, consultetambm o ACESSO A TELA DO MENU nas pginas seguintes.

    Velocidade> 0 km

  • A-29

    A

    ACESSO TELA DO MENU

    Aps a VERIFICAO INICIAL, possvel acessar a tela do menu apertando o boto .

    Para navegar utilizar os botes e .

    Ateno: ao acessar o menu, se no for efetuada nenhuma programao/regulagem dentro de um tempo igual a 60segundos, o sistema sai automaticamente do menu e retorna a tela anteriormente visualizada. Neste caso, a ltima oposelecionada e no confirmada (mediante o boto ) no ser memorizada.

    - Com o veculo em movimento possvel ter acesso somente ao menu reduzido (colocao do LIMITE DE VELOCIDADE e REGU-LAGEM DA SENSIBILIDADE DO SENSOR DE LUMINOSIDADE EXTERNA).

    - Com o veculo parado possvel ter acesso a todas opes do menu.

    Os casos descritos esto representados no esquema da pgina seguinte.

    Ateno: aconselhvel que toda programao desejada seja executada com o veculo parado.

    Ateno: as mensagens exibidas nos displays eletrnicos podem apresentar pequenas diferenas de textos para uma mesma informao. Isto se d face diversidade de informaes fornecidas para os diferentes modelos do veculo.

    MODE

    MODE

  • Acesso a tela do menu

    Aps a verificao inicial possvel acessar a tela do menu apertando o boto MODE. Para navegar, utilizar os botes e .

    Para algumas verses ser visualizado:

    A-30

  • A-31

    A

    Advertncia de portas abertas

    Alm do acendimento da luz espia, ser escrito por extenso no display alfanumrico quais as portas que se encontram abertas. Para algumas verses, a indicao de portas abertas ocorre atravs do acendimento da luz espia . Pa-ra algumas verses, se o veculo atingir uma velocidade superior a 4 km/h com uma ou mais portas abertas, ser emitido umsinal sonoro. Exemplos:

    Check da iluminao externa

    Alm do acendimento da luz espia 6, ser escrito por extenso no display alfanumrico qual o circuito que apresentaanomalia. Exemplo:

    Para algumas verses, a indicao de avaria no sistema de iluminao externa ocorre somente atravs do acendimentoda luz espia 6.

  • Limite de velocidade

    Esta funo permite programar o alerta de limite de velocidade do veculo se esta for ultrapassada, emitido automatica-mente um sinal sonoro, acompanhado do acendimento da luz-piloto e a visualizao de uma mensagem especfica no dis-play de advertncia para o motorista. Para programao da velocidade limite, proceder como a seguir:

    A-32

    Atravs dos botes ou ajustar a velocidade desejada.Durante o ajuste o valor expresso no display lampeja. Estevalor pode variar de 30 250km/h com passos de ajustede 5 km/h ou 20 155 mph com passos de ajuste 5 mph.

    Se o boto de ajuste () permanecer pressionado por tem-po superior a 2s, o incremento ou diminuio do valor sedar de forma mais rpida. Quando estiver prximo ao va-lor desejado, soltar o boto e completar o ajuste com toquessimples.Advertncia: esta funo no visa a substituir, nem exclui

    a responsabilidade do motorista em manter-se atento e fa-zer cumprir a velocidade indicada para as rodovias transi-tadas.

    Atravs dos botes ou escolher a ativao ou a desativaoOn/Off. Durante a seleo, a opo lampeja no display.

  • Sinalizao de ultrapassagem de velocidade limite

    Logo que o veculo ultrapassar o valor de velocidade programada ocorre automaticamente um ciclo de sinalizaes,juntamente com um sinal sonoro e o acendimento da luz espia . Pressionando a tecla Mode a indicao no display interrompida.

    A indicao no display tambm imediatamente interrompida se a velocidade do veculo atingir o valor do limite ajus-tado menos 5km/h ou 5mph.

    Para algumas verses, ocorre o acendimento da luz espia juntamente com sinal sonoro e no display indicado:

    A-33

    A

  • Regulagem da sensibilidade do sensor crepuscular - auto lamp

    Esta funo permite regular a sensibilidade do sensor crepuscular - auto lamp em 3 (trs) nveis:

    Nvel 1 Mnima sensibilidade

    Nvel 2 Mdia sensibilidade

    Nvel 3 Mxima sensibilidade

    Quanto maior a sensibilidade, menor ser a intensidade de luz externa necessria para comandar o acendimento dos farisbaixos, luzes de posio e luzes de placa. O ajuste permitido mesmo com o veculo em movimento. Para ajustar o nvelde sensibilidade, proceder como a seguir:

    A-34

    Atravs dos botes ou selecionar o nvel de sensibilidade. Durante o ajuste do mesmo, o valor ajustado lampeja no display.

  • Habilitao TRIP B

    Com esta funo possvel, para algumas verses, ativar (On) ou desativar (Off) a visualizao da funo TRIP B na qualso visualizadas informaes relativas a um determinado percurso de viagem. Informa o consumo mdio, velocidade m-dia, distncia percorrida e o tempo de viagem.

    A-35

    A

    Atravs dos botes ou escolher a ativao ou a desativaoOn/Off. Durante a seleo, On/Off lampeja no display

    Ver acesso na tela do menu

  • Ajustar hora

    Para acertar o relgio (horas e minutos) proceder como o esquema descrito abaixo. Para algumas verses, utilizar o boto localizado esquerda do volante para ajuste do relgio. Com presso no boto superior a 2 segundos o ajuste se dar deforma mais rpida.

    h km

    A-36

    Ver acesso a tela do menu

    Para algumas verses o ajuste ser como a seguir:

    Atravs dos botes ou ajustar o relgio. Durante o ajuste o valor expresso no display lampeja. Se o boto de ajuste ( ou ) permanecer pressionado por tempo supe-rior a 2 segundos, o incremento ou diminuio do valor se dar de forma mais rpida.

  • Modo hora

    Esta funo permite a visualizao da hora na modalidade 12 ou 24 horas. Para selecionar o modo desejado, proceder co-mo a seguir:

    A-37

    A

    Ver acesso a tela do menu

    Atravs dos botes ou escolher o modo 12h ou24h. Durante a seleo, a opo lampeja no display.

  • Ajuste da data

    Para atualizar a data (ano-ms-dia) proceder como a seguir:

    A-38

    Ver acesso a tela do menu

    Atravs dos botes ou ajustar a data. Durante o ajus-te o nmero expresso no display lampeja. Se o boto deajuste ( ou ) permanecer pressionado por tempo supe-rior a 2s, o incremento ou diminuio se dar de formamais rpida.

  • Repetio das informaes de rdio (Info rdio)

    possvel visualizar no display as informaes relativas ao rdio (freqncia ou mensagem RDS da estao de rdioselecionada) faixa de CD de udio, MP3 etc.

    Ateno: o display apresenta informaes referentes ao auto-rdio apenas se o mesmo for o modelo original montadopela Fiat. Consulte o manual de auto-rdio do veculo.

    A-39

    A

    Ver acesso a tela do menu

    Atravs dos botes ou escolher a ativao ou a desativaoOn/Off. Durante a seleo, a opo lampeja no display.

  • TRAVAMENTO AUTOMTICO DAS PORTAS - (AUTO LOCK)

    Esta funo permite para algumas verses:

    - Em caso de ativao (On) realizar o travamento automtico das portas quando o veculo ultrapassar 20 km/h.

    A-40

    Atravs dos botes ou escolher a ativao ou a desativaoOn/Off. Durante a seleo, a opo lampeja no display.

    Ver acesso a tela do menu

  • Unidade de medida para as distncias (Dist. Unid)

    Esta funo permite para algumas verses alterar a unidade de medida de distncias: km (quilmetro) e mi (milha).

    A-41

    A

    Atravs dos botes ou escolher a unidade de distncia km ou mi.Durante a seleo, a opo selecionada lampeja no display.

    Ver acesso a tela do menu

  • Unidade de consumo Consumo (km/l ou l/100km)

    Esta funo permite selecionar a unidade de medida relativa quantidade de combustvel consumido (quilmetros porlitro ou litros por 100 quilmetros).

    A-42

    Atravs dos botes ou escolher a unidade de consumo km/l oul/100km. Durante a seleo, a opo lampeja no display. Se a unidade for

    milha, a unidade de consumo ser mpg (milhas por galo).

    Ver acesso a tela do menu

  • Unidade de temperatura (Temp. unid)

    Para selecionar a unidade de temperatura (C ou F), proceder como a seguir:

    A-43

    A

    Atravs dos botes ou escolher a unidade de temperatura C ouF. Durante a seleo, a opo selecionada lampeja no display.

    Ver acesso a tela do menu

  • Seleo do idioma

    As mensagens visualizadas no display podem ser visualizadas em vrios idiomas (Italiano, Francs, Ingls, Alemo, Espanhole Portugus). Para selecionar o idioma desejado, proceder como a seguir:

    A-44

    Ver acesso a tela do menu

  • Ajuste do volume do sinal sonoro de advertncias/avarias (aviso sonoro)

    O volume do sinal sonoro (buzzer) que acompanha as eventuais sinalizaes de advertncias/avarias pode ser regulado em 8 nveis distintos (0 a 7) ou, para algumas verses, 5 nveis (0 a 4). A sinalizao sonora regulvel e desativa-da quando o nvel selecionado for igual a 0 (zero). Para efetuar o ajuste, proceder como a seguir:

    A-45

    A

    Atravs dos botes ou escolher o volume do sinal sonoro (0 a 7). Durante a seleo, o valor ajustado lampeja no display.

    Para algumas verses, o display visualizar:Ver acesso a tela do menu

  • Regulagem do volume dos botes (Vol. Teclas)

    O volume do sinal sonoro emitido ao pressionar os botes presentes no veculo pode ser regulado em 8 nveis (0 a 7).Este sinal sonoro regulvel e pode ser desativada quando o nvel selecionado for igual a 0 (zero).

    A-46

    Ver acesso a tela do menu

    Atravs dos botes ou escolher o volume do sinal sonoro (0 a 7). Durante a seleo, o valor ajustado lampeja no display.

  • Manuteno programada (Reviso)

    A funo REVISO permite visualizar as indicaes relativas aos quilmetros ou milhas faltantes para a prxima revisoou dias faltantes para a prxima troca anual do leo do motor. Para visualizar estes dados, proceder como a seguir:

    A-47

    A

    OBSERVAES IMPORTANTES O sistema de aviso de reviso no leva em considerao os perodos nos quais a bateria esteve desligada, de modo que os intervalos de manutenoespecificados no PLANO DE MANUTENO PROGRAMADA tero prioridade, devendo ser sempre observados.Os displays no exibem o tempo faltante para a realizao das revises de carroceria. Para ter pleno conhecimento das condies de manuteno e garantia do veculo indispensvel a consulta aos captulos especficos, no presente manual.

    O PLANO DE MANUTENO PROGRAMADA do veculo prev operaes de manuteno a cada 15000 km ou 1 ano, a exceo do leo do motor cujasubstituio dever ser realizada a cada 15.000 km ou 12 meses, prevalecendo a condio que primeiro ocorrer. A exibio de informaesrelativas s operaes de manuteno (com exceo da reviso de carroceria) ocorrer automaticamente quando a chave de ignio for colo-cada na posio MAR, a partir dos 2000 km faltantes para a prxima reviso ou a 30 dias da troca anual do leo do motor. Essas informaessero exibidas a cada 200 km (para reviso) ou 3 dias (para troca de leo). Quando a manuteno programada estiver prxima do vencimentoprevisto, girando a chave de ignio para a posio MAR o display exibir o nmero de quilmetros faltantes para reviso ou o nmero de diaspara a troca anual de leo do motor. Procure a REDE ASSISTENCIAL FIAT a qual realizar, alm das operaes de manuteno previstas peloPlano de Manuteno Programada ou pelo Plano de Inspeo Anual, o zeramento (RESET) dos contadores de tempo e quilometragem faltantes para a prxima interveno. A contagem de tempo para a exibio das mensagens de troca anual do leo do motor comear a partir do momento em que o veculo percorrer um mnimo de 200 quilmetros.

  • Advertncia para a reviso programada

    A indicao ocorrer quando a distncia percorrida pelo veculo estiver dentro da faixa estabelecida para sua visualiza-o, ou seja, 2000 km antes dos prazos estabelecidos no Plano de Manuteno Programada at 1000 km depois. A indicao ocorrer somente quando a chave de ignio for posicionada em MAR a cada 200 km dentro da faixa estabe-lecida para a advertncia. Ser visualizado no display, automaticamente, os quilmetros faltantes para a prxima revisoou quando forem excedidos os mesmos at 1.000 km. Ser indicado no display, aps a inicializao do quadro e obede-cendo a prioridade das mensagens (avaria ou advertncia, se houver) a seguinte mensagem.

    Para algumas verses a luz espia lampeja no quadro de instrumentos e, para outras, ser visualizada no display.Quando for superado o valor de quilometragem, a visualizao no display, conforme a verso, ser indicado como a seguir:

    Para algumas verses a luz espia lampeja no quadro de instrumentos e, para outras, ser visualizada no display.

    Procure a Rede Assistencial FIAT que realizar, alm das operaes de manuteno previstas pelo Plano de manuteno pro-gramada ou pelo Plano de inspeo anual, o zeramento (reset) dos contadores de tempo ou quilmetros para a prximatroca anual do leo ou manuteno programada.

    A-48

  • Retorno tela padro ou tela anteriormente visualizada

    Advertncia para a troca anual do leo do motor

    O valor dos dias faltantes para a troca de leo ser indicado no display aps inicializao do mesmo, obedecendo aprioridade das mensagens (avaria e/ou advertncia se houver). A indicao permanecer no display durante 5 segundos.

    Obedecendo a prioridade das mensagens (avaria e/ou advertncia se houver), aps a inicializao do quadro ser indi-cado quando tiver vencido o prazo indicado para a troca de leo, conforme a verso, a seguinte mensagem no display:

    Para algumas verses a luz espia lampeja no quadro de instrumentos e, para outras, ser visualizada no display.Procure a Rede Assistencial FIAT que realizar, alm das operaes de manuteno previstas pelo Plano de manuteno pro-

    gramada ou pelo Plano de inspeo anual, o zeramento (reset) dos contadores de tempo ou quilmetros para a prximatroca anual do leo ou manuteno programada.

    Sada do menu (sada menu)

    A-49

    A

  • TRIP COMPUTER

    As informaes do TRIP so visualizadas de modo seqencial conforme o esquema seguinte:

    Os dados do Trip B referem-se a um determinado perodo da viagem que definido atravs do seu reset. O Trip B podeser utilizado para mostrar os dados estatsticos de um determinado trecho de viagem (exemplo: estrada X urbana), medir ascondies de consumo durante um determinado perodo (semanal X mensal) etc. O Trip B pode ser habilitado ou desabili-tado atravs do menu My Car.

    Para algumas verses ser visualizado no display:

    A-50

  • Trip computer - Autonomia

    Autonomia a distncia estimada em km ou milhas realizvel com o nvel de combustvel contido no reservatrio, na hiptese de prosseguir a viagem com o mesmo estilo de dirigir, ou seja, mesma condio de consumo.

    A autonomia calculada considerando o consumo mdio dos ltimos 5 minutos e os litros de combustvel contidos noreservatrio.

    Em caso de abastecimento de combustvel ser calculado um novo valor de autonomia.

    A-51

    A

    Quando a autonomia for inferior 50km, durante 20 segundos ser visualizada a mensagem: ATENO:autonomia limitada, para algumas ver-ses, e simultaneamente ser emitido umsinal sonoro.

  • Trip computer - Autonomia (continuao)

    A-52

  • Trip computer Distncia percorrida

    Trip computer Consumo mdio

    a relao entre a distncia e o nmero de litros de combustvel consumidos desde o incio da viagem. A maneira dediferenciar o consumo mdio do consumo instantneo o tempo de atualizao do dado no display. O consumo mdio atualizado a cada 10 segundos e o instantneo atualizado a cada segundo.

    A

    A-53

  • Trip computer - Consumo instantneo

    Trip computer Velocidade mdia

    A-54

  • Trip computer - Tempo de percurso

    A-55

    A

  • Zeramento (Reset) do TRIP

    Quando o boto TRIP pressionado por um tempo superior a 2 segundos, ser efetuado o zeramento dos dados do TRIP,exceto para os dados de autonomia e consumo instantneo.

    A-56

  • A-57

    A

    Sistema FPS (Fire Prevention System) Interruptor inercial

    Atravs do display dos quadros de instrumentos possvel identificar a interveno do interruptor inercial (FIS).

    O display, conforme a verso, visualizar:

    O TRIP B possui um reset independente, podendo ser realizado quando um de seus dados estiver sendo visualizado no display pressionando a tecla Trip por um tempo superior a 2 segundos.

  • Sistema Follow me home

    Uma vez ativado, durante 20 segundos, aparecer no display do quadro de Instrumentos, uma indicao de que o siste-ma est ativo com o tempo de durao para o qual foi ajustado.

    O display, conforme a verso, visualizar:

    Acendimento automtico do display ao abrir/fechar porta(s) dianteira(s)

    Com o veculo desligado, na abertura ou fechamento das portas dianteiras, o display do quadro de instrumentos se acen-de durante 10 segundos, indicando o hodmetro total e o relgio digital.

    O display, conforme a verso, indicar:

    A-58

  • Regulagem da iluminao dos instrumentos de bordo, display e botes de comando (Dimmer/reostato)

    Esta funo permite, para algumas verses, com as luzes externas acesas, a regulagem (atenuao/incremento) da ilumi-nao:

    - Quadro de instrumentos: serigrafia, ponteiros e display (obs.: as luzes espia no sofrem alterao)

    - Display do auto-rdio

    - Comandos do ar-condicionado

    Para efetuar a regulagem, deve-se proceder como a seguir:

    A-59

    A

    Atravs dos botes ou efetuar o ajustedo nvel de iluminao desejado.

    Retorno automtico tela padro ou tela anteriormente visualizada aps alguns segundos ou mediante presso na tecla MODE ou TRIP.

  • A-60

    LUZES ESPIA ESINALIZAES

    ADVERTNCIAS GERAIS

    As sinalizaes de advertn-cia/avaria ocorrem atravs do acen-dimento de uma luz espia no quadrode instrumentos, podendo ser acompa-nhada por um sinal sonoro e, para algumas verses mensagens no display.

    Estas sinalizaes so sintticas ecautelares com o objetivo de sugerira imediata ao que deve ser adotadapelo motorista, em situaes que podem levar o veculo a condiesextremas de uso. Esta sinalizao nodeve ser considerada completa e/oualternativa ao especificado no presen-te manual de uso e manuteno, o qualrecomendamos sempre uma atenta e aprofundada leitura. Em caso de sinalizao de advertncia/avaria,recorrer sempre ao quanto descrito nopresente captulo.

    Ateno: quando a luz espia acender no quadro de instrumentos ou,para algumas verses, for visualizadano display, proceder com cautela e diri-gir-se Rede Assistencial Fiat.

    Nas pginas seguintes sodemonstrados alguns exemplos desituaes em que pode ocorrer oacendimento da luz espia no qua-dro de instrumentos e/ou visualiza-o no display.

  • FLUIDO DOS FREIOS INSUFICIENTE (vermelha)

    Girando a chave da ignio em MAR a luz espia no quadro acen-de, mas deve apagar aps soltar o freio de mo.

    A luz espia acende (para algumas verses, juntamente com amensagem visualizada no display e emitido um sinal sonoro)quando o nvel do fluido dos freios no reservatrio desce abaixodo nvel mnimo.

    Se a luz espia x acender durante a marcha (jun-tamente com a mensagem visualizada no display),parar imediatamente e dirigir-se Rede Assistencial

    Fiat.

    FREIO DE MO ACIONADO (vermelha)

    Acende-se ao acionar o freio de mo.

    Em algumas verses, com o veculo em movimento, emitidoum sinal sonoro.

    Se a luz espia x acender durante a marcha, veri-ficar se o freio de mo est acionado.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    x

    x

    A-61

    A

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    AVARIA DO AIR BAG (vermelha)

    Girando a chave da ignio na posio MAR a luz espia no quadro deve acender e apagar aps alguns segundos. A luz espiaacende de modo permanente juntamente com a mensagem visualizada no display quando o Air bag apresentar anomalias defuncionamento.

    Se a luz espia no acender ou se permaneceracesa com a chave na posio MAR, ou acenderdurante a marcha do veculo (juntamente com a

    mensagem visualizada no display) parar imediatamente oveculo e procurar a Rede Assistencial Fiat.

    A avaria da luz espia F sinalizada pelo lampejoda luz espia F. Isto ocorre somente aps 4 segun-dos de acendimento fixo da luz espia F.

    A-62

  • ESPIA DE EXCLUSO DO AIR BAG DO LADO DO PASSAGEIRO(amarelo mbar) (quando existente)

    A luz espia F no quadro acende quando for desligado o Air bagfrontal do lado do passageiro, girando o comutador corresponden-te para a posio OFF.

    Com o Air bag frontal do lado do passageiro ligado, girando a chave da ignio em MAR, a luz espia F no quadro permaneceacesa por cerca de 4 segundos e depois lampeja por outros 4 segundos e em seguida se apaga.

    A luz espia do Air bag frontal do passageiro desli-gado F sinaliza tambm eventuais anomalias da luzespia . Esta condio sinalizada pelo lampejo

    intermitente da luz espia F mesmo alm dos 4 segundos.Neste caso necessrio parar imediatamente o veculo eprocurar a Rede Assistencial Fiat.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-63

    A

    F

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    INSUFICIENTE CARGA DA BATERIA (vermelha)

    Girando a chave da ignio na posio MAR a luz espia no quadro acende e deve apagar logo que o motor funcione (com omotor em marcha lenta admitido um breve atraso no desliga-mento). Se permanecer acesa procure imediatamente a Rede Assistencial Fiat.

    A-64

    w

  • INSUFICIENTE PRESSO DE LEO DO MOTOR (vermelha)

    Girando a chave da ignio em MAR a luz espia no quadro acen-de e deve apagar logo que o motor funcione.

    Na hiptese de uma baixa presso de leo no motor, a luz espiapermanece acesa no quadro de instrumentos e, em algumas ver-ses, aparece a mensagem de texto no display juntamente com osinal sonoro.

    Se a luz espia v acender durante a marcha do veculo (para algumas verses, juntamente com amensagem visualizada no display), desligar imediata-

    mente o motor e procurar a Rede Assistencial Fiat.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-65

    A

    v

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    EXCESSIVA TEMPERATURA DO LQUIDO DE ARREFECIMEN-TO DO MOTOR (vermelha)

    Quando o motor estiver muito quente, no retire atampa do reservatrio de expanso, pois h perigode queimaduras.

    Girando a chave da ignio em MAR, a luz espia no quadro acende e deve apagar aps alguns segundos.

    A luz espia acende (para algumas verses, juntamente com a mensagem visualizada no display e emisso de um sinal sonoro)quando o motor est superaquecido.

    Se a luz espia acender, seguir os seguintes procedimentos:

    - Em caso de marcha normal: parar o veculo, desligar o mo-tor e verificar se o nvel da gua dentro do reservatrio est abai-xo da marca MIN.

    Neste caso, aguardar alguns minutos para permitir o resfriamen-to do motor, abrir lentamente e com cautela a tampa e comple-tar com lquido de arrefecimento certificando-se de que o nvelfique compreendido entre as marcas MIN e MAX existentes noreservatrio. Verificar visualmente a existncia de vazamentos de lquido. Se na partida seguinte a luz espia acender novamente, procure a Rede Assistencial Fiat.

    segue

    A-66

  • continuao

    - Em caso de utilizao severa do veculo (por exemplo, rebo-que em subida ou com o veculo a plena carga): reduzir a marchae, caso a luz permanea acesa, parar o veculo. Estacionar por 2 ou 3 minutos mantendo o motor funcionando e ligeiramente acelerado para facilitar uma circulao mais ativa do lquido de arrefecimento e, em seguida, desligar o motor.

    Verificar o correto nvel do lquido de arrefecimento como descrito anteriormente.

    Ateno: em caso de percursos muito severos recomendvelmanter o motor funcionando e ligeiramente acelerado por algunsminutos antes de deslig-lo.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-67

    A

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    FECHAMENTO INCORRETO DAS PORTAS (vermelha)

    Em algumas verses a luz espia no quadro acende (juntamentecom a mensagem visualizada no display) quando uma ou mais por-tas, no esto perfeitamente fechadas.

    Em algumas verses, com o veculo em movimento e estando al-guma das portas abertas emitido um sinal sonoro.

    NOTA: No display a visualizao do smbolo indica o fechamento incompleto da porta do lado esquerdo, enquanto avisualizao do smbolo indica o fechamento incompleto daporta do lado direito.

    A-68

  • VELOCIDADE LIMITE ULTRAPASSADA (amarelo mbar)

    A luz espia acende no quadro de instrumentos (para algumasveres, juntamente com a mensagem visualizada no display eemisso de sinal sonoro) quando o veculo ultrapassa a velocida-de limite ajustada anteriormente.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-69

    A

    Para algumas verses:

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    CINTO DE SEGURANA (vermelha)

    Ao posicionar a chave de segurana na posio MAR, a luz espia do cinto de segurana lampeja 10 vezes durante 10 segundos independentemente do cinto de segurana estar afivelado ou no.

    A-70

  • AVARIA NO SISTEMA DE CONTROLE DO MOTOR (amarelo mbar)

    Em condies normais, girando a chave da ignio na posioMAR a luz espia acende e deve apagar quando o motor funcio-nar. O acendimento inicial indica o correto funcionamento da luzespia.

    Se a luz espia permanecer acesa ou acender durante a marcha (para algumas verses, juntamente com a mensagem visualizadano display e emisso de sinal sonoro) sinaliza um mal funciona-mento no sistema de alimentao/ignio que pode provocar elevadas emisses na descarga, possvel perda de desempenho, m dirigibilidade e consumo elevado.

    Nestas condies pode-se prosseguir a marcha evitando solici-tar grandes esforos ao motor ou altas velocidades. O uso prolon-gado do veculo com a luz espia acesa fixa pode causar danos. Procure a Rede Assistencial Fiat o mais rpido possvel.

    A luz espia apaga se o mal funcionamento desaparecer, mas o sistema memoriza a sinalizao;

    Se, girando a chave da ignio na posio MAR, aluz espia U no acender ou se, durante a marcha,acender-se procure a Rede Assistencial Fiat.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-71

    A

    U

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    RESERVA DE COMBUSTVEL (amarelo mbar)

    A luz espia no quadro acende (para algumas verses, juntamente com a mensagem visualizada no display) quando, noreservatrio, restarem cerca de 7,5 a 9 litros de combustvel.

    NIVEL INSUFICIENTE OU FALTA DE GASOLINA NO RESERVATRIO DE PARTIDA A FRIO

    A luz espia no quadro acende (para verses FLEX) quando, noreservatrio, o nvel de gasolina for insuficiente ou estiver vazio.

    A-72

    K

  • SISTEMA ANTI-TRAVAMENTO DAS RODAS ABS INEFICIENTE(amarelo mbar)

    Girando a chave da ignio em MAR, a luz espia no quadroacende e deve apagar aps alguns segundos.

    A luz espia acende (para algumas verses, juntamente com amensagem visualizada no display e emisso do sinal sonoro) quando o sistema est ineficiente. Neste caso, o sistema de freiomantm inalterada a sua eficcia, mas sem as potencialidades oferecidas pelo sistema ABS. Recomenda-se prudncia de modoparticular em todos os casos de aderncia no ideal. necessriodirigir-se Rede Assistencial Fiat imediatamente.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-73

    A

    >

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    Corretor eletrnico de frenagem EBD ineficiente

    O veculo est equipado com corretor eletrnico de frenagemEDB (Eletronic Brake Distribution) quando dispuser do sistema freiosABS. O acendimento simultneo das luzes espia no quadrante x e> (juntamente com a mensagem visualizada nodisplay e emisso de sinal sonoro) com o motor funcionando, indica uma anomalia no sistema EDB; neste caso, com frenagensviolentas, pode ocorrer um travamento precoce das rodas trasei-ras, com possibilidade de perda da direo. Procure imediatamen-te a Rede Assistencial Fiat dirigindo com extrema cautela, para averificao do sistema.

    A-74

    x+

    >

  • AVARIA NO SISTEMA DE PROTEO DO VECULO FIATCODE (amarelo mbar)

    Girando a chave da ignio na posio MAR a luz espia no quadro deve lampejar somente uma vez e depois apagar. Se, coma chave na posio MAR, a luz espia permanecer acesa, indicauma possvel avaria (ver o sistema fiat code neste captulo).

    ATENO: O acendimento simultneo das luzes espia U eYindica avaria no sistema Fiat CODE.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-75

    A

    Y

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    AVARIA DAS LUZES EXTERNAS (amarelo mbar)

    Girando a chave da ignio na posio MAR, a luz espia no quadro acende e deve apagar aps alguns segundos.

    Para algumas verses a mensagem visualizada no display juntamente com emisso de sinal sonoro quando for verificada umaanomalia em uma das seguintes luzes:

    - luzes de posio

    - luz de freio ou correspondente fusvel

    - luzes traseiras de neblina

    - luzes de setas dianteiras/traseiras

    - luzes de placa

    - faris

    - lanternas dianteiras/traseiras

    A anomalia referente a estas lmpadas pode ser: queima de uma ou mais lmpadas, queima do relativo fusvel de proteoou interrupo da ligao eltrica.

    segue

    A-76

    6

  • NOTA: No display a visualizao do smbolo indica uma ava-ria em uma luz do lado esquerdo, enquanto a visualizao do sm-bolo indica uma avaria em uma luz do lado direito.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-77

    AContinuao

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    PREDISPOSIO FARIS DE NEBLINA (VERDE)

    A luz espia no quadro acende quando so acesos os faris deneblina.

    INDICADOR DE DIREO ESQUERDA (verde) (intermitente)

    A luz espia no quadro acende quando a alavanca de comandodas luzes de direo (setas) deslocada para baixo ou, juntamen-te com a seta direita, quando for acionado o interruptor das luzesde emergncia.

    INDICADOR DE DIREO DIREITA (verde) (intermitente)

    A luz espia no quadro acende quando a alavanca de comandodas luzes de direo (setas) deslocada para cima ou, juntamen-te com a seta esquerda, quando for acionado o interruptor das lu-zes de emergncia.

    A-78

    5

    R

    E

  • LUZES DE POSIO E FARIS (verde)

    A luz espia no quadro acende quando so ligadas as luzes deposio, as luzes de estacionamento (apertando o interruptor 3localizado na moldura ao lado da coluna da direo) ou os faris.

    FOLLOW ME HOME

    A luz espia no quadro acende (juntamente com a mensagemvisualizada no display) quando for ligado o dispositivo follow me(ver o captulo relativo).

    FARIS ALTOS (azul)

    A luz espia acende quando so ligados os faris altos.

    FAROL DE LONGO ALCANCE (profundidade)

    A luz espia acende quando so ligados os faris de longo alcance.

    Os faris altos devem estar ligados.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-79

    A

    3

    3

    1

    Para algumas verses:

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    INTERRUPTOR INERCIAL DE CORTE DE COMBUSTVEL

    Para algumas verses o acendimento da luz espia, juntamentecom a mensagem visualizada no display e emisso do sinal sonoro, aparece quando o interruptor inercial de corte de combustvel intervm.

    Se, aps a visualizao da mensagem, for sentidoodor de combustvel ou forem observados vazamen-tos na instalao de alimentao, no religar o

    interruptor para evitar riscos de incndio.

    A-80

  • SINALIZAO DE AVARIA NO SENSOR CREPUSCULAR -AUTO LAMP (FARIS AUTOMTICOS)

    O acendimento da luz espia (para algumas verses juntamentecom a mensagem visualizada no display e emisso de sinal sono-ro), aparece quando for verificada uma anomalia nosensor de luminosidade externa (Auto-lamp). Procure a Rede Assistencial Fiat.

    Em caso de avaria no sensor de luminosidade externa, as luzesde posio e faris baixos podem ser ligados manualmente.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-81

    A

  • Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    SINALIZAO DE AVARIA NO SENSOR DE CHUVA

    O acendimento da luz espia (para algumas verses juntamentecom a mensagem visualizada no display e emisso do sinal sonoro), aparece quando for verificada uma anomalia no sensor dechuva. Procure a Rede Assistencial Fiat.

    Em caso de avaria no sensor de chuva, o funcionamento do limpador obtido somente se ativado manualmente.

    SINALIZAO DE AVARIA DOS SENSORES DE ESTACIONAMENTO

    O acendimento da luz espia (para algumas verses juntamentecom a mensagem visualizada no display aparece quando for verificada uma anomalia em um dos sensores de estacionamento,neste caso, procure a Rede Assistencial Fiat.

    A-82

  • POSSVEL PRESENA DE GELO NA ESTRADA

    Para algumas verses visualizado no display quando a tem-peratura externa atinge ou desce abaixo dos 3C para advertir aomotorista da possvel presena de gelo na estrada.

    Luz espia noquadro de Visualizao no display

    instrumentos

    A-83

    A

  • A-84

    4E07

    81BR

    SISTEMA DE AQUECIMENTO/VENTILAO

    1 - Difusores para desembaamento do pra-brisa.

    2 - Difusores para desembaamentodos vidros laterais dianteiros.

    3 - Difusores centrais e laterais orientveis.

    4 - Aberturas laterais inferiores para enviar ar aos ps do motorista e do passageiro dianteiro.

    fig. 36

    4EN

    0207

    BR

  • ADIFUSORES ORIENTVEIS EREGULVEIS fig. 37 e fig. 38

    Os difusores podem ser orientadospara cima ou para baixo girando-os.

    A - Comando para a regulagem daquantidade de ar:

    girando at : difusor aberto

    girando at : difusor fechado

    B - Comando para orientao late-ral do fluxo do ar. Em algumas versesos difusores s podem ser orientados para cima ou para baixo.

    C - Difusor fixo para os vidros late-rais fig. 38.

    COMANDOS PARA VENTILAOfig. 39

    A - Seletor para ligar o ventilador.

    B - Seletor para a distribuio doar.

    - Introduo do ar externoaberta.

    - Introduo do ar externofechada. Deve ser utilizada preferen-cialmente se trafega por regies poeirentas ou com muita poluio doar (tneis, engarrafamentos).

    O - Fluxo de ar direcionado parao corpo dos passageiros; nesta posio,manter os difusores centrais e lateraiscompletamente abertos.

    - - Fluxo de ar direcionado parao pra-brisa.

    A-85fig. 38

    4EN

    0220

    BR

    fig. 39

    4EN

    0221

    BR

    fig. 37

    4EN

    0219

    BR

  • A-86

    COMANDOS PARA AQUECIMEN-TO E VENTILAO fig. 40

    A - Seletor para regular a tempera-tura do ar (mistura ar quente/ar a temperatura ambiente).

    B - Cursor para ligar a funo derecirculao, eliminando a entrada dear externo.

    C - Seletor para ligar o ventilador.

    D - Seletor para a distribuio do ar.

    AQUECIMENTO

    1) Seletor para a temperatura do ar:ponteiro no setor vermelho.

    2) Seletor do ventilador: boto navelocidade desejada.

    3) Seletor para a distribuio do ar:apontar em K para aquecer os ps e,ao mesmo tempo, desembaar o pra-brisa;

    M para aquecer os ps e manter orosto fresco ar com dois nveis de temperatura;

    4) Cursor de recirculao: para obter um aquecimento mais rpido,deslocar o cursor da recirculao de arpara a posio, equivalente circulao somente do ar interno.

    Para se evitar a sensao de enjo,fechar os difusores centrais quando forutilizar o aquecimento.

    DESEMBAAMENTO RPIDO

    Pra-brisa e vidros laterais

    1) Seletor para a temperatura do ar:apontar no setor vermelho (completa-mente girado para a direita).

    2) Seletor do ventilador: posicionarna velocidade mxima.

    3) Seletor para a distribuio do ar:apontar em -.

    4) Cursor para a recirculao do arna posio , equivalente intro-duo de ar externo.

    Aps o desembaamento, usar oscomandos para manter as perfeitas condies de visibilidade.

    Vidro traseiro

    Pressionar levemente o boto (. To logo o vidro traseiro estiver

    desembaado, aconselhvel desligaro boto.

    Pode ser desativado de dois modos:

    Manualmente

    Acionando novamente a tecla corres-pondente

    Automaticamente

    Aps 20 minutos de funcionamento

    O funcionamento automtico estligado ao nmero de rotaes do motor, obedecendo a seguinte lgica:

    Os primeiros 10 minutos de funcio-namento so independentes do nmerode rotaes do motor.

    fig.40

    4EN

    0201

    BR

  • AOs minutos seguintes dependem dascondies do motor:

    - se o nmero de giros inferior a960 rpm, o sistema desliga-se aps 10segundos.

    - se o nmero de giros superior a1056 rpm por uma durao de 5 segun-dos, o sistema reativa-se.

    Esta estratgia permanece ativa por20 minutos, sendo tempo suficiente pa-ra desembaar o vidro traseiro.

    VENTILAO

    1) Difusores de ar centrais e laterais:completamente abertos.

    2) Seletor para a temperatura do ar:apontar no setor azul.

    3) Seletor do ventilador: posicionarna velocidade desejada.

    4) Seletor para a distribuio do ar:apontar em O.

    5) Cursor para a recirculao de arna posio , equivalente intro-duo de ar externo.

    Com o cursor na posio ativada somente a circulao do arinterno.

    ADVERTNCIA: a funo de recir-culao til principalmente emcondies de forte poluio externa(engarrafamentos, trnsito em tneletc.). No aconselhado, no entanto,um uso muito prolongado desta fun-o, especialmente se houver muitaspessoas no veculo.

    AR-CONDICIONADO

    O sistema utiliza fluido refrige-rante R134a que, em caso de vaza-mentos acidentais, no prejudica omeio ambiente. Nunca utilizar ofluido R12, incompatvel com oscomponentes do prprio sistema.

    COMANDOS fig. 41

    A - Seletor para regular a temperaturado ar (mistura ar quente/frio).

    B - Cursor para ligar a recirculaodo ar, eliminando a entrada de ar externo.

    C - Seletor para ligar o ventiladore o ar-condicionado.

    D - Seletor para a distribuio doar.

    A-87fig. 41

    4EN

    0201

    BR

  • A-88

    CONDICIONAMENTO DO AR (RESFRIAMENTO)

    Para obter um resfriamento rpido dohabitculo em veculos equipados comar-condicionado, operar o sistema con-forme indicado:

    1) Seletor para a temperatura do arA-fig. 41 totalmente posicionado esquerda.

    2) Seletor do ventilador C-fig. 41posicionado na velocidade mxima.

    3) Seletor de distribuio do ar D-fig. 41 apontado para O; controlarpara que todas as sadas de ar estejamtotalmente abertas.

    Com o cursor na posio ativada somente a circulao do arinterno.

    Algumas verses esto equipadascom filtro antiplen, instalado na caixade ventilao/ar-condicionado, com oobjetivo de filtrar o ar enviado para ointerior do veculo.

    Caso seja observado uma diminuiona vazo de ar pelos difusores, verifi-car as condies do filtro (quando dis-ponvel) e substitu-lo se necessrio (versubstituio do filtro antiplen e carvoativado no Plano de Manuteno nocaptulo D.

    4) Ligar o ar-condicionado apertandoo seletor C-fig. 41.

    5) Se possvel, abrir totalmente, oupelo menos um pouco, as janelas dasportas dianteiras por um breve perodo(2 a 3 minutos no mximo) para quehaja uma circulao mais intensa do arno habitculo. Em seguida, fechar as ja-nelas.

    AQUECIMENTO

    Para as funes de aquecimento eventilao, no ligar o condicionador,mas utilizar o sistema normal de aque-cimento e ventilao (ver captulo an-terior).

    DESEMBAAMENTO RPIDO

    O ar-condicionado muito til paraacelerar o desembaamento, pois de-sumidifica o ar. suficiente regular oscomandos para a funo de desemba-amento e ativar o condicionador, aper-tando o seletor C-fig. 41.

    Pra-brisa e vidros laterais

    1) Condicionador de ar ligado: seletor C-fig. 41.

    2) Seletor para a temperatura do ar:(completamente girado para a direita)para dias frios ou (completamentegirado para a esquerda) para dias quen-tes.

    3) Cursor do ventilador: posicionarna velocidade mxima.

    4) Seletor para a distribuio do ar:apontar em .

    5) Recirculao do ar: desligada.

    Aps o desembaamento, usar oscomandos para manter as perfeitas con-dies de visibilidade.

  • AA-89

    RECIRCULAO

    Com o cursor posicionado em , ativada somente a circulao do ar in-terno.

    Vidro traseiro

    Pressionar levemente o boto (.To logo o vidro traseir