gás lp no brasil - perguntas frequentes - 2008

Download Gás LP no Brasil - Perguntas frequentes - 2008

Post on 20-Oct-2014

170 views

Category:

Retail

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Perguntas frequentes do gás LP no Brasil. Cartilha criada pela Newsday Consultoria para o Sindigás - Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo.

TRANSCRIPT

Gs LP NO BRASIL

Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gs Liquefeito de PetrleoRua da Assemblia, 10 | sala 3720 Centro - Rio de Janeiro | RJBRASIL | CEP 20.011-901Tel.: 55 21 3078-2850Fax.: 55 21 2531-2621sindigas@sindigas.org.brwww.sindigas.org.br

Perguntas freqentes

Texto e edio Newsday Consultoria de Comunicao e Marketing

Edio visual Conceito Comunicao Integrada

Maro 2008

Apoio:

WORLD LP GAS ASSOCIATION

Volume 1 | 2a Edio

OO Instituto Brasileiro de Petrleo, Gs e Biocombustveis - IBP congratula o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gs Liquefeito de Petrleo - Sindigs pela iniciativa de divulgao de informaes sobre o Gs LP, produto de suma importncia para a populao e para a matriz energtica do nosso pas.

De grande utilidade para os profissionais de comunicao e o pblico em geral e proveitoso at mesmo para os tcnicos da rea, este material esclarecer dvidas sobre aspectos relevantes para a segurana e a qualidade dos servios.

Esta publicao vem reforar, ainda mais, o compromisso que as entidades e as empresas integrantes do setor tm com o consumidor e com a sociedade em geral.

lvaro TeixeiraSecretrio Executivo

Apre

sent

ao

EEle est presente em todas as cidades e nos rinces mais distantes. essencial para o preparo das refeies em 95% dos lares brasileiros. um insumo energtico importante para vrios segmentos industriais, comerciais e a agropecurios. Mobiliza um vasto sistema de distribuio e comercializao, de grande capilaridade, que atende a rigorosos requisitos de segurana, regularidade e qualidade em suas operaes.

Para que todas as pessoas, ao lidar com esse tema, possam dispor de informaes bsicas sobre o setor de Gs LP, o Sindigs preparou este material informativo, reunindo as principais questes na forma de perguntas e respostas. Destina-se inicialmente a jornalistas e a integrantes de empresas ou de rgos pblicos ligados ao setor, mas est disposio de todos os interessados. Alm da verso impressa, poder ser acessado tambm no site do Sindigs ( www.sindigas.org.br ) em sua verso eletrnica, que ser constantemente atualizada.

Desenvolver canais de comunicao com os setores ligados direta ou indiretamente ao Gs LP um compromisso que faz parte da misso do Sindigs. Para que este canal seja uma via de mo dupla, contamos com as sugestes, consultas e colaboraes dos leitores deste livreto.

Sergio Bandeira de MelloPresidente

21

Sum

rio

345

67891011121314

15

O que Gs LP? ......................................................Pg. 6

Qual a diferena entre Gs LP, GNV, GNL, GNC, gs canalizado e gs natural? ....Pg. 7

Desde quando se usa Gs LP no Brasil? .........................Pg. 8

Por que o Gs LP chamado de gs de cozinha? .........Pg. 9

Alm do botijo de 13 kg, o mais comum no Brasil, como o Gs LP pode chegar ao consumidor? ................ Pg. 11

Por que o governo probe alguns usos do Gs LP? ........ Pg. 12

Quais os outros usos do Gs LP? ................................ Pg. 13

O Gs LP poluente? .............................................. Pg. 14

O fogo a lenha no seria uma opo mais acessvel para as famlias de menor poder aquisitivo? ................ Pg. 15

Qual a participao do Gs LP na matriz energtica? .. Pg. 16

O Gs LP consumido no Brasil importado? ................ Pg. 18

O Gs LP concorrente do gs natural? ...................... Pg. 19

O gs natural mais barato que o Gs LP? .................. Pg. 20

O uso do gs natural fez cair o consumo de Gs LP no Brasil? ................................ Pg. 21

O suprimento de Gs LP um monoplio da Petrobras? . Pg. 22

16

17

18192021222324252627282930

Qual o papel dos distribuidores e dos revendedores no mercado de Gs LP? ...................................... Pg. 22

Por que o mercado de Gs LP concentrado em poucos distribuidores? ........................................... Pg. 24

Existe cartel no mercado brasileiro de Gs LP? .................................. Pg. 25

Quais so os rgos que regulam e fiscalizam esse mercado? ............... Pg. 27

O preo do Gs LP tabelado ou subsidiado? ................................... Pg. 28

O que encarece o preo do botijo de Gs LP? .................................. Pg. 29

Por que o Gs LP mais caro em alguns estados do Pas? ................... Pg. 32

A margem dos distribuidores e revendedores no muito alta? ........... Pg. 33

O que pode ser feito para diminuir o preo do Gs LP? ...................... Pg. 35

O Auxlio-Gs torna o Gs LP mais acessvel s famlias carentes? ........ Pg. 37

O botijo de gs em uma residncia propriedade do consumidor? ...... Pg. 38

Por que no se pode encher botijes de Gs LP em postos, como se faz com o GNV? ............................................................... Pg. 39

Como atua a pirataria no mercado de Gs LP? ................................... Pg. 41

Quais os riscos dessas formas de pirataria? ....................................... Pg. 43

O que pode ser feito e o que est sendo feito para combater a pirataria? ............................................ Pg. 44

O BO

tIj

O

1 O que Gs LP?

Cerca de 85% do gs do botijo encontra-se em estado lquido e 15% em estado gasoso, o que garante espao de segurana para manter a correta presso no interior do recipiente.

O Gs LP, Gs Liqefeito de Petrleo, uma mistura de hidrocarbonetos lquidos obtidos em processo convencional nas refinarias, quando produzido a partir do petrleo cru. Pode ser tambm produzido a partir do gs natural, em unidades de processamento de gs natural (UPGNs).

popularmente conhecido como gs de cozinha pois sua maior aplicao na coco dos alimentos, mas tambm utilizado em vrias aplicaes industriais e agrcolas (ver item 7).

Em estado lquido, o Gs LP mais leve do que a gua e pode ser facilmente armazenado a uma presso moderada.

Em estado gasoso, ele mais pesado que o ar, o que faz com que se con-centre prximo do solo em caso de vazamento. Por ser invisvel e inodoro, adiciona-se um odorizante no-txico, como medida de segurana.

Por sua facilidade de armazenamento, transporte, grande eficincia trmica e limpeza na queima, o Gs LP usado intensivamente em todo o mundo.

6 | Gs LP no Brasil: Perguntas freqentes

2Qual a diferena entre Gs LP, GNV, GNL, GNC, gs canalizado e gs natural?

O Gs LP, Gs Liqefeito de Petrleo, uma mistura de hidrocarbonetos, especialmente propano e butano. Como derivado do petrleo, produzido em refinarias, podendo tambm ser processado a partir do gs natural (ver item 1).

Gs Canalizado, tambm conhecido como gs de rua, produzido a partir da nafta, derivado de petrleo, atravs de um processo industrial (refor-mao com vapor dgua), e distribudo nos centros urbanos, atravs das redes de distribuio das companhias estaduais de gs, para consumo pre-dominantemente residencial. A maior parte dessas redes de distribuio j substituiu o gs de nafta pelo gs natural.

Gs Natural todo hidrocarboneto ou mistura de hidrocarbonetos que permanea em estado gasoso ou dissolvido no leo nas condies origi-nais do reservatrio, e que se mantenha no estado gasoso nas condies atmosfricas normais. extrado diretamente de reservatrios petrolferos ou gaseferos. Seu principal componente o metano.

GNV (Gs Natural Veicular) uma mistura combustvel gasosa, provenien-te do gs natural ou do biogs, destinada ao uso veicular e cujo componente principal o metano, observadas as especificaes estabelecidas pela ANP.

GNL (Gs Natural Liqefeito) o gs natural resfriado a temperaturas inferiores a -160C para fins de transferncia e estocagem como lquido. composto predominantemente de metano e pode conter outros compo-nentes normalmente encontrados no gs natural.

GNC (Gs Natural Comprimido) todo gs natural processado em uma estao de compresso para armazenamento em ampolas ou cilindros, trans-portados at estaes de descompresso localizadas nas plantas dos clien-tes industriais ou nos postos onde so distribudos para os consumidores.

(Definies adaptadas do glossrio do site da ANP www.anp.gov.br)

Gs LP no Brasil: Perguntas freqentes | 7

3 Desde quando se usa Gs LP no Brasil?No Brasil, a utilizao do Gs LP como combustvel est ligada histria do dirigvel alemo Graff Zeppelin, que transportava passageiros entre a Europa e a Amrica do Sul, durante alguns anos no incio do sculo XX. Por sua alta oc-tanagem, o Gs LP era usado como combustvel do motor desses dirigveis.

Na dcada de 1930, quando essas viagens foram suspensas, um grande esto-que de combustvel do Zeppelin, totalizando seis mil cilindros de gs propano,

estava armazenado no Rio de Janeiro e em Recife. Foi ento que Ernesto Igel, um austraco naturalizado brasileiro, comprou todos os cilindros e comeou a comercializ-los como gs para cozinha, atravs da Empresa Brasileira de Gs a Domiclio, fundada por ele.

Naquele tempo, a maior parte da populao utilizava foges a lenha. Em menor escala, havia foges a lcool e a querosene. O Gs LP comeou a ser importado dos Estados Unidos, mas o nmero de consumidores do produto ainda era insignificante.

Alguns anos depois, durante a Segunda Guerra Mundial, as importaes foram suspensas. Terminado o conflito, surgiu uma segunda distribuidora de Gs LP no pas e o consumo se expandiu. Botijes comearam a ser fabricados no Brasil e a importao do Gs LP a granel tor-nou-se possvel com investimentos em navios-tanque e em terminais de armazenagem e engarrafamento.

8 | Gs LP no Brasil: Perguntas freqentes