palio fire siena fire strada fire - fiat: carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3...

of 185 /185
PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO MANUAL DE GARANTIA

Upload: phungliem

Post on 12-May-2018

310 views

Category:

Documents


9 download

TRANSCRIPT

Page 1: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PALIO FIRE

SIENA FIRE

STRADA FIRE

MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO

MANUAL DE GARANTIA

Page 2: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PRESSÃO DE CALIBRAGEM DOS PNEUS FRIOS kg/cm2 (lb/pol2)

Pneu Com carga média Com carga completa Roda deDianteiro Traseiro Dianteiro Traseiro reserva

Palio 145/80 R13" 27 (1,9) 27 (1,9) 31 (2,2) 31 (2,2) 31 (2,2)

Siena 165/70 R13" 31 (2,2) 31 (2,2) 31 (2,2) 36 (2,5) 36 (2,5)

Strada 175/70 R14" 28 (2,0) 28 (2,0) 28 (2,0) 43 (3,0) 43 (3,0)

Com pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito.Observação: A primeira especificação é em lb/pol2 e a segunda, entre parênteses, é em kg/cm2.

SUBSTITUIÇÃO DO ÓLEO DO MOTOR (*)Palio 1.0 8V Fire/Siena 1.0 8V Fire Strada 1.3 8V Fire

litros kg litros kg

Cárter do motor e filtro 2,7 2,4 2,7 2,4

O óleo usado não deve ser despejado no meio ambiente.

ABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEL (Litros) (**)Palio Fire Siena Fire Strada Fire

Tanque do combustível 48 48 58

Incluída uma reserva aproximada de 5,5 a 7,5 5,5 a 7,5 5,5 a 8,5

Os dispositivos antipoluição do Fiat Palio, do Siena e da pick-up Strada exigem o uso exclusivo de gasolina sem chumbo.

(*) Ao substituir ou completar o óleo do motor é muito importante seguir as recomendações constantes no capítulo D(“Manutenção do Veículo”), tanto no que se refere aos prazos indicados quanto às advertências específicas para o assunto.

(**) Valores aproximados, podendo variar de acordo com o plano de inclinação do veículo no momento do abastecimento.

Page 3: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

1

Caro Cliente,Queremos agradecer-lhe por ter preferido a marca Fiat.Preparamos este manual para que você possa conhecer cada detalhe do Fiat Palio, do Siena e da pick-up

Strada, assim, utilizá-lo da maneira mais correta.Recomendamos que o leia com atenção antes de utilizar o veículo pela primeira vez.No mesmo estão contidas informações, conselhos e advertências importantes para seu uso, que o ajuda-

rão a aproveitar, por completo, as qualidades técnicas do seu veículo; você vai encontrar, ainda, indicaçõespara a sua segurança, para manter o bom estado do veículo e para a proteção do meio ambiente.

As instruções de manutenção e instalação de acessórios são de caráter ilustrativo, e recomendamos quesua execução seja feita por pessoal qualificado pela Fiat Automóveis S/A.

Além disso, no kit de bordo do veículo, você encontrará outras publicações, as quais, trazem informaçõesespecíficas e não menos importantes sobre outros assuntos; tais como:

• serviços adicionais reservados aos Clientes Fiat;• Código Nacional de Trânsito e instruções de primeiros socorros;• funcionamento do sistema de som (se disponível);• concessionárias integrantes da Rede Autorizada Fiat.

Boa leitura, e boa viagem!

Este manual descreve os instrumentos, equipamentos e acessórios que podem equipar os modelos FiatPalio, Siena e Strada disponíveis na rede de Concessionárias Fiat até a presente data. Mas atenção! Conside-re somente as informações inerentes ao modelo/versão e equipamentos opcionais originais de fábrica do veículo adquirido, conforme discriminado na nota fiscal de venda.

Page 4: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

BEM-VINDO A BORDO

Os veículos Fiat são automóveis de design original, idealizados em prol do prazer de dirigir em completasegurança e respeitando ao máximo o meio ambiente. A começar pela adoção de modernos motores, passan-do pelos dispositivos de segurança e a preocupação em oferecer todo o conforto possível aos ocupantes, tudoisso contribuirá para que a personalidade de seu veículo seja apreciada logo no primeiro momento.

Em seguida, você vai notar também que, além das exclusivas características de estilo, existem novos pro-cessos de construção que diminuem os custos de manutenção.

Segurança, economia, inovação e respeito ao meio ambiente, fazem do Fiat Palio, do Siena e da pick-upStrada veículos a serem imitados.

2

Page 5: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

OS SÍMBOLOS PARA UMA DIREÇÃO CORRETA

Os sinais indicados nesta página são muito importantes. Servem para evidenciar partes do manual onde énecessário deter-se com mais atenção.

Como você pode ver, cada sinal é constituído por um símbolo gráfico diferente para que seja fácil e clarodescobrir a qual área pertencem os assuntos:

Proteção do ambiente.

Indica o comportamento corretoa manter, para que o uso do veícu-lo não cause nenhum dano aomeio ambiente.

Integridade do veículo.

Atenção. A falta total ou parcialde respeito a estas prescriçõespode acarretar sérios danos ao veí-culo e, em certos casos, a perda dagarantia.

3

Segurança das pessoas.

Atenção. A falta total ou parcialde respeito a estas prescriçõespode pôr em grave perigo a segu-rança física das pessoas.

Page 6: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

Antes de arrancar, certifique-se de que o freio de estacionamento não esteja acionado e de que não exis-tam obstáculos que possam comprometer o movimento dos pedais, tais como tapetes ou qualquer outro objeto. Verifique também se as luzes-piloto não estão assinalando nenhuma irregularidade.

Ajuste o banco e os espelhos retrovisores antes de movimentar o veículo.Faça do uso do cinto de segurança um hábito. Utilize-o sempre para sua proteção.Observe o trânsito antes de abrir uma porta ou sair com o seu veículo do estacionamento.Verifique o fechamento e o travamento correto das portas e da tampa do porta-malas, antes de movimentar

o veículo.Para sua segurança, observe as condições do tempo, do trânsito e da estrada, e dirija de acordo com elas.Evite dirigir se não estiver em condições físicas normais.Obstáculos, pedras ou buracos na pista podem causar danos ao veículo, comprometendo o seu funcionamento.Evite deixar objetos soltos sobre os bancos, pois em caso de desaceleração rápida do veículo, os mesmos

poderão provocar ferimentos aos ocupantes ou danos ao próprio veículo.Em cruzamentos, seja prudente, fique atento e reduza a velocidade ao chegar neles.Respeite as velocidades máximas estabelecidas na legislação.Lembre-se: os motoristas prudentes respeitam todas as leis de trânsito. Faça da prudência um hábito.A execução das revisões é essencial para a integridade do veículo e para a continuidade do direito à

Garantia. Quando for notada qualquer anomalia, esta deve ser imediatamente reparada, sem aguardar a próxima revisão periódica.

4

Page 7: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

SIMBOLOGIA

Em alguns componentes do seu Fiat,ou perto dos mesmos, estão aplicadasetiquetas coloridas específicas cujosímbolo chama a atenção do usuárioe indica precauções importantes queeste deve tomar, em relação ao com-ponente em questão.

A seguir, são citados resumidamentetodos os símbolos indicados pelas eti-quetas empregadas no seu Fiat e, aolado, os componentes para os quaisos símbolos chamam a atenção.

É também indicado o significado dosímbolo de acordo com a subdivisãode perigo, proibição, advertência ouobrigação, à qual o próprio símbolopertence.

SÍMBOLOS DE PERIGO

BateriaLíquido corrosivo.

BateriaPerigo de explosão.

VentiladorPode ligar-se automatica-mente, mesmo com omotor parado.

Reservatório de expansãoNão remover a tampa quan-do o líquido de arrefecimen-to estiver quente.

BobinaAlta tensão.

Correias e poliasÓrgãos em movimento;não aproximar partes docorpo ou roupas.

Tubulação do climatizadorde arNão abrir.Gás em alta pressão.

SÍMBOLOS DE PROIBIÇÃO

BateriaNão aproximar chamas.

Bateria Manter as crianças afasta-das.

5

Page 8: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Anteparos de calor - correias - polias - venti-ladorNão pôr as mãos.

Air bag do lado do passa-geiroNão instalar porta-bebêsvirados para trás no bancodianteiro do passageiro.

SÍMBOLOS DE ADVERTÊNCIA

CatalisadorNão estacionar sobre su-perfícies inflamáveis. Con-sultar o capítulo “Proteçãodos dispositivos que redu-zem as emissões”.

Direção hidráulicaNão superar o nível má-ximo do líquido no reser-vatório. Usar somente o lí-quido prescrito no capí-tulo “Abastecimentos”.

Circuito dos freiosNão superar o nível má-ximo do líquido no reser-vatório. Usar somente o lí-quido prescrito no capí-tulo “Abastecimentos”.

Limpador do pára-brisaUsar somente o líquido dotipo prescrito no capítulo“Abastecimentos”.

MotorUsar somente o tipo de lu-brificante prescrito no ca-pítulo “Abastecimentos”.

Veículo com gasolina eco-lógicaUsar somente gasolinasem chumbo.

Reservatório de expansãoUsar somente o líquidoprescrito no capítulo“Abastecimentos”.

SÍMBOLOS DE OBRIGAÇÃO

BateriaProteger os olhos.

BateriaMacacoConsultar o manual de Usoe Manutenção.

6

A IRBAG

Page 9: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

CONHECIMENTO DO VEÍCULO

USO CORRETO DO VEÍCULO

EM EMERGÊNCIA

MANUTENÇÃO DO VEÍCULO

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

INSTALAÇÃO DOS ACESSÓRIOS

GARANTIA ASSISTENCIAL

ÍNDICE ALFABÉTICO

7

A

B

C

D

E

F

G

H

Page 10: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A

A

Recomendamos ler este capítulo sentado conforta-velmente a bordo do seu novo Fiat. Desta maneira, vocêvai poder reconhecer imediatamente as partes descritasno manual e verificar “ao vivo” o que está lendo.

Em pouco tempo, você vai conhecer melhor o seuFiat, com os comandos e os dispositivos com os quaisestá equipado. Depois, quando ligar o motor e entrar notrânsito, fará muitas outras descobertas agradáveis.

SISTEMA FIAT CODE. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-1

COMUTADOR DE IGNIÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . A-3

REGULAGENS PERSONALIZADAS . . . . . . . . . . . . A-4

CINTOS DE SEGURANÇA. . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-7

PRÉ-TENSIONADOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-11

PAINEL DE INSTRUMENTOS . . . . . . . . . . . . . . . A-12

QUADRO DE INSTRUMENTOS . . . . . . . . . . . . . A-13

INSTRUMENTOS DE BORDO. . . . . . . . . . . . . . . A-14

LÂMPADAS-PILOTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-15

SISTEMA DE AQUECIMENTO/VENTILAÇÃO . . . A-19

VENTILAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-20

AQUECIMENTO E VENTILAÇÃO . . . . . . . . . . . . A-21

AR-CONDICIONADO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-22

ALAVANCAS SOB O VOLANTE . . . . . . . . . . . . . A-24

COMANDOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-27

EQUIPAMENTOS INTERNOS . . . . . . . . . . . . . . . A-28

PORTAS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-30

COMPARTIMENTO DE CARGA . . . . . . . . . . . . . A-32

PORTA-MALAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-34

CAPÔ DO MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-38

BAGAGEIRO DE TETO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-39

FARÓIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-39

DRIVE BY WIRE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-40

ABS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-40

AIR BAG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-42

PREDISPOSIÇÃO PARA INSTALAÇÃODO AUTO-RÁDIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-45

NO POSTO DE ABASTECIMENTO . . . . . . . . . . . A-46

PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE . . . . . . . . . . . A-48

Para informações mais detalhadas, ver “Índice Alfabético”

CONHECIMENTO DO VEÍCULO

Page 11: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A

SISTEMA FIAT CODEA fim de minimizar riscos de fur-

tos/roubos, o veículo está equipadocom um sistema eletrônico de blo-queio do motor (Fiat CODE) que é ati-vado automaticamente retirando achave da ignição. As chaves de igni-ção dos veículos com FIAT CODEpossuem um dispositivo eletrônicoque transmite um sinal em código àcentral do Fiat CODE, permitindo queo veículo seja ligado somente se talcódigo for reconhecido.

CHAVES fig. 1

Com o veículo são entregues: – uma chave “master” A e duas

chaves normais B.

A chave “master” A tem a empu-nhadura vermelha. É fornecida emum único exemplar e é indispensávelà Rede Assistencial Fiat para a memo-rização do código de outras chaves,no caso de perda, danificação ou sequiser fazer cópias. Assim, aconse-lhamos a guardá-la com cuidado emlugar seguro (não no veículo), para asua eventual utilização.

A chave B (fornecida em duascópias) é a de uso normal e servepara:

- partida;- portas dianteiras;- tampa do tanque do combustível;- porta do porta-malas.Junto com as chaves, também é

entregue o Code Card fig. 2 no qual éindicado:

A - o código eletrônico a usar emcaso de partida de emergência (verPartida de emergência no capítulo“Em emergência”);

B - não disponível;C - não disponível.

ADVERTÊNCIA: o CODE CARD éindispensável para a execução departidas de emergência. Aconselha-se a mantê-lo sempre consigo (não noveículo) já que ele foi criado espe-cialmente para proporcionar maisuma opção de segurança e tranqüili-dade. É importante também anotar osnúmeros constantes do CODE CARD,para utilizá-los em caso de um even-tual extravio do cartão.

A CHAVE MASTER, com empunha-dura vermelha, deve ser conservadaem lugar seguro. Sua perda implicana substituição, não coberta pelagarantia, de todo o sistema FIATCODE do veículo, assim como dacentral de injeção/ignição eletrôni-cas.

fig. 1

4E11

17BR

fig. 24E

0728

BR

A-1

Page 12: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

O FUNCIONAMENTO

Toda vez que tirar a chave da igni-ção da posição STOP, ou PARK, osistema de proteção ativa o bloqueioda central de injeção eletrônica.

Ao ligar o motor, girando a chavepara MAR:

1) Se o código for reconhecido, alâmpada-piloto ¢ no quadro de ins-trumentos faz um breve lampejo,indicando que o sistema de proteçãoreconheceu o código transmitido pelachave e o bloqueio do motor foi desa-tivado. Girando a chave para AVV, omotor funcionará.

2) Se a lâmpada-piloto ¢ ficaracesa (junto com a lâmpada-pilotoU), o código não foi reconhecido.Neste caso, aconselha-se a repor achave na posição STOP e, depois, denovo em MAR; se o bloqueio persis-tir, tentar com as outras chaves forne-cidas.

Se, mesmo assim, não conseguirligar o motor, recorrer à partida deemergência (ver capítulo “Em emer-gência”) e dirigir-se à RedeAssistencial Fiat.

Com o automóvel em movimento ea chave da ignição em MAR:

1) Se a lâmpada-piloto ¢ acender,significa que o sistema está efetuandoum autodiagnóstico (por exemplo,devido a uma queda de tensão). Naprimeira parada, será possível realizaro teste do sistema da seguinte maneira:

- desligar o motor girando a chaveda ignição para STOP;

- girar de novo a chave para MAR:a lâmpada-piloto ¢ acende-se e deveapagar-se dentro de um segundo apro-ximadamente. Se a lâmpada-pilotocontinuar acesa, repetir o procedi-mento descrito anteriormente, deixan-do a chave em STOP por mais de 30segundos. Se o inconveniente persistir,dirigir-se à Rede Assistencial Fiat.

2) Se a lâmpada-piloto ¢ piscar,significa que o veículo não está prote-gido pelo dispositivo de bloqueio domotor. Dirigir-se, imediatemente, àRede Assistencial Fiat para memo-rizar todas as chaves.

ADVERTÊNCIA: impactosviolentos podem danificar oscomponentes eletrônicos

contidos na chave.

ADVERTÊNCIA: cadachave fornecida possui umcódigo próprio, diferente de

todos os outros, que deve ser memo-rizado pela central do sistema.

DUPLICAÇÃO DA CHAVE

Quando pedir chaves adicionais,lembre-se que a memorização (nomáximo 7 chaves) deve ser efetuadaem todas as chaves, tanto as novascomo as que já tiver em mãos. Ir dire-tamente à Rede Assistencial Fiatlevando consigo a chave com empun-hadura vermelha, todas as chaves jáexistentes e o CODE CARD.

Os códigos das chaves não apre-sentadas durante a nova operação dememorização são cancelados damemória para garantir que as chaveseventualmente perdidas não sejammais capazes de ligar o motor.

Em caso de venda doveículo, é indispensável queo novo proprietário receba a

chave vermelha (além das outraschaves) e o CODE CARD.

A-2

Page 13: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-3

COMUTADOR DE IGNIÇÃO

A chave pode girar para 4 posiçõesdiferentes fig. 3:

– STOP: motor desligado, a chavepode ser removida, trava da direção.Alguns dispositivos elétricos (por ex.:auto-rádio, travamento elétrico dasportas etc.) podem funcionar.

– MAR: posição de marcha. Todosos dispositivos elétricos podem fun-cionar.

– AVV: partida do motor.

– PARK: motor desligado, luzes deestacionamento acesas, a chave podeser removida, trava da direção. Paragirar a chave para a posição PARK,apertar o botão A.

Em caso de violação dodispositivo da ignição porex.: uma tentativa de roubo,

mandar verificar o funcionamento naRede Assistencial Fiat.

Ao descer do veículo, tiresempre a chave para evitarque alguém ligue os coman-

dos involuntariamente. Lembre-se depuxar o freio de mão até travar nodente necessário para imobilizarcompletamente o veículo. Se o veí-culo estiver em declive, engate a pri-meira marcha, sendo aconselháveltambém virar as rodas em direção aopasseio, tomando o cuidado para nãotocar o pneu no meio-fio (guias).Nunca deixe crianças sozinhas noveículo.

TRAVA DA DIREÇÃO

Alguns veículos, dependendo daconfiguração dos equipamentos deproteção, podem estar equipadoscom este dispositivo, cujo funciona-mento é descrito a seguir:

Engate: quando o dispositivo esti-ver em STOP, ou em PARK, retirar achave e girar o volante até que fiquetravado.

Desengate: mover levemente ovolante girando a chave para MAR.

Nunca tire a chaveenquanto o veículo estiverem movimento. O volante

pode travar automaticamente na pri-meira movimentação. Isto também éválido para quando o veículo forrebocado.

Aconselhamos verificar junto àRede Assistencial Fiat a existência dodispositivo em seu veículo.

A

fig. 3

4E07

52BR

Page 14: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-4

REGULAGENS PERSONALIZADAS

BANCOS fig. 4

Qualquer regulagem deve ser feitaexclusivamente com o veículo parado.

Regulagem no sentido longitudinal

Levantar a alavanca A e empurrar obanco para a frente ou para trás. Aosoltar a alavanca, verificar se o bancoestá bem travado, tentando empurrá-lo para a frente e para trás. A faltadeste bloqueio poderia provocar omovimento do banco, fazendo-o des-locar alguns milímetros para frente oupara trás.

Regulagem do encosto reclinávelcom alavanca

Puxar para cima a alavanca B esoltá-la quando o encosto atingir aposição desejada. Após a regulagem,colocar a alavanca B em sua posiçãooriginal (totalmente para baixo).

Para destravar o encosto, pode sernecessário forçá-lo ligeiramente parabaixo com o peso do corpo, aomesmo tempo em que a alavanca B épuxada.

ADVERTÊNCIA: não forçar oencosto do banco enquanto a alavan-ca B não estiver completamentelevantada.

Não desmontar os bancosnem efetuar serviços demanutenção e/ou reparação

nos mesmos: operações realizadas demodo incorreto podem prejudicar ofuncionamento dos dispositivos desegurança. Dirigir-se sempre à RedeAssistencial Fiat.

APÓIA-CABEÇAS

Bancos dianteiros fig. 5

Para aumentar a segurança dos pas-sageiros, os apóia-cabeças são regulá-veis em altura e travam-se automati-camente na posição desejada.

Lembre-se que os apóia-cabeçasdevem ser regulados de maneira quea nuca, e não o pescoço, apóie neles.Somente nesta posição podem pro-tegê-lo em caso de batidas.

fig. 4

4E11

19BR

fig. 5

4E11

20BR

Page 15: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-5

Bancos traseiros fig. 6

Para os bancos traseiros estão pre-vistos, para algumas versões, apóia-cabeças reguláveis em altura.

Para a regulagem: levantar ou abai-xar os apóia-cabeças até alcançar aaltura desejada.

Para removê-los, levantá-los naaltura máxima, apertar os botões Aao lado dos suportes e puxar maisum pouco para cima.

Não desmontar os bancosnem efetuar serviços demanutenção e/ou reparação

nos mesmos. Operações realizadasde modo incorreto podem prejudicaro funcionamento dos dispositivos de segurança. Dirigir-se sempre à RedeAssistencial Fiat.

ACESSO AOS BANCOS TRASEIROS(versões Palio 2 portas) fig. 7

Pode-se acessar facilmente os ban-cos traseiros por ambos os lados:

- puxe para cima a alavanca A ouB e rebata o encosto para frente. Aoretornar o encosto para a posição nor-mal, verifique se está bem travado.

ADVERTÊNCIA: o banco deveestar bem travado para evitar o seumovimento e possíveis acidentes.

ADVERTÊNCIA: o projeto de umveículo é concebido atualmente paraque, em casos de sinistros, os ocu-pantes sofram o mínimo de conse-qüências possíveis.

Para tanto, são concebidos naótica de “SEGURANÇA ATIVA” e“SEGURANÇA PASSIVA”. No casoespecífico dos bancos, estes, quandoda ocorrência de impactos que pos-sam gerar desacelerações em níveis“PERIGOSOS” aos usuários, são pro-jetados para deformarem-se e assim,reduzir o nível de desaceleraçãosobre os ocupantes, “PRESERVAN-DO-OS PASSIVAMENTE”.

Nestes casos, a deformação dosbancos deve ser considerada umadesejada conseqüência do sinistro,uma vez que é na deformação que aenergia do impacto é absorvida.Considera-se que após constatadaesta deformação, o conjunto deveráser substituído.

A

fig. 6

4E11

21BR

fig. 74E

1254

BR

Page 16: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-6

ESPELHO RETROVISOR INTERNOfig. 8

Deslocando a alavanca A obtém-se:1) posição antiofuscamento2) posição normal.O espelho retrovisor interno é equi-

pado com um dispositivo contra aci-dentes que o desprende em caso dechoque.

ESPELHOS RETROVISORES EXTER-NOS

Espelho retrovisor externoFaz-se a orientação do espelho re-

trovisor através do seu próprio corpo,movimentando-o até a posição dese-jada.

Com regulagem interna fig. 9Por dentro do veículo, mover o bo-

tão A.

Qualquer regulagem deveser efetuada somente com oveículo parado.

A lente do espelho retrovisordireito é parabólica e au-menta o campo de visão. No

entanto, diminui o tamanho da ima-gem, dando a impressão de que o ob-jeto refletido está mais distante doque a realidade.

Se a saliência do espelhocriar dificuldades numa pas-sagem estreita, dobre-o da

posição 1-fig. 9 para a posição 2.

fig. 8

4E07

30BR

fig. 94E

0808

BR

Page 17: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-7

CINTOS DE SEGURANÇACOMO UTILIZAR OS CINTOS DESEGURANÇA fig. 10

Para apertar os cintos, introduzir alingüeta de engate A na sede do fechoB, até perceber o ruído de bloqueio.

Puxar devagar o cinto; caso este setrave, deixá-lo rebobinar um pouco epuxá-lo novamente, evitando mano-bras bruscas.

Após engatar a fivela nasede do fecho, puxar leve-mente o cinto para eliminar

a folga do cadarço na região abdo-minal.

Para destravar os cintos, apertar obotão C. Acompanhar o cinto duranteo rebobinamento para evitar quefique torcido.

O cinto, por meio do retrator auto-mático, adapta-se automaticamenteao corpo do passageiro que o usa,permitindo maior liberdade de movi-mentos.

Além do mais, o mecanismo do re-trator automático trava o cinto cadavez que este desliza rapidamente ouem caso de freadas bruscas, impactose curvas em alta velocidade.

Para obter a máxima pro-teção, manter o encosto emposição ereta, apoiar bem as

costas e manter o cinto bem aderenteao tórax e à bacia. Nunca utilizar ocinto com o banco reclinado.

USO DOS CINTOS DE SEGURANÇATRASEIROS

Os cintos para os lugares traseirosdevem ser usados de acordo com oesquema ilustrado na fig. 11.

Para evitar engates incorretos, quepoderiam afetar a funcionalidade doscintos de segurança, as lingüetas doscintos laterais e o fecho do cinto cen-tral (identificado com a palavra CEN-TER) são incompatíveis entre si.

O cinto deve ser usado mantendoo tórax ereto e apoiado contra oencosto.

A

fig.10

4E11

24BR

fig.11

4E11

25BR

Page 18: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-8

AJUSTE DO CINTO LATERAL TRA-SEIRO FIXO (SEM RETRATORAUTOMÁTICO) fig. 12

Para apertar Passar o cinto pela fivela A ,

puxando na extremidade B (esta ope-ração pode ser feita com o cinto jáafivelado). Após ter apertado o cinto,deslocar a presilha D até onde ocurso desta permitir, de maneira amanter unidos o cinto de segurança ea extremidade excedente B.

A extremidade excedentedo cinto resultante de umajuste, assim como os pró-

prios cintos de segurança dos lugaresque não estiverem ocupados podem,inadvertidamente, ficar para fora doveículo após ter fechado as portastraseiras. Aconselha-se a deixar afive-lados todos os cintos de segurançatraseiros dos veículos sem retratorautomático, mesmo se não estiveremem uso, e sempre deslocar a presilhaD (como indicado) após ter feito oajuste do cinto ao corpo do passagei-ro.

Para afrouxarPuxar na parte C, mantendo a

fivela A perpendicular ao cinto.

ADVERTÊNCIA: o cinto estaráregulado corretamente quando ade-rir bem à bacia. A sua eficiênciadepende diretamente da corretacolocação por parte do usuário.

USO DO CINTO DO LUGAR CENTRAL fig. 13

Para afivelar o cintoInserir a lingüeta de engate A na

abertura B do fecho até ouvir o cliquede bloqueio.

Para destravar o cinto: apertar o bo-tão C.

Para ajustar o cinto- para apertar: passar o cinto pela

fivela D, puxando na extremidade E(esta operação pode ser feita com ocinto já afivelado);

- para afrouxar: puxar na parte F,mantendo a fivela D perpendi-cular ao cinto.

fig. 13

4E08

43BR

fig. 12

4E13

89BR

Page 19: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-9

ADVERTÊNCIA: o cinto estará re-gulado corretamente quando aderirbem à bacia.

Lembre-se que, em caso deimpacto violento, os passagei-ros dos bancos traseiros que

não estiverem usando os cintos de segu-rança também constituem um grave pe-rigo para os passageiros dos bancos dian-teiros.

AVISOS GERAIS PARA O USO DOSCINTOS DE SEGURANÇA E DOS SISTEMAS DE PROTEÇÃO PARACRIANÇAS

Usar sempre os cintos. Via-jar sem os cintos atadosaumenta o risco de lesões gra-

ves, ou de morte, em caso de impacto.

O cinto não deve estar tor-cido. A parte superior devepassar sobre o ombro e atra-

vessar o tórax diagonalmente. A parteinferior deve aderir à bacia, não aoabdômen do passageiro, para evitar orisco de escorregar para a frente fig.14. Não utilizar dispositivos (grampos,presilhas etc.) que mantenham os cin-tos longe do corpo dos passageiros.

Nunca transportar crianças nocolo de um passageiro utilizando ocinto de segurança para a proteçãode ambos fig. 15.

GRAVE PERIGO:com o veículo equi-pado com AIR BAG

no lado do passageiro, não colocar acadeirinha para bebê virada paratrás, de costas para o painel.

ADVERTÊNCIA: Mesmo no casodos veículos que não possuam AIRBAG para o passageiro, somente obanco traseiro é recomendado para otransporte de crianças. Esta posiçãoalém de ser a mais protegida do veí-culo em caso de choque, é a que oCódigo Nacional de Trânsito regula-menta para esta finalidade.

A

fig. 144E

0731

BR

A IRBAG

fig. 15

4E07

32BR

Page 20: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-10

Todos os menores, cujas característi-cas físicas (idade, altura, peso) os impe-çam de utilizar os cintos de segurançacom os quais o veículo é equipado ori-ginalmente, deverão ser protegidos pordispositivos de transporte de criançasapropriados (cadeiras porta-bebês, ber-cinhos, travesseiros etc.), seguindo ri-gorosamente as instruções do fabri-cante do dispositivo.

O uso dos cintos de segurança tam-bém é necessário para as mulheresgrávidas; tanto para elas como para acriança, o risco de lesões em caso deimpacto é claramente menor se esti-verem usando os cintos.

Obviamente, as mulheres grávidasdeverão colocar a faixa abdominal docinto muito mais baixa, de modo quepasse sob o ventre fig. 16.

ADVERTÊNCIA: aconselha-se o usode cadeirinhas porta-bebês da LinhaFiat Acessórios, que foram especifica-mente desenvolvidas e testadas parauso no seu veículo e são oferecidasem todas as concessionárias Fiat.

A cadeirinha porta-bebês da linhaFiat Acessórios está em conformidadecom a norma brasileira NBR 14400.

Para a instalação dos sistemas deproteção de crianças, respeitar as ins-truções que o construtor dos disposi-tivos deverá, obrigatoriamente, for-necer com os mesmos.

COMO MANTER SEMPRE EFICIEN-TES OS CINTOS DE SEGURANÇA

1) Utilizar os cintos sempre bemesticados, não torcidos.

2) De vez em quando, verificar seos parafusos das fixações estão bemapertados, se o cinto está em bomestado e se desliza livremente, semimpedimentos.

3) Após um acidente de qualquerintensidade, substituir os cintos usa-dos mesmo se, aparentemente, nãoestiverem danificados.

4) Para limpar os cintos, lavá-los àmão com água e sabão neutro, enxa-guá-los e deixá-los secar à sombra.Não usar detergentes fortes, águasanitária, corantes ou qualquer outrasubstância química que possa enfra-quecer as fibras.

5) Evitar que os enroladores sejammolhados; o funcionamento corretodos mesmos é garantido somente senão sofrerem infiltrações de água.

fig. 16

4E07

33BR

Page 21: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-11

PRÉ-TENSIONADORPara aumentar ainda mais a prote-

ção dos ocupantes em caso de aci-dente, os veículos equipados com AirBag dispõem também de dispositivospré-tensionadores dos cintos de segu-rança dianteiros. Estes dispositivossão ativados automaticamente emcaso de choque violento.

A sua ação consiste em retrair oscintos de segurança em alguns centí-metros, garantindo, desta maneira, aperfeita aderência do corpo do moto-rista e passageiro antes que se inicie aação de retenção propriamente dita.

A ativação do pré-tensionador é re-conhecida pelo bloqueio do enrola-dor do cinto de segurança que não iráse desenrolar nem mesmo com aajuda das mãos.

O dispositivo pré-tensionador nãonecessita de nenhuma operação demanutenção ou lubrificação. Qual-quer modificação nas condições ori-ginais do dispositivo pode reduzir asua ação ou inutilizá-lo.

Se, pela ação de desastres naturais(inundações, enxurradas, etc.) o dis-positivo for afetado por água ou lama,a sua substituição é obrigatória.

Para ter a máxima proteção daação do pré-tensionador, usar o cintomantendo-o bem aderente ao tórax eà bacia.

Não desmontar os compo-nentes do pré-tensionador.Esta operação deve ser reali-

zada por pessoal competente, eautorizado. Dirigir-se à Rede Assis-tencial Fiat.

O pré-tensionador podeser utilizado somente umavez. Depois de sua ativação,

dirigir-se à Rede Assistencial Fiatpara efetuar a sua substituição. Aconfiabilidade do dispositivo cobreum período de 10 anos a partir dadata de produção indicada em umaetiqueta adesiva; no término desteperíodo, o pré-tensionador deve sersubstituído.

Intervenções que compor-tam choques, vibrações ouaquecimentos localizados

(não superiores a 100°C por uma du-ração máxima de 6 horas) na zonados pré-tensionadores podem provo-car danos ou ativação dos mesmos.Não fazem parte destas condições asvibrações causadas pelo mau estadoda estrada ou por ter atravessadoacidentalmente pequenos obstáculoscomo calçadas, quebra-molas etc.Dirigir-se à Rede Assistencial Fiat sefor preciso efetuar consertos.

A

Page 22: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-12

PAINEL DE INSTRUMENTOS

A disponibilidade e a posição dos instrumentos e dos sinalizadores podem variar em função dos itens opcionais adquiridos/disponíveis.

1) Difusores de ar laterais, reguláveis e orientáveis - 2) Difusores para envio de ar aos vidros laterais - 3) Alavanca decomando das luzes externas - 4) Quadro de instrumentos e lâmpada-piloto - 5) Buzina - 6) Difusores de ar centrais, re-guláveis e orientáveis - 7) Interruptor das luzes de emergência - 8) Alavanca de comando dos limpadores e lavadoresdo pára-brisa traseiro - 9) Comandos - 10) Sede para auto-rádio - 11) Air bag do lado do passageiro - 12) Porta-luvas -13) Comandos de ventilação - 14) Tomada de corrente - 15) Cinzeiro - 16) Comutador de ignição - 17) Air bag dolado do motorista - 18) Tampa de acesso à caixa de fusíveis - 19) Alavanca para abrir o capô do motor.

fig. 17

4EN

0133

BR

Page 23: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-13

QUADRO DE INSTRUMENTOS

PALIO FIRE 1.0 8VSIENA FIRE 1.0 8V

A - Indicador do nível de combustível com lâmpada-piloto da reserva.

B - Velocímetro. C - Hodômetro total.

STRADA FIRE 1.3 8V

A - Indicador de temperatura do líquido de arrefecimento.

B - Indicador do nível de combustível com lâmpada-piloto da reserva.

C - Velocímetro. D - Hodômetro total e parcial.

A

fig. 18

4EN

0134

BR

fig. 19

4E14

13BR

Page 24: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-14

INSTRUMENTOSDE BORDOVELOCÍMETRO E HODÔMETRO fig. 20

A - Hodômetro total e parcial.B - Velocímetro.C - Botão para zerar o hodômetro

parcial e para comutação do parcialpara total (deve ser pressionadodurante 4 segundos).

INDICADOR DO NÍVEL DE COMBUSTÍVEL fig. 21

O ponteiro indica a quantidadeaproximada de combustível existenteno tanque.

O acendimento contínuo da lâm-pada-piloto de reserva A indica que no tanque restam cerca de 5 a 7litros de combustível.

E - (empty) - tanque vazio.F - (full) - tanque cheio.

Ver observação no item “Estacio-namento” (pág. B-2)

Advertência: se o indicador donível de combustível estiver com aluz-piloto piscando é sinal de pre-sença de anomalia no sistema. Nestecaso, procurar a Rede AssistencialFiat.

INDICADOR DE TEMPERATURADO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO fig. 22

Em regime de funcionamento, nor-malmente, o ponteiro deve estar sobreos valores centrais da escala. Sechegar perto da marca vermelha, significa que o motor está sendomuito solicitado e é necessário reduzir a exigência de desempenho.

Viajando em velocidade muitobaixa com um clima muito quente, o ponteiro pode chegar perto da marca vermelha. Em algumas versões,acende-se no quadro de instrumentos,a lâmpada-piloto. Isso indica excessi-va temperatura do líquido de arrefeci-mento.

fig. 20

4E10

75BR

fig. 214E

1076

BR

fig. 22

4E10

77BR

Page 25: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-15

Nestes casos, é melhor parar oveículo em lugar seguro e desligar omotor. Em seguida, ligá-lo nova-mente, mantendo-o ligeiramente acel-erado.

Se a situação persistir,desligar o motor e providen-ciar o reboque do veículo à

concessionária Fiat mais próxima.

ObservaçãoH- do inglês hot: quenteC- do inglês cold: frio

Advertência: se o indicador estiverno início da escala (temperaturabaixa) com a luz-piloto A de excessode temperatura acesa, é sinal deanomalia no sistema. Neste caso,procurar a Rede Assistencial Fiat.

Se o motor funcionar sem olíquido de arrefecimento, seuveículo poderá ser seriamente danificado. Os reparos, nestes casos, não serão cobertos pelaGarantia.

LÂMPADAS-PILOTOAcendem-se nos seguintes casos:

PRESSÃO INSUFICIENTEDO ÓLEO DO MOTOR

Quando a pressão do óleo no mo-tor descer abaixo do valor normal.

Girando a chave para a posiçãoMAR, a lâmpada-piloto se acende,mas deve apagar-se assim que o mo-tor ligar.

É possível que ocorra um ligeiro re-tardo no desligamento da lâmpada-pi-loto, sobretudo se o motor se encontraem marcha lenta.

Se o motor for muito solicitado, ro-dando em marcha lenta, a lâmpada-piloto pode lampejar, mas deve apa-gar-se acelerando levemente.

Se a lâmpada acender-sedurante a marcha, desligar omotor e providenciar o rebo-

que do veículo à concessionária Fiatmais próxima.

RECARGA INSUFICIENTEDA BATERIA

Quando houver um defeito no sis-tema do gerador de corrente.

Dirigir-se à Rede Assistencial Fiatpara evitar que se descarregue com-pletamente a bateria.

Girando a chave para a posiçãoMAR, a lâmpada-piloto se acende,mas deverá apagar-se assim que o mo-tor for ligado.

Av

w

Page 26: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-16

AVARIA DO SISTEMA DEINJEÇÃO

Acende-se quando houver umaavaria no sistema de injeção.

Girando a chave para a posiçãoMAR, a lâmpada-piloto se acende,mas deve apagar-se após algunssegundos.

Se a luz permanecer acesa ouacender-se durante a marcha, amesma indica um funcionamentoimperfeito do sistema de injeção compossível perda de desempenho, mádirigibilidade e consumo elevado.

Nestas condições, é possível pros-seguir a marcha, evitando porém,exigir demais do motor ou velocida-des altas. Dirigir-se, o quanto antes, àRede Assistencial Fiat.

O uso prolongado do veículo comlâmpada-piloto acesa pode causardanos, principalmente em caso defuncionamento irregular ou de perdade retomada do motor. O veículopode ser usado somente por poucotempo em regimes baixos.

Se a lâmpada acender-se de vezem quando, por poucos segundos,isto não significa nada.

FREIO DE MÃO ACIO-NADO/NÍVEL INSUFI-CIENTE DO LÍQUIDODOS FREIOS

Acende-se em três situações:1. quando o freio de mão estiver

acionado; 2. quando o nível do líquido dos

freios descer abaixo do mínimo.3. quando ao mesmo tempo a

lâmpada-piloto > assinala uma ano-malia no corretor eletrônico de frena-gem EBD.

SISTEMA ANTIBLO-QUEIO DAS RODAS(ABS) INEFICIENTE

Acende-se quando o sistema ABSfor ineficiente.

O sistema de freios normal conti-nuará a funcionar, mas recomenda-sedirigir-se, assim que possível, à RedeAssistencial Fiat.

Girando a chave para a posiçãoMAR, a lâmpada-piloto se acende,mas deve apagar-se cerca de 2 segun-dos depois.x

>U

Page 27: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-17

O veículo equipado comsistema ABS também édotado de corretor eletrô-

nico de frenagem - EBD. O acendi-mento simultâneo da luz-piloto ABSe x com o motor em funciona-mento indica uma anomalia no sis-tema EBD. No caso de frenagens vio-lentas pode-se verificar o bloqueioprecoce das rodas traseiras com pos-sibilidade de derrapagens. Dirigircom extrema cautela e procurar aRede Assistencial mais próxima paraverificação do sistema.

O acendimento apenas dalâmpada-piloto ABS com omotor em funcionamento,

indica normalmente uma anomaliasomente do sistema ABS. Neste casoo sistema de freio convencionalmantém a sua eficácia. Dirigir-se,evitando, freadas bruscas, à RedeAssistencial para verificação do sis-tema.

AVARIA DO AIR BAG

Acende-se quando o sistema forineficiente.

Girando a chave para aposição MAR, a lâmpada-piloto se acende, mas deve

apagar-se cerca de 4 segundosdepois. Se a lâmpada-piloto não seacender ou se continuar acesa ou seacender, durante a marcha, pareimediatamente e dirija-se à RedeAssistencial Fiat.

SUPERAQUECIMENTODO LÍQUIDO DE ARREFE-CIMENTO DO MOTOR

Quando o motor é superaquecido girando a chave para a posição MAR,a luz-piloto acende-se, mas deve apa-gar-se cerca de 2 segundos depois.

Neste caso, é melhor parar o veícu-lo em lugar seguro e desligar o motor.Em seguida, ligá-lo novamente man-tendo-o ligeiramente acelerado.

Se a situação persistir, desli-gar o motor e providenciar oreboque do veículo à conces-

sionária Fiat mais próxima.

Se o motor funcionar sem olíquido de arrefecimento, seuveículo poderá ser seriamentedanificado. Os reparos, nestes casos, não serão cobertos pelaGarantia.

A

û u

Page 28: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-18

FIAT CODE

Em três casos (com chave de igni-ção na posição MAR):

1. uma só piscada - avisa ter reco-nhecido o código da chave. É possívelligar o motor.

2. permanece acesa - avisa não re-conhecer o código da chave. Para li-gar o motor, efetuar a operação des-crita na partida de emergência (ver ca-pítulo “Em emergência”).

3. permanece piscando - avisa queo veículo não está protegido pelo dis-positivo. De qualquer modo, é possí-vel ligar o motor.

INDICADORES DE DIRE-ÇÃO (intermitentes)

Quando é acionada aalavanca de comando das luzes dedireção (setas).

LUZES EXTERNAS

Quando as luzes de posição foremacesas.

FARÓIS ALTOS

Quando os faróis altos forem ace-sos.

VIDRO TÉRMICO TRA-SEIRO

Quando ligar o disposivo dedesembaçamento do vidro traseiro.

D E S AT I VAÇÃO DO AIRBAG DO PASSAGEIRO

Para algumas versões, quando fordesativado o air bag (interruptor de desativação na posição OFF) alâmpada-piloto fica acesa constante-mente.

Girando a chave paraMAR, a lâmpada-piloto (como interruptor de desativação

do air bag do passageiro em posiçãoON) acende-se por cerca de 4segundos piscando sucessivamente edepois apaga-se.

Se a situação persistir, desli-gar o motor e providenciar oreboque do veículo à conces-

sionária Fiat mais próxima.

Palio, Siena e Strada FIRE A-18

RE

3

1

(

Page 29: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A-19

A

SISTEMA DE AQUECIMENTO/VENTILAÇÃO

1 - Difusores para desembaçamento do pára-brisa.

2 - Difusores para desembaçamento dos vidros laterais dianteiros.

3 - Difusores centrais e laterais orientáveis.

4 - Aberturas laterais inferiores para enviar ar aos pés do motorista e do passageiro dianteiro.

fig. 23

4EN

0345

BR

Page 30: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

DIFUSORES ORIENTÁVEIS E REG-ULÁVEIS figs. 24 e 25

Os difusores podem ser orientadospara cima ou para baixo pressio-nando-os.

A - Comando para a regulagem daquantidade de ar:

– girando até : difusoraberto

– girando até : difusorfechado

B - Comando para orientação late-ral do fluxo do ar. Em algumas versõesos difusores só podem ser orientados para cima ou para baixo.

C - Difusor fixo para os vidros late-rais fig. 25.

VENTILAÇÃOCOMANDOS fig. 26

A - Seletor para ligar o ventilador.

B - Seletor para a distribuição doar.

- Introdução do ar externoaberta.

- Introdução do ar externofechada. Deve ser utilizada preferen-cialmente se trafega por regiões poei-rentas ou com muita poluição do ar (-túneis, engarrafamentos).

O - Fluxo de ar direcionado parao corpo dos passageiros; nesta posi-ção, manter os difusores centrais elaterais completamente abertos.

- - Fluxo de ar direcionado parao pára-brisa.

A-20fig. 25

4EN

0137

BR

fig. 26

4E07

76BR

fig. 24

4EN

0136

BR

Page 31: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

AQUECIMENTO EVENTILAÇÃO

COMANDOS fig. 27

A - Seletor para regular a tempera-tura do ar (mistura ar quente/ar a tem-peratura ambiente).

B - Cursor para ligar a função derecirculação, eliminando a entrada dear externo.

C - Seletor para ligar o ventilador.D - Seletor para a distribuição do ar.

AQUECIMENTO

1) Seletor para a temperatura do ar:ponteiro no setor vermelho.

2) Seletor do ventilador: botão navelocidade desejada.

3) Seletor para a distribuição do ar:apontar em K para aquecer os pése, ao mesmo tempo, desembaçar opára-brisa;

M para aquecer os pés e mantero rosto fresco ar com dois níveis detemperatura;

4) Cursor de recirculação: paraobter um aquecimento mais rápido,deslocar o cursor da recirculação dear para a posição, equivalenteà circulação somente do ar interno.

Para se evitar a sensação de enjôo,fechar os difusores centrais quandofor utilizar o aquecimento.

DESEMBAÇAMENTO RÁPIDO

Pára-brisa e vidros laterais

1) Seletor para a temperatura do ar:apontar no setor vermelho (completa-mente girado para a direita).

2) Seletor do ventilador: posicionarna velocidade máxima.

3) Seletor para a distribuição do ar:apontar em -.

4) Cursor para a recirculação do arna posição , equivalente àintrodução de ar externo.

Após o desembaçamento, usar oscomandos para manter as perfeitascondições de visibilidade.

Vidro traseiro

Pressionar levemente o botão (. Tão logo o vidro traseiro estiver

desembaçado, é aconselhável desli-gar o botão, acionando novamente atecla correspondente

A-21

A

fig. 27

4E07

62BR

Page 32: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

VENTILAÇÃO

1) Difusores de ar centrais e late-rais: completamente abertos.

2) Seletor para a temperatura do ar:apontar no setor azul.

3) Seletor do ventilador: posicionarna velocidade desejada.

4) Seletor para a distribuição do ar:apontar em O .

5) Cursor para a recirculação de arna posição , equivalente àintrodução de ar externo.

Com o cursor na posição éativada somente a circulação do arinterno.

ADVERTÊNCIA: a função de recir-culação é útil principalmente emcondições de forte poluição externa(engarrafamentos, trânsito em túneletc.). Não é aconselhado, noentanto, um uso muito prolongadodesta função, especialmente se hou-ver muitas pessoas no veículo.

AR-CONDICIONADOO sistema utiliza fluido refrige-

rante R134a que, em caso de vaza-mentos acidentais, não prejudica omeio ambiente. Nunca utilizar ofluido R12, incompatível com oscomponentes do próprio sistema.

COMANDOS fig. 28

A - Seletor para regular a tempera-tura do ar (mistura ar quente/frio).

B - Cursor para ligar a recirculaçãodo ar, eliminando a entrada de ar externo.

C - Seletor para ligar o ventiladore o ar-condicionado.

D - Seletor para a distribuição do ar.

CONDICIONAMENTO DO AR (RESFRIAMENTO)

Para obter um resfriamento rápidodo habitáculo em veículos equipadoscom ar-condicionado, operar o sis-tema conforme indicado:

1) Seletor para a temperatura do arA-fig. 28 totalmente posicionado àesquerda.

2) Seletor do ventilador C-fig. 28posicionado na velocidade máxima.

3) Seletor de distribuição do ar D-fig. 28 apontado para O; controlarpara que todas as saídas de ar este-jam totalmente abertas.

Com o cursor na posição éativada somente a circulação do arinterno.

A-22fig. 28

4E07

62BR

Page 33: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Algumas versões estão equipadascom filtro antipólen, instalado nacaixa de ventilação/ar-condicionado,com o objetivo de filtrar o ar enviadopara o interior do veículo.

Caso seja observado uma diminui-ção na vazão de ar pelos difusores,verificar as condições do filtro (quando disponível) e substituí-lo senecessário (ver substituição do filtroantipólen e carvão ativado no Planode Manutenção no capítulo D.

4) Ligar o ar-condicionado aper-tando o seletor C-fig. 28.

5) Se possível, abrir totalmente, oupelo menos um pouco, as janelas dasportas dianteiras por um breve pe-ríodo (2 a 3 minutos no máximo) paraque haja uma circulação mais intensado ar no habitáculo. Em seguida, fe-char as janelas.

AQUECIMENTO

Para as funções de aquecimento eventilação, não ligar o condicionador,mas utilizar o sistema normal deaquecimento e ventilação (ver capí-tulo anterior).

DESEMBAÇAMENTO RÁPIDO

O ar-condicionado é muito útil paraacelerar o desembaçamento, pois de-sumidifica o ar. É suficiente regular oscomandos para a função de desemba-çamento e ativar o condicionador,apertando o seletor C-fig. 28.

Pára-brisa e vidros laterais

1) Condicionador de ar ligado: seletor C-fig. 28.

2) Seletor para a temperatura do ar:(completamente girado para a direita)para dias frios ou (completamentegirado para a esquerda) para diasquentes.

3) Cursor do ventilador: posicionarna velocidade máxima.

4) Seletor para a distribuição do ar:apontar em .

5) Recirculação do ar: desligada.Após o desembaçamento, usar os

comandos para manter as perfeitascondições de visibilidade.

RECIRCULAÇÃO

Com o Cursor posicionadoem , é ativada somente a circulação do ar interno.

Vidro traseiro

Pressionar levemente o botão (.Tão logo o vidro traseiro estiver desem-baçado, é aconselhável desligar o dis-positivo.

A-23

A

Page 34: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

ADVERTÊNCIA: com a tempera-tura externa muito alta, a recircula-ção acelera o resfriamento do ar.Além disso, é particularmente útilem condições de forte poluiçãoexterna (engarrafamentos, trânsitoem túnel etc.). Não é aconselhado,no entanto, um uso muito prolon-gado desta função.

ADVERTÊNCIA: para plena efi-ciência na operação de desembaça-mento, mantenha a parte internados vidros sempre limpa e desengor-durada. Para limpeza dos vidros, useapenas detergente neutro e água.Não utilize produtos à base de sili-cone para a limpeza de partes plásti-cas, principalmente o painel, pois osilicone se evapora quando expostoao sol, condensando-se sobre asuperfície interna do vidro e prejudi-cando o desembaçamento e a visibilidade noturna.

ALAVANCAS SOB OVOLANTEALAVANCA ESQUERDA

Reúne os comandos das luzes ex-ternas e das setas.

A iluminação externa funciona somente com a chave de ignição naposição MAR.

Acendendo as luzes externas, ilu-minam-se os ideogramas no quadrode instrumentos e os símbolos dos co-mandos situados no painel de instru-mentos.

Luzes de posição fig. 29

Acendem-se girando a empunha-dura da posição O à posição 6. Noquadro de instrumentos acende-se arespectiva lâmpada-piloto 3.

Faróis baixos fig. 30

Acendem-se girando a empunha-dura da posição 6 à posição 2 .

A-24fig. 29

4E07

83BR

fig. 30

4E07

82BR

Page 35: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Faróis altos fig. 31

Acendem-se com a empunhadurana posição 2, e empurrando a ala-vanca para a frente em direção ao pai-nel de instrumentos.

No quadro acende-se a lâmpada-piloto 1.

Apagam-se puxando a alavanca emdireção do volante.

Lampejos fig. 32

São feitos puxando a alavanca emdireção ao volante (posição instável).

Luzes de direção (setas) fig. 33

Deslocando a alavanca:para cima - ativa-se a seta direita;para baixo - ativa-se a seta

esquerda.No quadro de instrumentos

acende-se com intermitência a lâm-pada-piloto y.

As setas são desativadas automati-camente quando o veículo volta aprosseguir em linha reta.

Caso queira dar um sinal de luzrapidamente, mova a alavanca paracima ou para baixo, sem chegar aofinal do curso. Ao soltá-la, a alavancavolta sozinha ao ponto de partida.

A-25

A

fig. 324E

0785

BR

fig. 33

4E07

86BR

fig. 31

4E07

84BR

Page 36: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

ALAVANCA DIREITA

Reúne todos os comandos para alimpeza do pára-brisa e do vidro tra-seiro.

Limpador/lavador do pára-brisa fig. 34

Funciona somente com a chave deignição na posição MAR.

0 - Limpador do pára-brisa desli-gado.

1 - Funcionamento intermitente.

2 - Funcionamento contínuo elento.

3 - Funcionamento contínuo erápido.

4 - Funcão antipânico: temporárioe contínuo rápido; ao soltar, a ala-vanca volta para a posição å e des-liga automaticamente o limpador dopára-brisa.

Puxando a alavanca em direção dovolante fig. 35, ativa-se o esguichodo lavador do pára-brisa.

Limpador/lavador do vidro traseirofigs. 36 e 37

Funciona somente com a chave deignição na posição MAR.

Comandos:

1) girar a empunhadura da posiçãoå para ';

2) empurrando a alavanca em dire-ção ao painel (posição instável), ati-vam-se o esguicho do lavador dovidro traseiro e o limpador do vidrotraseiro; ao soltá-la, desligam-se.

Em algumas versões a freqüênciado tempo do limpador traseiro é sincronizada com a freqüência dolimpador dianteiro.

A-26fig. 37

4E07

91BR

fig. 35

4E07

88BR

fig. 364E

0790

BR

fig. 34

4E07

87BR

Page 37: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

COMANDOSLUZES DE EMERGÊNCIA fig. 38

Acendem-se apertando levementeo botão A, independente da posiçãoda chave de ignição.

Com o dispositivo ligado, o sím-bolo sobre o interruptor A e o indica-dor y, no quadro de instrumentos,iluminam-se de modo intermitente.

Para apagar, apertar novamente obotão.

A luz de emergência sódeve ser acionada com o veí-culo parado; nunca em movi-

mento.

BOTÕES DE COMANDO fig. 39

Estão situados sobre os difusorescentrais do ar e funcionam somentecom a chave de ignição na posiçãoMAR.

Quando uma função é ligada,acende-se a luz-piloto correspon-dente situada no quadro de instru-mentos. Para desligar, basta apertarnovamente o botão.

Desembaçador do vidro traseiro

A - Botão com indicação de funçãoativada no quadro de instrumentospara ligar/desligar o desembaçador dovidro traseiro.

Tão logo o vidro traseiro estiver de-sembaçado, é aconselhável desligaro dispositivo.

INTERRUPTOR INERCIAL fig. 40

É um interruptor que se ativa emcaso de impacto, interrompendo a ali-mentação de combustível e cau-sando, por conseguinte, a parada domotor.

Após o impacto, caso fornotado cheiro de combustí-vel ou vazamentos no sis-

tema de alimentação, não reativar ointerruptor para evitar riscos de in-cêndio.

Se não forem notadas perdas decombustível, e o veículo for capaz departir, apertar o botão A para reativaro sistema de alimentação.

Depois do impacto, lembre-se degirar a chave de ignição para STOPpara não descarregar a bateria.

A-27

A

fig. 38

4EN

0138

BR

fig. 394E

N01

39BR

fig. 40

4E07

35BR

Page 38: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

EQUIPAMENTOSINTERNOS

PORTA-LUVAS

Para abrir, puxar o pegador A-fig. 41.

Nunca trafegue com atampa do porta-luvas aberta.

Na tampa, existem as sedes A paracolocar, com o veículo parado, umcopo ou uma latinha fig. 42.

CONJUNTO DA LUZ INTERNAfig. 41

A lâmpada pode acender-se em 3situações distintas, de acordo com aposição do interruptor fig. 43:

posição 1: permanentemente desli-gada;

posição neutra na lente: acende-sesomente com as portas abertas;

posição 2: permanentemente ligada.

TOMADA DE CORRENTE fig. 44

Algumas versões dispõem de toma-da de corrente para alimentação deacessórios elétricos (carregador decelular, aspirador de pó, acendedorde cigarros, etc.).

Devido à grande variedade deacessórios elétricos que podem serconectados a esta tomada de corren-te, recomenda-se especial cuidadona utilização dos mesmos, observan-do se atendem as especificaçõesabaixo:

- Somente podem ser conectadosacessórios com potência até 180Watts.

A-28fig. 41

4E08

09BR

fig. 42

4E08

10BR

fig. 434E

N01

40BR

fig. 44

4EN

0088

BR

Page 39: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

- Para prevenir danos, o corpo doplugue do acessório deve ser largo osuficiente para servir como guia decentralização, quando este estiverinserido na tomada de corrente.

Se houver dúvidas comrelação à conformidade doplugue do acessório a ser

utilizado, recomenda-se verificarcom o fabricante se o mesmo aten-de às especificações vigentes.

O plugue do acessóriodeve se ajustar perfeita-mente à medida da tomada

de corrente visando evitar maucontato ou superaquecimento comrisco de incêndio.

Em caso de utilização da tomadade corrente como acendedor decigarros (adquirido como acessó-rio), recomenda-se cautela nomanuseio deste último para preve-nir queimaduras causadas pelocalor gerado pelo dispositivo.

Recomenda-se verificar na RedeAssistencial Fiat a disponibilidadede acessórios originais e homologa-dos para uso nos modelos Fiat.

ADVERTÊNCIA: verificar semprese o acendedor está desligado após ouso.

O acendedor de cigarrosalcança temperaturas eleva-das. Manejá-lo com cautela e

evitar que crianças o utilizem, pois háperigo de incêndio ou queimaduras.

CINZEIRO fig. 45Algumas versões dispoem de cin-

zeiro. Para utilizá-lo, abrir a tampa Apuxando-a para trás.

Para facilitar a sua limpeza o cin-zeiro pode ser removido.

PÁRA-SÓIS fig. 46

Estão situados ao lado do espelhoretrovisor interno, podendo ser orien-tados para a frente ou para o lado.

A-29

A

fig. 454E

0738

BR

fig. 46

4EN

0346

BR

Page 40: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

VIDRO TRASEIRO CORREDIÇO(Strada)

Para auxiliar na renovação de ar nointerior do veículo, algumas versõessão dotadas de vidros traseiros corre-diços.

Para abrir a janela, destravá-la ini-cialmente, puxando a trava A-fig. 47.

PORTAS

PORTAS LATERAISAbertura manual por fora fig. 48

Girar a chave para a posição 1 epuxar a maçaneta de abertura.

Travamento manual por fora

Girar a chave para a posição 2.

Abertura/travamento manual pordentro das portas dianteiras

Abertura: puxar a maçaneta deabertura A-fig. 49.

Travamento: fechar a porta e apertara maçaneta. Desta maneira, são trava-das também as portas traseiras.

Dispositivo de segurança para crianças

Impede a abertura das portas trasei-ras pelo lado de dentro. É ativadoinserindo a ponta da chave de igniçãona ranhura A-fig. 50 e girando-a.

Posição 1 - dispositivo desativado.Posição 2 - dispositivo ativado (marca

amarela).O dispositivo fica ativado mesmo

se as portas forem destravadas comcomando elétrico.

Utilizar sempre este dispo-sitivo quando for transportarcrianças.

A-30fig. 48

4E11

44BR

fig. 494E

N03

47BR

fig. 50

4E08

41BR

fig. 47

4E10

46BR

Page 41: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

TRAVAMENTO ELÉTRICO

Por fora

Com as portas fechadas, inserir e gi-rar a chave na fechadura de uma dasportas dianteiras.

Por dentro

Com as portas fechadas, apertar (para travar) ou puxar (para destravar)uma das maçanetas de abertura dasportas dianteiras.

ADVERTÊNCIA: se uma das portasdianteiras não estiver bem fechadaou houver um defeito no sistema, otravamento centralizado não é ati-vado e, após algumas tentativas, odispositivo é excluído por cerca de 2minutos. Nestes 2 minutos, é possíveltravar ou destravar as portas manual-mente, sem que o sistema elétrico in-tervenha. Após esses 2 minutos, acentral está de novo apta a receber oscomandos.

Se foi resolvida a causa do pro-blema, o dispositivo volta a funcionarnormalmente, caso contrário, repeteo ciclo de exclusão.

LEVANTADORES DOS VIDROS DASPORTAS

Levantadores elétricos dos vidrosdianteiros fig. 51

No apóia-braço da porta do lado domotorista há duas teclas que coman-dam, com a chave de ignição em MAR:

A - vidro esquerdoB - vidro direito.

No apóia-braço da porta do lado dopassageiro há uma tecla para o co-mando do respectivo vidro.

Pressionar as teclas para abaixar osvidros. Puxá-las para levantá-los.

Antes de acionar o inter-ruptor do mecanismolevantador do vidro, verifi-

que se não há alguém com o braçode fora.

Levantadores manuais dos vidros

Girar a manivela da respectivaporta para abaixar ou levantar o vidroA-fig. 52.

A-31

A

fig. 51

4E10

47BR

fig. 52

4EN

0348

BR

Page 42: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

O uso impróprio doslevantadores elétricos dosvidros pode ser perigoso.

Antes e durante o acionamento, veri-ficar sempre se os passageiros nãoestão expostos ao risco de lesõesprovocadas tanto direta ou indireta-mente pelos vidros em movimento,como por objetos pessoais arrasta-dos ou jogados pelos mesmos.

Ao sair do veículo, retiresempre a chave da igniçãopara evitar que os levanta-

dores elétricos dos vidros, acionadosinadvertidamente, constituam perigopara quem permanece a bordo.

COMPARTIMENTODE CARGA

Strada

Para abrir a tampa do comparti-mento de carga, levantar a maçanetaA-fig. 53 e acompanhar a descida datampa com as mãos.

Jamais transportar pessoasno compartimento de cargaou sobre o estribo traseiro.

ADVERTÊNCIAS:

1) A tampa do compartimento decarga pode suportar um peso de até300 kg (com o veículo parado). Se forapoiada uma carga de peso superior, asdobradiças da tampa serão danificadas.

2) É indispensável que a carga sejacorretamente amarrada utlizando osdiversos anéis de fixação existentesno compartimento de carga (ver capí-tulo “uso correto do veículo”).

CAPOTA DO COMPARTIMENTO DECARGA

Algumas versões são equipadascom uma capota que permite a pro-teção dos objetos transportados nocompartimento de carga.

A-32fig. 53

4E10

51BR

fig. 54

4E10

52BR

Page 43: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Para recolhê-la, abrir antes a tampado compartimento de carga para teracesso às travas A-fig. 54, que liberama capota. Logo após, desencaixe astravas das sedes B-fig. 54 puxando-aspara cima.

Soltar os cordões de fixação A-fig.55, dispostos dos dois lados da caçam-ba, após ter pressionado as travas B-fig. 55.

Enrolar a capota lentamente, com aparte preta para cima , em direção àcabine do motorista. Feito isso, pren-der a capota dobrada com os elásticosA-fig. 56.

Remover as travessas de reforço A-fig.57 afrouxando e puxando paratrás os parafusos borboleta B-fig. 57.As travessas de reforço, uma vezdesmontadas, podem ser guardadasnas sedes existentes na própriacapota, antes que a mesma seja enro-lada.

Para recolher a capota, inverter aordem dos procedimentos colocandoas travessas A-fig. 57 e soltando oselásticos A-fig. 56 que deverão serpresos de forma a evitar que pro-duzam ruídos contra a carroceria.

Fechar adequadamente a capota,prendendo os cordões de fixação fig. 55 e encaixando novamente a extremidade da mesma nas travas tra-seiras de fixação B-fig. 55.

Estribo traseiro - fig. 58

Tem o objetivo de facilitar a colo-cação de objetos no compartimentode carga, permitindo que, como oveículo parado uma pessoa suba nomesmo para acomodar ou amarrar acarga, com a tampa traseira fechada.

O estribo traseiro podesofrer danos se forem coloca-dos pesos elevados (carga

máxima: 100 kg em cada extremi-dade e 150 kg no centro).

A-33

A

fig. 55

4E10

53BR

fig. 56

4E10

54BR

fig. 574E

1055

BR

fig. 58

4E10

56BR

Page 44: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PORTA-MALASABERTURA/FECHAMENTO DATAMPA DO PORTA-MALAS

Para abrir a tampa do porta-malaspor fora, destrancar a fechadurausando a chave de ignição figs. 59 e60.

Em algumas versões, a abertura datampa é facilitada pela ação dosamortecedores laterais a gás.

Para fechar, abaixar a tampa e im-pulsioná-la com o dedo polegar pelafechadura.

Para Siena, impulsionar pela partecentral da tampa.

ADVERTÊNCIA: Para evitar o fechamento espontâneo da tampa doporta-malas, quando o veículo estiverem um plano inclinado, deve-seforçá-la até o final de curso, para queos braços de articulação sejam fixa-dos pelos suportes de retenção.

Para fechar, é necessária uma forçainicial maior para desencaixar os bra-ços de articulação dos respectivos suportes. Abaixar a tampa e soltá-laum pouco antes do fechamento paraevitar que prenda os dedos.

No uso do porta-malas,nunca superar as cargas má-ximas permitidas (ver capí-

tulo “Características técnicas”). Cer-tificar-se ainda que os objetos conti-dos no porta-malas estejam bem co-locados, para evitar que uma freadabrusca possa jogá-los para a frente,machucando os passageiros.

Colocar acessórios no bagagito ouna tampa do porta-malas (alto-falan-tes, spoiler etc., exceto quando pre-visto pelo fabricante) pode prejudicaro correto funcionamento dos amorte-cedores laterais a gás da própriatampa. Objetos soltos devem ser co-locados no porta-malas.

O compartimento de bagagens é deuso exclusivo destas.

A-34fig. 59

4E13

02BR

fig. 604E

N03

49BR

Page 45: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

AMPLIAÇÃO DO PORTA-MALAS

1) Abaixar completamente osapóia-cabeças do banco traseiro.

2) Se for necessário, remover osapóia-cabeças do banco traseiro (ver“Regulagens Personalizadas” nestecapítulo) e colocá-los no comparti-mento de bagagens.

3) Desengatar o encosto, movendoas alavancas laterais A-fig. 61 no sen-tido da seta.

4) Rebater para a frente o encosto,passando os cintos pelos lados, atéque este se apóie sobre o assento tra-seiro fig. 62.

5) Em seguida, rebater o banco tra-seiro inteiro para a frente de maneiraa obter uma única superfície decarga.

Para remover o bagagito (somentePalio):

1) Soltar as extremidades superioresA-fig. 63 dos dois tirantes, des-prendendo as argolas dos pinos.

2) Tirar os pinos A-fig. 64 dobagagito das respectivas sedes B eremovê-lo.

Uma vez retirada, a superfície podeser posta transversalmente entre osencostos dos bancos da frente e o as-sento rebatido do banco de trás.

A-35

A

fig. 61

4E07

70BR

fig. 624E

1210

BR

fig. 63

4E00

844B

R

fig. 64

4E08

12BR

Page 46: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

AMARRAÇÃO DE OBJETOS NOCOMPARTIMENTO DE BAGAGENS(Strada cabine estendida)

Existem, no compartimento debagagens, 4 anéis com a finalidade deamarrar os objetos transportados. Pormedida de segurança, é aconselhávelusá-los sempre que objetos pesadosou delicados forem transportados.

ADVERTÊNCIA: se houvercarga no porta-malas ou nocompartimento de carga, émelhor, viajando à noite,

controlar e regular a altura do facholuminoso dos faróis de luz baixa (ver“Faróis” neste capítulo).

Em caso de acidente, obje-tos pesados não amarradospodem causar graves danosaos passageiros.

CONSELHO PARA O TRANSPORTEDE CARGA - Strada

O veículo foi projetado e homolo-gado em função de determinados pe-sos máximos (ver tabela “pesos” nocapítulo “Características Técnicas”):

- peso em ordem de marcha;- carga útil;- peso máximo no eixo dianteiro; - peso máximo rebocável.

Cada um destes limites deve ser respeitado e, em qualquer situação,não deve ser superado.

Em caso de freadas bruscasou colisões ocasionais, umdeslocamento repentino da

carga poderia criar um situação deperigo para o motorista e o pas-sageiro; por este motivo, antes demovimentar o veículo, providenciar acorreta fixação das cargas ou baga-gens utilizando os ganchos de amar-ração de carga nas bordas da caçam-ba e/ou os anéis de fixação dispostosno piso do compartimento de carga -fig. 66 ou no interior do veículo -fig. 65 (versões com cabine estendi-da). Para que a operação seja feita de forma segura, somente utilizar cabos,cordas ou correias adequados à fixação do material que será trans-portado.

A-36fig. 65

4E10

94BR

fig. 66

4E10

68BR

Page 47: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Além das precauções anteriormentemencionadas, alguns conselhos bemsimples podem contribuir para melhorar a segurança da direção, oconforto de marcha e a durabilidadedo veículo:

- distribuir uniformemente o mate-rial a ser transportado sobre o planode carga; se for necessário concentrá-lo em apenas uma parte do comparti-mento, o ideal é fazê-lo sobre a regiãointermediáriaa entre os dois eixos.

- lembrar que quanto mais baixo é omaterial transportado, mais abaixa-seo centro de gravidade do veículo,razão pela qual, os objetos mais pesa-dos deverão ser colocados sempre porbaixo.

- lembrar-se que o comportamentodo veículo apresenta alterações emfunção do peso transportado; particu-larmente, os espaços de frenagem tornam-se mais longos, sobretudo emvelocidades altas.

-utilizar o porta-escadas fig. 67 paraapoiar e fixar corretamente os objetosde maior altura. Nas versões com cabine estendida, levantar antes oslimitadores fig. 68.

Ao utilizar o porta-escadas, não apoiar objetoscujo peso seja superior a 80

kg. No caso dos limitadores fig. 68,não obrigá-los a suportar forças laterais superiores a 30 kg.

A-37

A

fig. 674E

1068

BR

fig. 68

4E10

61BR

Page 48: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

CAPÔ DO MOTORPara abrir o capô do motor:

1) puxar a alavanca A-fig. 69.2) levantar a trava A-fig. 70;3) levantar o capô segurando-o pela

parte central e, simultaneamente, sol-tar a vareta de suporte A-fig. 71 do seudispositivo de bloqueio;

4) introduzir a extremidade da va-reta na abertura B do capô do motor.

Atenção. Uma colocaçãoincorreta da vareta podeprovocar a queda violenta

do capô.

Se houver necessidade dese fazer alguma verificaçãono motor, estando este ainda

quente, evite encostar-se no eletro-ventilador, pois o mesmo poderáfuncionar mesmo com a chave deignição desligada. Espere até que omotor esfrie.

Para fechar o capô do motor:

1) manter levantado o capô comuma mão e, com a outra, tirar avareta A-fig. 71 da abertura B e repô-la no seu dispositivo de bloqueio;

2) abaixar o capô a cerca de 20 cmdo vão do motor;

3) deixá-lo cair: o capô fecha-seautomaticamente.

Verificar sempre se o capôfoi bem fechado para evitarque se abra durante a mar-

cha do veículo.

A-38fig. 69

4E07

71BR

fig. 704E

0807

BR

fig. 71

4E07

96BR

Page 49: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

BAGAGEIRO DETETO

As sedes para encaixar as fixações,ficam acessíveis após ter deslocadolevemente a guarnição das portas nospontos indicados na fig. 72.

A este respeito, lembramos que naRede Assistencial Fiat existe um ba-gageiro específico para o Fiat Palio.

Não superar a carga má-xima permitida (ver capítulo“Características técnicas”).

Depois de percorrer algunsquilômetros, conferir se as fi-xações do bagageiro estão

bem apertadas.

FARÓISREGULAGEM DO FACHO LUMINOSO

ADVERTÊNCIA: uma correta regu-lagem dos faróis é determinante parao conforto e a segurança não só dequem guia o veículo, mas de todos osusuários. Além disso, constitui umanorma precisa do Código de trânsito.Para garantir a si mesmo e aos outrosas melhores condições de visibilidadeviajando com os faróis acesos, o veí-culo deve ter um correto alinha-mento dos mesmos.

Para o controle e a eventual regula-gem, dirigir-se à Rede Assistencial Fiat.

COMPENSAÇÃO DA INCLINAÇÃO

Quando o veículo está carregado,este inclina-se para trás e, conseqüen-temente, o feixe luminoso eleva-se. Énecessário, neste caso, regulá-lo cor-retamente.

Regulador no farol fig. 73

Para ter acesso ao regulador, retirara tampa plástica localizada na partetraseira do farol, agindo por dentro dovão do motor.

Posição 1 - com veículo com carganormal.

Posição 2 - com veículo com cargacompleta.

É importante que os dispositivos deambos os faróis estejam orientados namesma posição.

Controlar a orientação dosfeixes luminosos cada vezque mudar o peso da carga

transportada.

Regulagem dos faróis auxiliares dian-teiros

Para o controle e a eventual regula-gem, dirigir-se à Rede AssistencialFiat.

A-39

A

fig. 72

4E08

45BR

fig. 73

4E07

98BR

Page 50: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

DRIVE BY WIREÉ um sistema eletrônico de con-

trole da aceleração que substitui ocabo do acelerador. A aceleraçãodo veículo, através do pedal, étransmitida a uma central eletrônicapor impulsos elétricos, que gerenciaa abertura da borboleta de acelera-ção. Este sistema evita o desconfor-to dos trancos na aceleração causa-dos, sobretudo, em retomadas oudesacelerações muito rápidas.

Quando a bateria é desligada, acentral perde a referência da posi-ção do pedal do acelerador, nestecaso, o veículo fica sem a acelera-ção. Para que possa ser restabeleci-do o novo parâmetro de posição dopedal acelerador, voltando a situa-ção normal proceder da seguinteforma:

– ligar a chave de ignição sem ligaro motor e aguardar 40 segundos, logoem seguida ligar o motor.

ABSO ABS (Sistema Antibloqueio das

Rodas) é um dispositivo combinadocom o sistema de freios convencional,que impede o bloqueio das rodas per-mitindo:

– melhorar o controle e a estabilida-de do veículo durante a freada;

– otimizar o mínimo espaço de fre-nagem;

– usufruir plenamente da aderênciade cada pneu.

Uma central eletrônica recebe os si-nais provenientes das rodas, localizaquais tendem a travar-se e envia umsinal à central eletrohidráulica parareduzir, manter ou aumentar a pressãonos cilindros de comando dos freios,de maneira a evitar o bloqueio.

O ABS entra em funcionamentoquando é solicitada a total capacida-de de frenagem do veículo. O moto-rista é avisado através da pulsação dopedal do freio com ruídos de funcio-namento hidráulico. Este comporta-mento é completamente normal e in-dica que o sistema está ativo.

No caso de qualquer anomalia, osistema desativa-se automaticamente,passando a funcionar normalmente osistema convencional. Nesta condi-ção, acende-se a lâmpada-piloto >no quadro de instrumentos.

ADVERTÊNCIA: nos veículos Fiatequipados com ABS devem ser mon-tados exclusivamente rodas, pneus,lonas e pastilhas de freio do tipo emarca aprovados pelo fabricante.

O ABS não dispensa o mo-torista de uma conduçãoprudente, principalmente em

estradas com água, lama, areia etc.

A-40

Page 51: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Cuidados com o sistema ABS:

– Em caso de solda elétrica no veí-culo, desligar a bateria e a unidade decomando elétrica.

– Retirar a unidade de comandoelétrica quando o veículo for colo-cado em estado de secagem (tempera-tura acima de 80°C).

– Desconectar os cabos da bateriaantes de carregá-la ou antes de qual-quer reparo no sistema ABS.

– Não retirar ou colocar o conectorda unidade de comando com comuta-dor de ignição ligado.

– Não desligar a bateria com o mo-tor em funcionamento.

ADVERTÊNCIA: nos veículos Fiatequipados com ABS, devem ser mon-tados exclusivamente rodas, pneus eguarnições de freio do tipo e marcaaprovados pelo fabricante.

O acendimento somenteda luz-piloto >>, com o mo-tor em funcionamento, indi-

ca normalmente uma anomalia defuncionamento do sistema ABS. Nes-te caso, o sistema de freios irá mantera sua eficiência normal, não existindono entanto a função antitravamentodas rodas.

Recomenda-se levar o veículo até aRede Assistencial Fiat, evitando frea-das bruscas.

Diante do acendimentoda lâmpada-pilotox, indi-cando nível mínimo de lí-

quido no sistema de freios, levar oveículo o quanto antes à Rede As-sistencial Fiat para uma verificaçãodo sistema.

Eventuais vazamentos de líquidode freios afetam o funcionamento dosmesmos, sejam do tipo convencionalou com sistema ABS.

A eficiência do sistema, emtermos de segurança ativa,não deve induzir o motorista

a correr riscos desnecessários. A con-duta a manter ao volante deve sersempre a adequada para as condiçõesatmosféricas, a visibilidade da estra-da, o trânsito e as normas de circula-ção.

Uma utilização excessivado freio motor (marchas mui-to baixas com pouca aderên-

cia), poderia fazer derrapar as rodasmotrizes. O sistema ABS não temqualquer efeito sobre este tipo de si-tuação.

Se o sistema ABS entrar emfuncionamento, significa quea aderência entre o pneu e a

estrada foi reduzida em relação aonormal; neste caso, reduzir imediata-mente a velocidade, no sentido deadequá-la às condições do trecho emque se trafega.

A-41

A

Page 52: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

CORRETOR DE FRENAGEMELETRÔNICO EBD

O veículo é dotado de um corretorde frenagem eletrônico denominadoEBD (Electronic Braking Device)que, através da centralina e dos sen-sores do sistema ABS, permite inten-sificar a ação do sistema de freios.

Nos veículos equipadoscom corretor eletrônico defrenagem (EBD), o acendi-

mento simultâneo das luzes-piloto> e x, com o motor ligado, indi-ca uma anomalia do sistema EBD;neste caso, nas freadas violentaspode ocorrer um travamento pre-coce das rodas traseiras, com possi-bilidade de derrapagem. Conduziro veículo, com extrema cautela, àRede Assistencial Fiat mais próximapara a verificação do sistema.

O acendimento apenasda luz-piloto >, com omotor ligado, indica nor-

malmente uma anomalia somentedo sistema ABS. Neste caso, o siste-ma de freios mantém a sua eficiên-cia normal, não existindo, noentanto, a função antitravamento.Em tais condições, também a fun-cionalidade do sistema EBD podeser reduzida. Também neste caso, éaconselhável dirigir-se imediata-mente à Rede Assistencial Fiat maispróxima, conduzindo de modo aevitar freadas bruscas, para a veri-ficação do sistema.

A eficiência do sistema,em termos de segurançaativa, não deve induzir o

motorista a correr riscos inúteis einjustificáveis. A conduta a manterao volante deve ser sempre a ade-quada para as condições atmosféri-cas, a visibilidade da estrada, otrânsito e as normas de circulação.

AIR BAGDESCRIÇÃO E FUNCIONAMENTO

O AIR BAG é um dispositivo cons-tituído de uma bolsa com enchimentoinstantâneo, contida em um vão apro-priado no centro do volante, emfrente ao motorista, e que, quandoprevisto, equipa também o painel emfrente ao passageiro dianteiro. É dis-ponível, portanto, para o lado do mo-torista ou para ambos os lugares dian-teiros.

A-42fig. 74

4E07

47BR

Page 53: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

O AIR BAG não substitui o cinto desegurança. Trata-se de um dispositivosuplementar ao mesmo, sendo acio-nado exclusivamente em caso de im-pacto frontal violento. Seu aciona-mento reduz o risco de contato entrea cabeça/tórax do ocupante contra ovolante/painel do veículo, em decor-rência da violência do choque.

A entrada em funcionamento doAIR BAG produz calor e libera umapequena quantidade de pó. Este pro-duto não é nocivo e não indica princí-pio de incêndio.

O AIR BAG não se ativanos casos de impactos fron-tais não violentos, choques

laterais, choques traseiros ou contraobstáculos amortecedores que absor-vam a energia do impacto. Nesses ca-sos, os ocupantes são protegidos so-mente pelos cintos de segurança doveículo, que devem, por isso, sersempre usados.

A eficiência do sistema AIR BAG éverificada, constantemente, por umacentral eletrônica.

No caso de qualquer anomalia,acende-se a lâmpada-piloto .

Girando a chave para a po-sição MAR, a lâmpada-piloto acende-se, mas

deve apagar-se depois de cerca de 4segundos. Se a situação persistir, desli-gar o motor e providenciar o reboquedo veículo à concessionária Fiat maispróxima.

Qualquer manutenção no sistemado air bag só deve ser feita por pes-soal especializado da Rede Assisten-cial Fiat.

Não colar adesivos ou ou-tros objetos no volante ou noconsole do AIR BAG do lado

do passageiro. Não viajar com obje-tos no colo e muito menos com ca-chimbo, lápis etc., entre os lábios; emcaso de choque com ativação do AIRBAG, estes poderiam causar-lhe gra-ves danos.

O correto funcionamento do sis-tema AIR BAG é garantido somentese todas as limitações relativas àcapacidade e à disposição da cargano veículo forem respeitadas.

Dirija mantendo sempre asmãos na parte externa do vo-lante de maneira que, em

caso de ativação do AIR BAG, estepossa encher-se sem encontrar obstá-culos que poderiam causar-lhe gravesdanos. Não dirija com o corpo incli-nado para a frente, mas mantenha oencosto em posição ereta, apoiandobem as costas.

GRAVE PERIGO:em veículo equipadocom AIR BAG no lado

do passageiro, não colocar a cadeiri-nha para bebê virada para trás, decostas para o painel.

A-43

A

A IRBAG

Page 54: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE A-44

AIR BAG DO LADO DO PA S S A G E I R O

O air bag do lado do passageiro foiestudado e calibrado para melhorar aproteção de uma pessoa que estejausando o cinto de segurança.

O seu volume, no momento demáximo enchimento, preenche amaior parte do espaço entre o painele o passageiro.

Em caso de colisão, uma pessoaque não esteja usando o cinto desegurança projeta-se para a frente emdireção à bolsa ainda na fase deabertura, com uma proteção certa-mente inferior à que poderia ser for-necida.

O air bag não é um substituto, masum complemento ao uso do cinto,por isso recomenda-se usar sempre ocinto, seguindo rigorosamente alegislação de trânsito.

Desativação do air bag do lado dopassageiro fig. 75 e 76 (para algumasversões)

Em caso de necessidade de trans-porte de criança no banco dianteirodeve-se, desativar o air bag do ladodo passageiro.

Para desativar o air bag abrir a tampa localizada no console central,pressionando a parte de baixo damesma.

Algumas versões podem apresentarconsole central diferente, contudo, osistema de desativação do air bag dolado do passageiro tem o mesmo fun-cionamento.

Operar no interruptor somentecom o motor desligado e a chave deignição retirada.

O interruptor tem duas posições A e B-fig. 75.

A - Air bag lado do passageiro ativado: (posição ON A-fig. 75 ) com lâmpada-piloto no quadro deinstrumentos apagada.

B - Air bag do lado do passageirodesativado: (posição OFF B-fig. 75)com lâmpada-piloto no quadro deinstrumentos acesa.

A lâmpada-piloto no quadro deinstrumentos fica permanentementeacesa até a reativação do air bag dolado do passageiro.

Lembre-se de reativar imediata-mente o air bag assim que não formais transportar crianças.

A-44fig. 75 fig. 76

Page 55: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE A-45

Todos os menores, cujas caracterís-ticas físicas (idade, altura, peso) osimpeçam de utilizar os cintos desegurança com os quais o veículo éequipado originalmente, deverão serprotegidos por dispositivos de trans-porte de crianças apropriados (cadei-rinhas para bebês, bercinhos, traves-seiros etc.), seguindo rigorosamenteas instruções do fabricante do dispo-sitivo.

Se o veículo tiver sidoobjeto de roubo ou de tenta-tiva de roubo, se sofreu atos

de vandalismo, inundações ou alaga-mentos, mandar verificar o sistemaAIR BAG junto à Rede AssistencialFiat.

O sistema air bag tem uma vali-dade de 10 anos indicada em umaetiqueta adesiva colocada na tampado porta-luvas. Ao aproximar-se dadata de vencimento, dirigir-se à RedeAssistencial Fiat.

ADVERTÊNCIAS: no caso de umacidente no qual foi ativado o A I RB A G, recomenda-se não dirigir, esim, rebocar o veículo até à RedeAssistencial Fiat para substituir o dis-positivo e os cintos de segurança.

Não desligar a central eletrônicado chicote, nem mesmo desconectara bateria, estando a chave de igniçãona posição MAR, pois a centralmemoriza estas condições como ava-rias do sistema.

Todas as intervenções de controle,conserto e substituição do AIR BAGdevem ser efetuadas junto à RedeAssistencial Fiat.

Caso o veículo seja sucateado énecessário desativar o sistema juntoà Rede Assistencial Fiat.

Em caso de venda do veículo, é indispensável que o novo proprietá-rio conheça as modalidades de usoe as advertências acima indicadas eque receba o presente manual deUso e Manutenção original, ou queadquira o mesmo na Rede Assisten-cial Fiat.

PREDISPOSIÇÃOPARA INSTALAÇÃODO AUTO-RÁDIO

O auto-rádio deverá ser montadona respectiva sede prevista para estafinalidade, a qual é removida fazendopressão nas lingüetas de retenção in-dicadas A-fig. 77.

A predisposição é composta de:- cabo de alimentação do auto-

rádio C-fig. 78.- cabo para alto-falante dianteiro

(Palio, Siena e Strada) e traseiro B-fig.78 (Palio e Siena).

A-45

A

fig. 77

Page 56: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE A-46

- cabo com conector para antena A-fig. 78.

- alto-falantes na porta dianteira fig. 79.

- alto-falantes traseiros figs. 80 e 81(Palio e Siena).

- antena instalada no teto do veí-culo.

O B S E RVAÇÕES GERAIS SOBRE AINSTALAÇÃO DE SISTEMAS DE SOM

Recomenda-se a instalação dos modelos de auto-rádios originais (en-contrados em concessionárias), espe-cialmente projetados para proporc i o-nar uma perfeita integração estéticacom o painel de instrumentos do veí-culo.

A instalação dos auto-rádios origi-nais envolve a remoção de compo-nentes plásticos do painel e, portanto,é recomendável que este trabalho sejaconfiado às concessionárias da R e d eAssistencial Fiat.

A instalação de sistemas desom (auto-rádios, módulosde potência, CD Changers

etc.), que implique em alterações dascondições originais da instalação elé-trica e/ou em interferências nos siste-mas eletrônicos de bordo; além deprovocar o cancelamento da garantiados componentes envolvidos, podegerar anomalias de funcionamentocom risco de incêndio.

PREDISPOSIÇÃO PARA ALARME

Os veículos possuem predisposi-ção para instalação de alarme ele-trônico antifurto (cabos elétricos econectores).

Para instalação do sistema dirigir-se à Rede Assistencial Fiat.

A-46

fig. 78

fig. 79 fig. 80 fig. 81

Page 57: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE A-47

NO POSTO DEABASTECIMENTO

Os dispositivos antipoluentes exi-gem o uso exclusivo de gasolina semchumbo.

De acordo com regulamentação vi-gente estabelecida pela ANP ( A g ê n-cia Nacional de Petróleo) a gasolinanormalmente disponível no mercadobrasileiro não deve conter chumboem proporções que possam causardanos ao conversor catalítico dos au-tomóveis.

A adição de outro tipo degasolina no tanque (ex.: ga-solina de aviação), não ho-

mologada para uso automotivo, podeprovocar danos irreversíveis no con-versor catalítico.

Se o veículo estiver em trânsito poroutros países (Uruguai, Paraguai, Ar-gentina etc.), certifique-se de que oabastecimento seja feito somentecom gasolina, que não contém chum-bo em sua composição.

Nunca introduzir, nemmesmo em casos de emer-gência, a mínima quantidade

de gasolina com chumbo no tanque.

O conversor catalítico ine-ficiente provoca emissõesnocivas no escapamento,

com a conseqüente poluição do meioambiente.

Por motivos de segurança,assim como para garantir ofuncionamento correto do

sistema, a chave de ignição deverápermanecer desligada enquanto oveículo estiver sendo abastecido.

TA M PA DO RESERVATÓRIO DECOMBUSTÍVEL

A tampa do reservatório de com-bustível é hermética, sem respiro, afim de evitar o lançamento de vapores de combustível no meio am-biente, em atendimento à Resoluçãon° 18/86 do CONAMA.

Mantenha-a sempre bem fechada enão a substitua por outra de tipo dife-rente.

O combustível que escorreacidentalmente durante oabastecimento, além de ser

poluente, pode danificar a pintura doveículo na região do bocal de abaste-cimento, devendo ser evitado.

A-47

A

fig. 82 fig. 83

Page 58: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE A-48

O acesso à tampa de combustível éobtido abrindo a portinhola fig. 83 eobservando as seguintes instruções:

- segure a tampa e gire a chave nosentido anti-horário; prossiga girandoa tampa fig. 84 até o seu completo de-salojamento;

- após a retirada da tampa, encaixe-a no suporte existente na portinholafig. 85.

Não se aproximar do bocaldo tanque de combustívelcom fósforos ou cigarros

acesos, pois há perigo de incêndio.Evitar também aproximar demais orosto do bocal, para não inalar vapo-res nocivos.

ADVERTÊNCIA: os postos de com-bustíveis contam com bombas dedesligamento automático que, em al-guns casos, interrompem o abasteci-mento antes do completo enchi-mento do tanque do veículo. Se issoo c o r r e r, solicite a operação manualda bomba, de forma a introduzir notanque o combustível que falta paraatingir a sua capacidade máxima, as-sim como, possibilitar a efetiva indi-cação de tanque cheio no quadro deinstrumentos.

PROTEÇÃO DOMEIO AMBIENTE

A proteção do meio ambiente con-duziu o projeto e a realização dos veí-culos Fiat em todas as suas fases. Oresultado está na utilização de mate-riais e no aperfeiçoamento de disposi-tivos capazes de reduzir ou limitardrasticamente as influências nocivassobre o meio ambiente.

O Veículo Fiat está pronto para ro-dar com uma boa margem de vanta-gem sobre as mais severas normas an-tipoluição internacionais.

Alterações feitas no veículo com oobjetivo de aumentar o seu desempe-nho, tais como a retirada do catalisa-dor e/ou modificações no sistema deinjeção eletrônica, além de contribuí-rem para aumentar desnecessaria-mente a poluição atmosférica, podemresultar no cancelamento da garantiados componentes envolvidos.

A-48fig. 85fig. 84

Page 59: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE A-49

USO DE MATERIAIS NÃO NOCIVOSAO MEIO AMBIENTE

Nenhum componente do veículocontém amianto ou cádmio. Os com-ponentes espumados e o sistema dea r-condicionado não contêm CFC(Clorofluorcarbono), gás responsávelpela camada de ozônio.

DISPOSITIVOS PARA REDUZIR ASEMISSÕES

Conversor catalítico trivalente A-fig. 84

Monóxido de carbono, óxidos denitrogênio e hidrocarbonetos nãoqueimados são os principais compo-nentes nocivos dos gases de escapa-mento.

O conversor catalítico é um “labo-ratório” no qual uma porc e n t a g e mmuito alta destes componentes trans-forma-se em substâncias inócuas.

A transformação é auxiliada pelapresença de minúsculas partículas demetais nobres presentes no corpo decerâmica, fechado pelo recipientemetálico de aço inoxidável.

A retirada do conversorcatalítico, além de não con-tribuir para aumentar o

desempenho do veículo, ocasionapoluição desnecessária e constituium claro desrespeito à legislaçãoambiental para veículos automoto-res.

Sonda Lambda (sensor de oxigênio)

Todas as versões estão equipadascom a sonda lambda, pois estagarante o controle da relação exatada mistura ar/gasolina, fundamentalpara o correto funcionamento domotor e do catalisador.

Sistema antievaporação

Sendo impossível, mesmo com omotor desligado, impedir a formaçãodos vapores de gasolina, o sistema osmantêm armazenados num recipienteespecial de carvão ativado, de ondesão aspirados e queimados durante ofuncionamento do motor.

Ruídos veicularesEste veículo está em conformidade

com a legislação vigente de controleda poluição sonora para veículosautomotores.

Limite máximo de ruído para fisca-lização de veículo em circulação (veí-culo parado segundo Resolução n°01/93 do CONAMA):

Palio 1.0 8V FIRE ................ 84,5 dB

Siena 1.0 8V FIRE .................. 84,4 dB

Strada 1.3 8V FIRE ................ 80,0 dB

É importante o seguimento do“Serviço Periódico de Manutenção”,para que o veículo permaneça dentrodos padrões antipoluentes.

A-49

A

fig. 84

Page 60: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE A-50

Trafegar com o sistema deescapamento modificado oudanificado, além de aumen-

tar consideravelmente o nível deruído do veículo (poluição sonora),constitui uma infração ao CódigoNacional de Trânsito.

Não jogue pontas de cigar-ro para fora da janela. Alémde evitar incêndios e quei-

madas, você estará evitando a conta-minação do solo.

O lixo que é jogado na ruacoloca em risco as geraçõesfuturas devido ao altíssimo

tempo de decomposição de determi-nados materiais.

DESTINAÇÃO DE BATERIAS

Todo consumidor/usuário final éobrigado a devolver sua bateria usadaa um ponto de venda (ResoluçãoCONAMA 257/99 de 30/06/99).

Reciclagem obrigatória:

Não descarte a bateria nolixo.

Devolva a bateria usada aorevendedor no ato da troca.

Composição básica: chumbo, ácidosulfúrico diluído e plástico.

Os pontos de venda são obrigadosa aceitar a devolução de sua bateriausada, bem como armazená-la em local adequado e devolvê-la ao fabri-cante para reciclagem.

Riscos do contato com a soluçãoácida e com o chumbo

Quando a solução ácida e o chum-bo contidos na bateria são descarta-dos na natureza de forma incorreta,poderão contaminar o solo, o subsoloe as águas, bem como causar riscos àsaúde do ser humano.

No caso de contato acidental comos olhos ou com a pele, lavar imedia-tamente com água corrente e procu-rar orientação médica.

A-50

Page 61: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

USO DE MATERIAIS NÃO NOCIVOSAO MEIO AMBIENTE

Nenhum componente do veículocontém amianto ou cádmio. Os com-ponentes espumados e o sistema dear-condicionado não contêm CFC(Clorofluorcarbono), gás responsávelpela camada de ozônio.

DISPOSITIVOS PARA REDUZIR ASEMISSÕES

Conversor catalítico trivalente A-fig. 84

Monóxido de carbono, óxidos denitrogênio e hidrocarbonetos nãoqueimados são os principais compo-nentes nocivos dos gases de escapa-mento.

O conversor catalítico é um “labo-ratório” no qual uma porcentagemmuito alta destes componentes trans-forma-se em substâncias inócuas.

A transformação é auxiliada pelapresença de minúsculas partículas demetais nobres presentes no corpo decerâmica, fechado pelo recipientemetálico de aço inoxidável.

A retirada do conversorcatalítico, além de não con-tribuir para aumentar o

desempenho do veículo, ocasionapoluição desnecessária e constituium claro desrespeito à legislaçãoambiental para veículos automoto-res.

Sonda Lambda (sensor de oxigênio)

Todas as versões estão equipadascom a sonda lambda, pois estagarante o controle da relação exatada mistura ar/gasolina, fundamentalpara o correto funcionamento domotor e do catalisador.

Sistema antievaporação

Sendo impossível, mesmo com omotor desligado, impedir a formaçãodos vapores de gasolina, o sistema osmantêm armazenados num recipienteespecial de carvão ativado, de ondesão aspirados e queimados durante ofuncionamento do motor.

Ruídos veicularesEste veículo está em conformidade

com a legislação vigente de controleda poluição sonora para veículosautomotores.

Limite máximo de ruído para fisca-lização de veículo em circulação (veí-culo parado segundo Resolução n°01/93 do CONAMA):

Palio 1.0 8V FIRE ................ 84,5 dB

Siena 1.0 8V FIRE .................. 84,4 dB

Strada 1.3 8V FIRE ................ 80,0 dB

É importante o seguimento do“Serviço Periódico de Manutenção”,para que o veículo permaneça dentrodos padrões antipoluentes.

A-49

A

fig. 84

4E08

46BR

Page 62: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Trafegar com o sistema deescapamento modificado oudanificado, além de aumen-

tar consideravelmente o nível deruído do veículo (poluição sonora),constitui uma infração ao CódigoNacional de Trânsito.

Não jogue pontas de cigar-ro para fora da janela. Alémde evitar incêndios e quei-

madas, você estará evitando a conta-minação do solo.

O lixo que é jogado na ruacoloca em risco as geraçõesfuturas devido ao altíssimo

tempo de decomposição de determi-nados materiais.

DESTINAÇÃO DE BATERIAS

Todo consumidor/usuário final éobrigado a devolver sua bateria usadaa um ponto de venda (ResoluçãoCONAMA 257/99 de 30/06/99).

Reciclagem obrigatória:

Não descarte a bateria nolixo.

Devolva a bateria usada aorevendedor no ato da troca.

Composição básica: chumbo, ácidosulfúrico diluído e plástico.

Os pontos de venda são obrigadosa aceitar a devolução de sua bateriausada, bem como armazená-la em local adequado e devolvê-la ao fabri-cante para reciclagem.

Riscos do contato com a soluçãoácida e com o chumbo

Quando a solução ácida e o chum-bo contidos na bateria são descarta-dos na natureza de forma incorreta,poderão contaminar o solo, o subsoloe as águas, bem como causar riscos àsaúde do ser humano.

No caso de contato acidental comos olhos ou com a pele, lavar imedia-tamente com água corrente e procu-rar orientação médica.

A-50

Page 63: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Para utilizar seu veículo Fiat do melhor modo possí-vel, para não danificá-lo e, principalmente, para poderaproveitar todas as suas qualidades, neste capítulo sugeri-mos “o que fazer, o que não fazer e o que evitar”.

Trata-se, na maior parte dos casos, de comportamen-tos válidos também para outros veículos. Em outros, podetratar-se de detalhes de funcionamento exclusivos do FiatPalio, do Siena e da pick-up Strada. Assim, é preciso pres-tar muita atenção neste capítulo também, para conhecer ocomportamento na direção e no uso que lhe permitirãodesfrutar ao máximo do seu veículo.

PARTIDA DO MOTOR. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-1ESTACIONAMENTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-3USO DO CÂMBIO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-4DIRIGIR COM SEGURANÇA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-4DIRIGIR COM ECONOMIA E RESPEITANDO O MEIO AMBIENTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-9ENGATE PARA REBOQUES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-14LONGA INATIVIDADE DO VEÍCULO . . . . . . . . . . . B-15CONTROLES FREQÜENTES E ANTES DE VIAGENS LONGAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-16ACESSÓRIOS COMPRADOSPELO USUÁRIO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-16

B

B

USO CORRETO DO VEÍCULO

Page 64: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PARTIDA DOMOTOR

É perigoso deixar o motorfuncionando em local fecha-do. O motor consome oxigê-

nio e libera gás carbônico, monóxidode carbono e outros gases tóxicos.

Não é necessário pisar noacelerador para dar partidano motor.

Com o motor em movi-mento, não tocar nos cabosde alta tensão (cabos das

velas).

Antes de dar partida no motor1) Verificar se o freio de mão está

engatado.2) Colocar a alavanca do câmbio

em ponto morto.3) Pisar a fundo no pedal da

embreagem, sem pisar no acelerador.4) Girar a chave de ignição para a

posição AVV e soltá-la assim que omotor der partida.

Se o motor não funcionar na pri-meira tentativa, é necessário repor achave na posição STOP antes de ten-tar de novo.

Nas versões equipadas com FIATCODE se, com a chave na posiçãoMAR, a lâmpada-piloto ¢ ficar acesajunto com a lâmpada-piloto , aconse-lha-se repor a chave na posição STOPe, depois, de novo em MAR; se a lâm-pada-piloto continuar acesa, tentar apartida de novo com a outra chavefornecida.

Se, ainda assim, não conseguir ligaro motor, recorrer à partida de emer-gência (ver Partida de emergência nocapítulo “Em emergência”) e dirigir-seà Rede Assistencial Fiat.

ADVERTÊNCIA: com o motor des-ligado, não deixar a chave de igniçãona posição MAR.

COMO AQUECER O MOTORDEPOIS DA PARTIDA

- Colocar o carro em movimentolentamente, deixando o motor emregime médio, sem aceleradas ruscas.

- Evitar exigir, desde os primeirosquilômetros, o máximo de desempe-nho.

ADVERTÊNCIA: não aquecer omotor em marcha lenta antes de partir, a não ser que a temperaturaexterna esteja muito baixa e, mesmoneste caso, não por mais de 30 segun-dos.

B-1

B

Page 65: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PARTIDA COM MOTOR QUENTE

Para dar partida com o motor quen-te, aconselha-se manter a chave emMAR por alguns segundos antes degirá-la para AVV.

Essa operação fará a bomba elétricade combustível funcionar antes domotor, possibilitando uma partidamais rápida.

ADVERTÊNCIA: não deixar omotor em marcha lenta antes de par-tir, a não ser que a temperaturaexterna esteja muito baixa, e mesmoneste caso, não por mais de 30 segun-dos.

PARTIDA DE EMERGÊNCIA

Se o sistema FIAT CODE não reco-nhecer o código transmitido pelachave de ignição (lâmpada-piloto ¢no quadro de instrumentos acesa comluz fixa), é possível efetuar a partidade emergência utilizando o código doCODE card. Consultar capítulo “Ememergência”.

Para os veículos catalisa-dos deve ser completamenteevitado a partida com

empurrão, reboque ou aproveitandoas descidas. Essas manobras pode-riam causar o afluxo de combustívelno conversor catalítico e danificá-loirremediavelmente.

Lembre-se que, enquantoo motor não funcionar, o ser-vofreio e a direção hidráuli-

ca não são ativados, sendo necessárioexercer um esforço muito maiortanto no pedal do freio como novolante.

PARA DESLIGAR O MOTOR

Com o motor em marcha lenta,girar a chave de ignição para a posi-ção STOP.

A “pisada no acelerador”antes de desligar o motornão serve para nada, e

causa um consumo inútil de com-bustível, além de ser prejudicial.

ADVERTÊNCIA: depois de um per-curso desgastante, melhor deixar omotor em marcha lenta antes de des-ligá-lo, para que a temperatura domotor se abaixe.

B-2

Page 66: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

ESTACIONAMENTO

Desligar o motor, puxar ofreio de mão, engatar a 1ªmarcha e deixar as rodas

viradas em direção ao meio-fio(guias) do passeio. Se o veículo esti-ver estacionado em uma descidaíngreme, aconselha-se também a tra-var as rodas com um calço.

Não deixar a chave de ignição naposição MAR, para não descarregar abateria.

Ao descer do veículo, tirar semprea chave do contato.

Nunca deixe crianças sozi-nhas no veículo.

Observação: o indicador do nívelde combustível possui um circuitoeletrônico de amortecimento, quetem a função de neutralizar as oscila-ções do ponteiro que poderiam sercausadas pela movimentação docombustível dentro do tanque.

Portanto, se no momento da partidao veículo se encontrava estacionadoem posição inclinada (subida ou des-cida), a indicação fornecida pelo pon-teiro pode levar até 2 minutos para seratualizada.

FREIO DE MÃO fig. 1

A alavanca do freio de mão estásituada entre os bancos dianteiros.

Para acionar o freio de mão, puxara alavanca para cima até travar nodente necessário para imobilizarcompletamente o veículo.

ADVERTÊNCIA: independente dosprazos constantes da tabela do“Plano de manutenção programada”,e sem prejuízo destes, sempre que forrequerido maior esforço para aciona-mento do freio de mão de seu veícu-lo, leve-o à Rede Assistencial Fiatpara efetuar a regulagem.

Com o freio de mão acionado e achave de ignição na posição MAR, noquadro de instrumentos ilumina-se alâmpada-piloto x.

Para desengatar o freio de mão:1) Levantar levemente a alavanca e

apertar o botão de desengate A-fig.1.

2) Manter apertado o botão e abai-xar a alavanca. A lâmpada-piloto xapaga-se.

B-3

B

fig. 14E

1157

BR

Page 67: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

USO DO CÂMBIO Para engrenar as marchas, pisar a

fundo no pedal da embreagem e pôr aalavanca do câmbio em uma dasposições do esquema na fig. 2 (oesquema também está indicado nopomo da alavanca).

Para engrenar a marcha a ré (R), (oveículo deve estar parado e em pontomorto), pisar no pedal da embreagematé o fim do curso, aguardar algunssegundos e, só então, deslocar a ala-vanca, partindo da posição neutra,puxando para cima o dispositivo ini-bidor de ré A e, ao mesmo tempo,deslocar a alavanca para a direita epara trás.

Velocidades para troca de marchas

Para se obter máxima economia,recomendamos observar os seguinteslimites de velocidades para trocas demarchas:

Palio Siena Strada1.0 8V 1.0 8V 1.3 8VFIRE FIRE FIRE

1ª ➡ 2ª 25 25 20

2ª ➡ 3ª 40 40 35

3ª ➡ 4ª 65 65 50

4ª ➡ 5ª 72 72 65

Para mudar as marchascorretamente, é necessáriopisar a fundo no pedal da

embreagem. Por isso, o piso sob ospedais não deve ter obstáculos.Verificar se os tapetes estão semprebem estendidos e não interferem nodeslocamento dos pedais, diminuin-do o seu curso.

DIRIGIR COMSEGURANÇA

Ao projetar o veículo, a Fiat traba-lhou com empenho para obter umveículo capaz de garantir a máximasegurança aos passageiros. No entan-to, o comportamento de quem dirigeé sempre um fator decisivo para asegurança nas estradas.

A seguir, você vai encontrar algu-mas regras simples para viajar comsegurança em diversas condições.Com certeza, muitas serão já conhe-cidas, mas, de qualquer forma, seráútil ler tudo com atenção.

ANTES DE SAIR COM O VEÍCULO

- Verifique o correto funcionamen-to das luzes e dos faróis.

- Regule bem a posição do banco,do volante e dos espelhos retroviso-res, para obter a posição melhor paradirigir.

B-4fig. 2

4E11

58BR

Page 68: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

- Regule com cuidado os apóia-cabeças de modo que a nuca, e não opescoço, seja apoiada neles.

- Certifique-se que nada (tapetes,etc.) impeça o movimento e o cursodos pedais.

- Verifique se os eventuais sistemasde proteção das crianças (porta-bebês, bercinhos etc.) estão fixadoscorretamente no banco traseiro. Nãouse o banco dianteiro para o transpor-te de crianças.

- Coloque com cuidado objetos noporta-malas para evitar que uma frea-da brusca possa jogá-los para a frente.

- Evite ingerir alimentos pesadosantes de viajar. Uma alimentaçãoleve, de fácil digestão, ajuda a manteros reflexos rápidos. Evite, principal-mente, bebidas alcoólicas.

Periodicamente, lembre-se de fazeros controles citados em “Controlesfreqüentes e antes de viagens longas”,neste capítulo.

ADVERTÊNCIA: nunca transporteno veículo reservatórios suplementa-res de combustível, uma vez que, emcaso de vazamento ou acidente,poderiam explodir ou incendiar-se.

Nunca encha galões de combustí-vel no interior do veículo ou sobre acaçamba, pois a eletricidade estáticae os vapores de combustível dosgalões podem provocar explosão eincêndio.

EM VIAGEM

- A primeira regra para dirigir comsegurança é a prudência.

- Prudência também significa estarem condições de prever um compor-tamento incorreto ou imprudente dosoutros motoristas.

- Siga rigorosamente as regras doCódigo Nacional de Trânsito e, princi-palmente, respeite os limites de velo-cidade.

- Certifique-se sempre que, além devocê, todos os outros passageiros doveículo também estejam usando oscintos de segurança e que as criançassejam transportadas com sistemasespecíficos.

Não dirija em estado deembriaguez alcoólica ou sobefeito de medicamentos.

Use sempre os cintos desegurança, e certifique-se deque os passageiros também

façam o mesmo. Viajar sem o uso doscintos aumenta o risco de lesões gra-ves, ou de morte, em caso de aciden-te, e ainda é uma infração.

B-5

B

fig. 34E

0190

BR

Page 69: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

- Viagens longas devem ser feitasem boas condições físicas.

- Não dirija por muitas horas con-secutivas; efetue paradas periódicaspara fazer um pouco de movimento erevigorar o físico.

- Troque constantemente o ar noveículo.

- Nunca percorra descidas com omotor desligado; não tendo o auxíliodo freio motor e do servofreio, a açãode frenagem requer um esforço muitomaior no pedal.

DIRIGIR À NOITE

Aqui estão as principais indicaçõesa seguir quando viajar à noite.

- Dirija com prudência especial, jáque, à noite, as condições de direçãosão mais difíceis.

- Reduza a velocidade, principal-mente em estradas sem iluminação.

- Aos primeiros sinais de sonolên-cia, pare o veículo em local seguro.Prosseguir seria um risco para simesmo e para os outros. Continue aviagem só depois de ter descansadobastante.

- Mantenha uma distância de segu-rança em relação aos veículos dafrente, maior do que a que manteriadurante o dia. É difícil avaliar a velo-cidade dos outros veículos quando sóas luzes são visíveis.

- Verifique a correta orientação dosfaróis; se estiverem baixos demais,reduzem a visibilidade e cansam avista. Se estiverem altos demais,podem atrapalhar os motoristas dosoutros veículos.

- Use os faróis altos somente foradas cidades e quando tiver certezaque não atrapalharão os outros moto-ristas.

- Cruzando com um outro veículo,passe, com bastante antecedência,dos faróis altos (se estiverem acesos)aos baixos.

- Mantenha luzes e faróis limpos.- Fora da cidade, atenção para com

a travessia de animais.

B-6fig. 4

4E08

51BR

Page 70: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

DIRIGIR COM CHUVA

A chuva e as estradas molhadas significam perigo.

Em uma estrada molhada, todas asmanobras são mais difíceis, pois oatrito das rodas no asfalto é reduzidoconsideravelmente. Conseqüentemente,os espaços para frear aumentammuito e a aderência na estrada diminui.

Aqui estão alguns conselhos aseguir em caso de chuva:

- Reduza a velocidade e mantenhauma distância de segurança maiordos veículos da frente.

- Se estiver chovendo muito forte, avisibilidade também é reduzida.Nestes casos, mesmo se for dia, acen-da os faróis baixos para tornar-se maisvisíveis aos outros.

- Não atravesse poças em alta velo-cidade e segure bem o volante. Umapoça atravessada em alta velocidadepode provocar a perda de controle doveículo (aquaplanagem).

- Coloque os comandos de ventila-ção na função de desembaçamento(ver capítulo “Conhecimento do veí-culo”), para não ter problemas de visi-bilidade.

- Verifique, de vez em quando, ascondições das palhetas dos limpado-res do pára-brisa.

A passagem em poçasd’água muito profundas, ouem ruas alagadas, pode oca-

sionar graves danos ao motor do veí-culo.

DIRIGIR NA NEBLINA

- Se a neblina for densa, evitar, oquanto possível, viajar.

Em caso de dirigir com névoa,neblina uniforme ou possibilidade debanco de neblina:

- Mantenha uma velocidade mode-rada.

- Acenda, mesmo durante o dia, osfaróis baixos e os eventuais faróisauxiliares dianteiros. Não use osfaróis altos.

- Coloque os comandos de ventila-ção na função de desembaçamento(ver capítulo “Conhecimento do veí-culo”), para não ter problemas de visi-bilidade.

B-7

B

fig. 5

4E08

52BR

fig. 6

4E08

33BR

Page 71: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

- Lembre-se que a presença deneblina também causa umidade noasfalto, o que dificulta qualquermanobra e aumenta a distância dosespaços da frenagem.

- Mantenha uma grande distânciade segurança do veículo da frente.

- Evite, ao máximo, variaçõesrepentinas de velocidade.

- Evite, se possível, ultrapassaroutros veículos.

Em caso de parada forçada do veícu-lo (avarias, impossibilidade de prosse-guir por causa de má visibilidade etc.),antes de mais nada, tente parar fora dasfaixas de rodagem. Em seguida, acendaas luzes de emergência e, se possível,os faróis baixos. Toque a buzina repeti-damente se perceber a aproximação deum outro veículo.

DIRIGIR EM MONTANHA

- Em estradas em descida, use ofreio motor, engrenando marchas for-tes, para não superaquecer os freios.

- Não percorra, em hipótese algu-ma, descidas com o motor desligadoou em ponto morto, e muito menoscom a chave tirada do contato.

- Dirija com velocidade mode-rada, evitando “cortar” as curvas.

- Lembre-se que a ultrapassagemem subida é mais lenta e, por isso,requer mais estrada livre. Ao ser ultra-passado em subida, facilite a ultrapas-sagem do outro veículo.

DIRIGIR COM O ABS

O ABS é um equipamento do siste-ma de frenagem que dá, essencial-mente, duas vantagens:

1) Evita o bloqueio e o conseqüen-te deslizamento das rodas nas freadasde emergência e, principalmente, emcondições de pouca aderência.

2) Permite frear e virar ao mesmotempo, para evitar eventuais obstácu-los repentinos, ou para dirigir o veículopara onde quiser durante a frenagem;isto compativelmente com os limitesfísicos de aderência lateral do pneu.

Para usufruir do ABS da melhormaneira:

- Nas freadas de emergência oucom pouca aderência, percebe-seuma leve pulsação no pedal do freio:é sinal que o ABS está funcionando.Não solte o pedal, mas continue aapertar para que a ação de frenagemcontinue.

B-8fig. 7

4E08

53BR

Page 72: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

O ABS impede o bloqueio dasrodas, mas não aumenta os limitesfísicos de aderência entre pneus eestrada. Assim, mesmo com veículoequipado com ABS, respeite a distân-cia de segurança dos veículos da fren-te e diminua a velocidade no começodas curvas.

O ABS serve para aumen-tar o controle do veículo,não para ir mais rápido.

DIRIGIR COM ECONOMIA E RESPEITANDO OMEIO AMBIENTE

A proteção do meio ambiente é umdos princípios que conduziram a rea-lização dos veículos Fiat. Os disposi-tivos antipoluentes desenvolvidos dãoresultados muito além das normasvigentes.

Entretanto, o meio ambiente nãopode ficar sem o maior cuidado daparte de cada um.

O motorista, seguindo regras sim-ples, pode evitar danos ao meioambiente e, ao mesmo tempo, dimi-nuir o consumo de combustível.

A este respeito, são citadas, aseguir, muitas indicações úteis queunem-se àquelas identificadas pelosímbolo #, presentes em várias partesdo manual.

O conselho, tanto para as primeirascomo para as últimas, é de ler tudocom atenção.

PROTEÇÃO DOS DISPOSITIVOSQUE REDUZEM AS EMISSÕES

O correto funcionamento dos dis-positivos antipoluentes não só garan-te o respeito ao meio ambiente, masinflui também no rendimento do veí-culo. Assim, manter em boas condi-ções estes dispositivos é a primeiraregra para uma direção ao mesmotempo ecológica e econômica.

A primeira precaução é seguir cui-dadosamente o plano de ManutençãoProgramada.

Para os motores a gasolina, usesomente gasolina sem chumbo.

Se a partida for difícil, não insistacom tentativas prolongadas. Evite,principalmente, empurrar, rebocar ouusar descidas; são todas manobrasque podem danificar o conversorcatalítico. Use somente uma bateriaauxiliar (ver “Partida com bateriaauxiliar” no capítulo “Em emergên-cia”).

Se, durante a marcha, o motor nãofuncionar bem, prossiga reduzindo aomínimo indispensável a exigência dedesempenho do motor e dirija-se,logo que puder, à Rede AssistencialFiat.

B-9

B

Page 73: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Quando acender a lâmpada-pilotode reserva de combustível, abastecerassim que for possível. Um baixonível do combustível poderia causaruma alimentação irregular do motor,e como conseqüência, possíveisdanos ao conversor catalítico.

Não ligar o motor, mesmo que sópara testar, com uma ou mais velasdesligadas.

Não aquecer o motor em marchalenta antes de partir, a não ser que atemperatura externa esteja muitobaixa e, mesmo neste caso, não pormais de 30 segundos.

A retirada do conversorcatalítico, além de não con-tribuir para aumentar o

desempenho do veículo, ocasionapoluição desnecessária e constituium claro desrespeito à legislaçãoambiental para veículos automoto-res.

No seu funcionamentonormal, o conversor catalíti-co atinge elevadas tempera-

turas. Assim, não estacione o veículosobre material inflamável (grama,folhas secas, folhas de pinheiro etc.):pois há perigo de incêndio.

Não instale outros anteparos decalor e nem remova os existentescolocados sobre o conversor catalíti-co e o tubo de escapamento.

Não borrifar nenhum produto sobreo conversor catalítico, a sonda lambdae o tubo de escapamento.

A falta de respeito a estesprocedimentos pode causarriscos de incêndio.

OUTROS CONSELHOS

- Não aquecer o motor com o veí-culo parado; neste estado o motor seaquece muito mais devagar, aumen-tando consumos e emissões. Assim, émelhor partir lentamente, evitandoregimes de rotação elevados.

- Assim que as condições do trânsi-to e a estrada o permitirem, utilizaruma marcha mais alta.

- Evitar acelerações quando estiverparado em semáforos ou antes de des-ligar o motor.

- Manter uma velocidade uniformeo quanto possível, evitando freadas earranques supérfluos que gastamcombustível e aumentam claramenteas emissões.

- Desligar o motor em paradas pro-longadas.

- Controlar periodicamente a pres-são dos pneus. Se a pressão estivermuito baixa, o consumo de combustí-vel aumenta.

B-10

Page 74: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

- Remover o bagageiro do tetoquando não for usado. Este acessóriodiminui consideravelmente a penetra-ção aerodinâmica do veículo.

- Utilizar os dispositivos elétricossomente pelo tempo necessário. Aexigência de corrente aumenta o con-sumo de combustível.

Não jogue resíduos ourecipientes vazios na rua,mantenha dentro do veículo

um saco plástico para guardá-los atéque possa descartá-los em uma lixei-ra apropriada. Esta prática ajuda amanter as ruas mais limpas, evitandoo entupimento dos esgotos e reduzin-do, assim, o perigo das enchentescausadas pelas fortes chuvas deverão.

Trafegar com o sistema deescapamento modificado oudanificado, além de aumen-

tar consideravelmente o nível deruído do veículo (poluição sonora),constitui uma infração ao CódigoNacional de Trânsito.

CONTENÇÃO DOS GASTOS DEUTILIZAÇÃO E DA POLUIÇÃOAMBIENTAL

A seguir, são fornecidas algumassugestões que permitem obter umaeconomia de utilização do veículo eum comportamento ecologicamenteadequado.

CONSIDERAÇÕES GERAIS

Manutenção do veículo

As condições de manutenção doveículo representam um fator muitoimportante, que incide diretamentesobre o consumo de combustível, atranqüilidade de marcha e a própriavida útil do veículo. Por este motivo,é oportuno cuidar da manutençãofazendo com que o veículo passepelas revisões e operações de manu-tenção previstas no “Plano deManutenção Programada”.

Pneus

Controlar periodicamente a pressãode ar dos pneus em intervalos nãosuperiores a 4 semanas; se a pressãoestiver muito baixa, o consumo decombustível aumenta quanto maiorfor a resistência ao rolamento. Éimportante ressaltar, nestas condi-ções, o desgaste natural dos pneus éacelerado, piorando também o com-portamento do veículo e, conseqüen-temente, a segurança de marcha.

Cargas inúteis

Não viajar com excesso de carga.O peso do veículo (sobretudo no trân-sito urbano), influencia fortemente oconsumo e a estabilidade.

B-11

B

fig. 8

4E08

54BR

Page 75: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Equipamentos elétricos

Utilizar os dispositivos elétricossomente pelo tempo necessário. Osfaróis auxiliares, o limpador de pára-brisa e o eletroventilador do sistemade aquecimento e ventilação reque-rem, para o seu funcionamento, umaquantidade de energia adicional quepode aumentar o consumo de com-bustível do veículo em até 25%, emtrechos urbanos.

Ar-condicionado

Exerce forte influência no consumode combustível do veículo (aproxima-damente 20% a mais). Quando a tem-peratura externa o permitir, utilizarsomente o sistema de renovação de arnatural do veículo.

Acessórios aerodinâmicos

Os acessórios aerodinâmicos nãocertificados durante o desenvolvi-mento do veículo podem, na realida-de, penalizar o consumo e o própriocoeficiente aerodinâmico original.

MODO DE DIRIGIR

Partida

Não aquecer o motor em marchalenta ou em regimes elevados de rota-ção, pois, nestas condições, o motorirá aquecer muito lentamente, aumen-tando o consumo e a emissão de po-luentes. É aconselhável partir logo,porém lentamente, evitando rotaçõeselevadas de forma a aquecer o motorcom o veículo em movimento.

Procedimentos inúteis

Evitar golpes de acelerador quando oveículo estiver parado em um semáforoou antes de desligar o motor. Este últi-mo procedimento, assim como a acele-ração entre marchas, é absolutamenteinútil nos veículos modernos, além deprovocar aumento do consumo e polui-ção ambiental desnecessários.

Troca de marchas

Tão logo as condições do trânsito opermitam, utilizar as marchas maisaltas. O uso de marchas baixas paraobter uma boa resposta do motor pro-voca aumento inevitável do consu-mo. Da mesma forma, a insistênciaem manter marchas altas em trechosde baixa velocidade, além de aumen-tar o consumo e a emissão de poluen-tes, acelera o desgaste do motor.

B-12fig. 9

4E08

35BR

Page 76: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Veículos com direção hidráulica

Nos veículos dotados comdireção hidráulica, não viraro volante até o fim de curso

(seja para a direita ou para a esquer-da) por mais de 15 segundos, sobpena de danificar o sistema.

Velocidade máxima

O consumo de combustível aumen-ta proporcionalmente em relação àvelocidade que o veículo desenvolve;como exemplo, pode-se dizer quepassando de 90 a 120 km/h, o incre-mento de consumo de combustível éde aproximadamente 30%.

Tentar manter uma velocidade uni-forme, dentro do possível, evitandofreadas e retomadas desnecessárias,que consomem combustível e aumen-tam, simultaneamente, a emissão depoluentes. Aconselha-se a adotar ummodo de dirigir prudente, tratando deantecipar as manobras para evitarperigo iminente e de respeitar a dis-tância de segurança em relação aosveículos que trafegam logo a frente.

Aceleração

Acelerar o motor de forma violenta,induzindo-o a funcionar em rotaçõeselevadas, penaliza notavelmente oconsumo de combustível, as emissõesde poluentes e a própria durabilidadedo mesmo; convém acelerar gradual-mente e não ultrapassar o regime detorque máximo do motor.

Condições de utilização

Trajetos muito curtos e partidas fre-qüentes com o motor frio não permi-tem que o motor atinja a temperaturaideal de funcionamento, além de sig-nificar um incremento de consumo ede emissão de substâncias nocivas daordem de 15 a 30%.

B-13

B

fig. 11

4E08

36BR

fig. 10

4E08

55BR

Page 77: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Situação do trânsito e condição dasvias e estradas

O consumo elevado de combustí-vel está ligado diretamente a situa-ções de trânsito intenso, sobretudonas grandes cidades, onde se trafegadurante a maior parte do tempo utili-zando marchas baixas e as paradasem semáforos são muito freqüentes.

Também os percursos sinuosos,como estradas de montanha, ou tre-chos em mau estado de conservação,influeciam negativamente o consu-mo.

Paradas ou interrupções de trânsito.

Durante as paradas prolongadas,motivadas por trânsito interrompido,o melhor a fazer é desligar o motor.

ENGATE PARA REBOQUES

ADVERTÊNCIAS

Para efetuar reboques, o veículodeve estar equipado com um engatepara reboque homologado e com sis-tema elétrico adequado.

Lembre-se que um reboque reduz acapacidade máxima de superar acli-ves (rampas).

Nos percursos em descida, engataruma marcha forte em vez de usarsomente o freio.

O peso que o reboque exerce noengate para reboque do veículoreduz, da mesma maneira, a capaci-dade de carga do próprio veículo.

Para ter certeza de não superar opeso máximo rebocável, é precisolevar em consideração o peso doreboque com carga completa, incluí-dos os acessórios e as bagagens pes-soais.

Respeitar os limites de velocidadeespecíficos de cada país para os veí-culos com reboque.

Não modificar, de maneira alguma,o sistema de frenagem do veículopara o comando do freio do reboque.O sistema de frenagem do reboquedeve ser totalmente independente dosistema hidráulico do veículo.

INSTALAÇÃO DO ENGATE PARAREBOQUE

O dispositivo de reboque deve serfixado à carroceria unicamente porpessoal autorizado, seguindo as indi-cações e respeitando as seguintesespecificações:

- Engate esférico para acoplamentomecânico conforme norma vigenteABNT.

- Conexão elétrica conforme normavigente ABNT.

B-14fig. 12

Page 78: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Em todas as versões se deve utilizarum dispositivo de reboque apropria-do ao valor do peso que o veículopode rebocar.

Atenção: recomenda-se exclusi-vamente a utilização de engatepara reboque genuíno Fiat, o qual,se disponível para o modelo de seuveículo, pode ser adquirido e insta-lado na Rede Assistencial Fiat.

LONGA INATIVIDADE DO VEÍCULO

Se o veículo tiver que ficar paradopor mais de um mês, tomar estas pre-cauções:

- colocar o veículo num lugarcoberto, seco e possivelmente arejado;

- engrenar uma marcha;- certificar-se que o freio de mão

não esteja puxado;- desligar os bornes dos pólos da

bateria (retirar primeiro o borne nega-tivo) e controlar o estado de carga damesma. Durante o tempo em que oveículo ficar parado, este controleterá que ser feito mensalmente.Recarregar se a tensão estiver abaixode 12,5V.

- limpar e proteger as partes pinta-das aplicando ceras protetoras;

- limpar e proteger as partes metáli-cas brilhantes com produtos espe-ciais;

- polvilhar talco nas palhetas deborracha do limpador do pára-brisa edo limpador do vidro traseiro e deixá-las afastadas dos vidros;

- abrir um pouco os vidros;- cobrir o veículo com uma capa de

tecido ou de plástico perfurado. Nãousar encerados de plástico compactoque não deixam evaporar a umidadepresente na superfície do veículo;

- calibrar os pneus com uma pres-são de +0,5 bar em relação à normal-mente indicada e controlá-la periodi-camente;

- não esvaziar o sistema de refrige-ração do motor.

B-15

B

fig. 134E

0832

BR

Page 79: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

CONTROLES FREQÜENTES EANTES DE VIAGENSLONGAS

A cada 500 km, ou antes de viagenslongas controlar:

- pressão e estado dos pneus;- nível do líquido da bateria;- nível do óleo do motor;- nível do líquido de arrefecimento

do motor e estado do sistema;- nível do líquido dos freios; - nível do líquido do lavador do

pára-brisa;- nível do líquido da direção

hidráulica.

ACESSÓRIOS COMPRADOS PELOUSUÁRIO

RADIOTRANSMISSORES E TELEFO-NES CELULARES

Os telefones celulares e outros apa-relhos radiotransmissores (por exem-plo PX) não podem ser usados dentrodo veículo, a menos que se use umaantena separada montada fora do veí-culo.

ADVERTÊNCIA: o uso de telefonescelulares, transmissores PX ou simila-res dentro do veículo (sem antenaexterna) produz campos eletromag-néticos de radiofreqüência que,amplificados pelos efeitos de resso-nância dentro do habitáculo, podemcausar, além dos potenciais danospara a saúde dos passageiros, disfun-ções dos sistemas eletrônicos com osquais o veículo está equipado quepodem comprometer a segurança domesmo.

Além disso, a eficiência de trans-missão e de recepção destes apare-lhos pode sofrer interferências devi-do à carroceria do veículo.

ADVERTÊNCIA: quando da utiliza-ção destes acessórios, tenha presenteas determinações do CódigoNacional de Trânsito.

B-16

Page 80: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

As páginas seguintes foram elaboradas especial-mente para socorrê-lo em situações de emergênciascom seu veículo.

Como você verá, foram considerados alguns incon-venientes e, para cada um deles, é sugerido o tipo deintervenção que você pode efetuar pessoalmente. Nocaso de contratempos mais sérios, porém, é necessáriodirigir-se à Rede Assistencial Fiat.

A este respeito lembramos-lhe que, junto com oManual de Uso e Manutenção e Garantia, tambémconstam em seu kit de bordo, o Manual Básico deSegurança no Trânsito e o Livrete Confiat, nos quaisestão descritos detalhadamente todos os serviços que aFiat coloca à sua disposição em caso de dificuldades.

Aconselhamos, de qualquer maneira, a leitura des-tas páginas. Assim, em caso de necessidade, você vaisaber localizar imediatamente as informações úteis.

PARTIDA DE EMERGÊNCIA. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-1PARTIDA COM BATERIA AUXILIAR. . . . . . . . . . . . . . C-2PARTIDA COM MANOBRAS POR INÉRCIA . . . . . . . C-3 SE FURAR UM PNEU . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-3SE APAGAR UMA LUZ EXTERNA . . . . . . . . . . . . . . . C-6SE APAGAR UMA LUZ INTERNA . . . . . . . . . . . . . . C-15SE QUEIMAR UM FUSÍVEL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-15SE DESCARREGAR A BATERIA. . . . . . . . . . . . . . . . . C-18SE PRECISAR LEVANTAR O VEÍCULO. . . . . . . . . . . C-19SE PRECISAR REBOCAR O VEÍCULO . . . . . . . . . . . C-20EM CASO DE ACIDENTE. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-21EXTINTOR DE INCÊNDIO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . C-22

C

C

EM EMERGÊNCIA

Page 81: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PARTIDA DEEMERGÊNCIA

Se o sistema Fiat CODE não conse-guir desativar o bloqueio do motor, aslâmpadas-piloto ¢ e permane-cem acesas e o motor não dá partida.Para ligar o motor, é necessário recor-rer à partida de emergência.

Aconselhamos ler todo o procedi-mento com atenção antes de efetuá-lo. Se for cometido um erro, é neces-sário repor a chave da ignição emSTOP e repetir o procedimento desdeo início (item 1).

1) Ler o código eletrônico de 5dígitos indicado no CODE card.

2) Girar a chave de ignição paraMAR.

3) Pisar a fundo e manter nestaposição o pedal do acelerador. A lâm-pada-piloto da injeção acende-se por cerca de 8 segundos e, emseguida, apaga-se; soltar, então, opedal do acelerador e preparar-se paracontar o número de lampejos da lâm-pada-piloto .

4) Esperar um número de lampejoscorrespondentes ao primeiro dígitodo código do CODE card e, então,apertar e manter nesta posição opedal do acelerador até que se acen-da a lâmpada-piloto (por quatrosegundos) e, depois se apague; soltar,então, o pedal do acelerador.

5) A lâmpada-piloto reco-meça a piscar; depois de um númerode lampejos correspondentes aosegundo dígito do código do CODEcard, apertar e manter nesta posição opedal do acelerador.

6) Proceder da mesma maneirapara os dígitos restantes do código doCODE card.

7) Introduzido o quinto dígito,manter apertado o pedal do acele-rador. A lâmpada-piloto acende-se por 4 segundos e, depois, apaga-se;soltar, então, o pedal do acelerador.

8) Um lampejo rápido da lâmpada-piloto (por cerca de 4 segundos)confirma que a operação foi efetuadacorretamente.

9) Ligar o motor, girando a chaveda posição MAR à posição AVV.

Se, ao contrário, a lâmpada-pilotopermanecer acesa, girar a chave

de ignição para STOP e repetir a ope-ração a partir do item 1.

ADVERTÊNCIA: após uma partidade emergência, é aconselhável diri-gir-se à Rede Assistencial Fiat, umavez que a operação de emergênciadeverá ser repetida a cada partida domotor.

C-1

C

Page 82: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PARTIDA COMBATERIA AUXILIAR

Se a bateria estiver descarregada,pode-se ligar o motor usando umaoutra bateria que tenha capacidadeigual ou pouco superior à da bateriadescarregada (ver capítulo“Características técnicas”).

Esta operação deverá ser feita daseguinte maneira:

1) ligar os bornes positivos (sinal +perto do borne) das duas baterias comum cabo especial;

2) ligar, com um segundo cabo, oborne negativo (–) da bateria auxiliarcom um ponto de massa no motor ouna caixa de mudanças do veículo a serligado, ou com o borne negativo (–) dabateria descarregada;

3) ligar o motor;4) quando o motor estiver em

movimento, retirar os cabos, seguin-do a ordem inversa.

Se, depois de algumas tentativas, omotor não funcionar, não insistir inu-tilmente, mas dirigir-se à RedeAssistencial Fiat.

Não efetue esta operaçãose não tiver experiência; ope-rações efetuadas de forma in-

correta podem provocar descargaselétricas de intensidade considerávele até mesmo explosão da bateria.Além disso, recomenda-se não che-gar perto da bateria com chamas oucigarros acesos e não provocar faís-cas, pois há perigo de explosão e deincêndio.

Evitar, rigorosamente, ouso de um carregador de ba-terias para a partida de emer-

gência. Poderiam ser danificados ossistemas eletrônicos e, principal-mente, as centrais que comandam asfunções de ignição e de alimentação.

C-2fig. 1

4E08

67BR

Page 83: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PARTIDA COMMANOBRAS PORINÉRCIA

Para os veículos catalisa-dos, deve ser completamenteevitada a partida com em-

purrões, a reboque ou aproveitandodescidas. Essas manobras poderiamcausar o afluxo de combustível noconversor catalítico, danificando-oirremediavelmente.

Lembre-se que, enquantoo motor não funcionar, o ser-vofreio e a direção hidráuli-

ca não se ativam, sendo necessárioexercer um esforço muito maior tan-to no pedal do freio como no volante.

SE FURAR UM PNEU

1. PARAR O VEÍCULO

- Se possível, parar o veículo emterreno plano e compacto.

- Ligar as luzes de emergência.- Puxar o freio de mão.- Engatar a primeira marcha ou a

marcha a ré.- Calçar as rodas com um pedaço

de madeira, ou outros materiaisadequados, caso o veículo seencontre em uma via inclinada ouem mau estado. O calço deve estardo mesmo lado da utilização domacaco.

2. PEGAR FERRAMENTAS, MACACOE RODA SOBRESSALENTE

Palio e Siena

Estão no porta-malas, para retirá-las:- Levantar o tapete de revestimento.- Desatarraxar o dispositivo de blo-

queio A-fig. 2, retirar a roda sobressa-lente e o suporte das ferramentas.

- Soltar as ferramentas e remover omacaco fig. 3 puxando-o de sua sede.

C-3

C

fig. 24E

N01

31BR

fig. 3

4EN

0130

BR

Page 84: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Strada

- Levantar o banco do passageiro esoltar a bolsa de ferramentas, fixadaao assoalho por meio de velcro A-fig.4, retirando o macaco e a bolsa deferramentas.

- Nas versões com cabine curta,destarrraxar o pino suporte da rodasobressalente A-fig. 5 ou 6 e retirar amesma de sua sede B-fig. 5 e 6.

- Nas versões com cabine estendi-da, destarraxar o parafuso borboletaA-fig. 7 que fixa a roda sobressalentee retirá-la de sua sede.

3. SUBSTITUIR A RODA:O veículo apresenta configurações

diferentes para as calotas de acordocom as versões.

1) desapertar cerca de uma volta osparafusos de fixação da roda a ser substituída; (nos veículos equipadoscom calota fixada sob pressão, retirá-laantes, usando a chave de fenda);

2) girar a manivela do macaco paraabri-lo parcialmente;

3) colocar o macaco onde estámarcado o símbolo O B-fig. 8, pertoda roda a substituir, e certificar-se deque a ranhura A do macaco estejabem encaixada na longarina C.

A colocação incorreta domacaco pode provocar aqueda do veículo levantado

ou acoplamento incorreto da roda.

C-4

fig.4

4EN

0355

BR

fig.5

4E10

80BR

fig.74E

1082

BR

fig.6

4E10

81BR

fig. 8

4EN

0144

BR

Page 85: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

4) girar a manivela do macaco elevantar o veículo de maneira que aroda fique a alguns centímetros longedo chão;

5) desparafusar completamente os 4parafusos e remover a calota e a roda;

6) montar a roda sobressalente,encaixando os furos A-fig. 9 com osrespectivos pinos B;

7) atarraxar apenas um dos parafu-sos A-fig. 10, em correspondênciacom a válvula de enchimento B-fig. 10;

8) colocar a calota cuidando para queo símbolo Y, na parte interna, fique emcorrespondência com a válvula, e dessamaneira o furo maior da calota A-fig. 11passe pelo parafuso já fixado;

9) atarraxar os outros três parafusos;10) apertar os parafusos utilizando

a chave de roda específica fig. 12;11) girar a manivela do macaco de

maneira a abaixar o veículo e remo-ver o macaco;

12) apertar bem os parafusos, pas-sando alternadamente de um parafu-so ao outro diagonalmente oposto, de acordo com a ordem ilustrada nafig. 13;

C-5

C

fig. 9

4E08

75BR

fig. 10

4E08

76BR

fig. 114E

0877

BR

fig. 12

4EN

0091

BR

fig. 13

4E08

79BR

Page 86: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

13) colocar o macaco e as ferra-mentas utilizados no suporte das fer-ramentas no local apropriado, demodo a evitar vibrações, ou que sesolte durante a marcha fig. 4 (Strada)ou fig. 14 (Palio e Siena);

14) colocar o suporte das ferramen-tas no local apropriado;

15) colocar a roda substituída nocompartimento da roda sobressalentefixando-a com o dispositivo de blo-queio fig. 5 ou 7 (Strada) ou fig. 15(Palio e Siena).

ADVERTÊNCIA: na primeira opor-tunidade, providencie a reparação dopneu furado. Evite rodar com a rodasobressalente.

ADVERTÊNCIA: de vez em quan-do, controlar a pressão dos pneus eda roda de reserva.

O macaco serve somentepara a troca das rodas. Nãodeve, em hipótese alguma,

ser usado para efetuar consertosdebaixo do veículo.

ADVERTÊNCIA: após a troca depneus deve-se calibrá-los.

SE APAGAR UMALUZ EXTERNA

Modificações ou consertosdo sistema elétrico, efetua-dos de maneira incorreta e

sem levar em consideração as carac-terísticas técnicas do sistema, podemcausar um funcionamento anômalocom riscos de incêndio.

INDICAÇÕES GERAIS

Quando uma luz não funcionar,antes de substituir a lâmpada, verifi-car se o fusível correspondente estáem bom estado.

Quanto à localização dos fusíveis,consultar “Se queimar um fusível”neste capítulo.

Antes de substituir uma lâmpadaapagada, verificar se os contatos nãoestão oxidados.

C-6fig. 14

4EN

0130

BR

fig. 154E

N01

31BR

Page 87: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

As lâmpadas “queimadas” devemser substituídas por outras com asmesmas características. As lâmpadascom potência insuficiente iluminampouco, enquanto que as potentesdemais consomem muita energia.

Após ter substituído uma lâmpadados faróis, verificar sempre a regula-gem dos mesmos por motivos desegurança.

ADVERTÊNCIA: as lâmpa-das halógenas devem sermanuseadas tocando somen-

te a parte metálica. Se o bulbo trans-parente entrar em contato com osdedos, diminui a intensidade da luzemitida e pode ser prejudicada aduração da lâmpada. Em caso decontato acidental, esfregar o bulbocom um pano umedecido com álcoole deixar secar.

As lâmpadas halógenas contêm gássob pressão que, em caso de quebrada lâmpada, pode projetar fragmen-tos de vidro.

TIPOS DE LÂMPADAS

Diversos tipos de lâmpadas estãoinstaladas no veículo - fig. 16.

A- Lâmpadas totalmente de vidroSão inseridas a pressão. Para retirá-

las, basta puxá-las.

B- Lâmpadas a baionetaPara retirá-la do porta-lâmpada,

apertar o bulbo de vidro, girá-lo emsentido anti-horário e extrair a lâmpa-da.

C- Lâmpadas cilíndricasPara extraí-las, separar o contato

elétrico que as sustenta.

D-E- Lâmpadas halógenasPara remover a lâmpada, retirar

antes a presilha de fixação de suasede.

C-7

C

Page 88: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

C-8fig. 16

4E08

93BR

Lâmpada Referência - fig. 16 Tipo Potência

Luz de posição dianteira A W5W 5W

Indicadores de direção dianteiros B PY21W 21W

Indicadores de direção traseiros B PY21W 21W

Luz de posição traseira B P5W 5W

Luz de freio B P21W 21W

Luz de marcha a ré B P21W 21W

Luz de placa C C5W 5W

Luz interna C C10W 10W

Farol alto D H1 55W

Farol baixo E H7 55W

Faróis alto e baixo E H4 55/60W

Page 89: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

C-9

C

FAROL BAIXO

Para substituir as lâmpadas halóge-nas, deve-se:

1) remover a tampa plástica parater acesso às lâmpadas deslocando atrava A-fig. 17;

2) soltar o conector B-fig. 17 de ali-mentação da lâmpada;

3) retirar o porta-lâmpada pressio-nando as presilhas C-fig. 18 abrindo-as lateralmente;

4) retirar a lâmpada do tipo H712V/55W (luz baixa);

5) colocar a nova lâmpada, encai-xando a aba da parte metálica com arespectiva ranhura na base do farol;

6) reenganchar a presilha de fi-xação C-fig. 18 e reconectar a lâmpa-da, colocando por último a tampaplástica A-fig. 17;

FAROL ALTO

1) remover a tampa plástica parater acesso às lâmpadas levantando aligueta de travamento;

2) soltar o conector E-fig. 19 de ali-mentação da lâmpada;

3) retirar o porta-lâmpada pressio-nando as presilhas D-fig. 19 abrindo-as lateralmente;

4) retirar a lâmpada do tipo H312V/55W, substituí-la remontar oporta-lâmpada e, no final, recolocar atampa plástica;

fig. 17

4E08

94BR

fig. 184E

0895

BR

fig. 19

4E08

96BR

Page 90: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

SETAS DIANTEIRAS

Para substituir lâmpadas de setasdianteiras:

1) remover a tampa plástica parater acesso à lâmpada deslocando atrava A-fig. 20;

2) retirar o porta-lâmpadas B-fig. 20e 21 girando-o no sentido anti-horá-rio;

3) remover a lâmpada empurrando-a um pouco e girando-a no sentidoanti-horário;

4) depois de ter substituído a lâm-pada, remontar o porta-lâmpada erecolocar a tampa travando-a com amola.

LUZES DE POSIÇÃO DIANTEIRA

Para substituir a lâmpada da luz deposição:

1) remover a tampa plástica parater acesso à lâmpada deslocando atrava A-fig. 20;

2) retirar o porta-lâmpada C-fig. 20e 21 girando-o no sentido anti-horá-rio;

3) remover a lâmpada empurrando-a um pouco e girando-a no sentidoanti-horário;

4) depois de substituir a lâmpada,remontar o porta-lâmpada e recolocara tampa travando-a com a mola.

LANTERNAS TRASEIRAS

Palio

Para substituir uma lâmpada:

1) por dentro do porta-malas,levantar a abertura no carpete e soltara porca A-fig. 22.

2) retirar o conector A-fig. 23;

C-10fig. 20

4E09

78BR

fig. 214E

0897

BR

fig. 22

4E09

12BR

fig. 23

4EN

0093

BR

Page 91: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

C-11

C

3) retirar o conjunto de lâmpadasfig. 23;

4) remover as lâmpadas, empurran-do-as levemente e girando-as no sen-tido horário.

As lâmpadas são de tipo:de 12V-21W para as luzes dos

freios C-fig. 24;de 12V-21W para as luzes de mar-

cha a ré B-fig. 24;de 12V-5W para as luzes de posi-

ção C-fig. 24;de 12V-21W para os indicadores

de direção A-fig. 24.

Siena

Para substituir uma lâmpada:

1) por dentro do porta-malas,levantar o carpete que recobre ogrupo das lanternas traseiras fig. 25.

2) pressionar as linguetas fig. 25 epuxar os conjuntos porta-lâmpadas,retirando-os de suas sedes.

3) remover a lâmpada fig. 26,empurrando-a e girando-a levemente.

As lâmpadas são do tipo:

de 12V-21W para as luzes dosfreios A-fig. 27.

de 12V-21W para os indicadoresde direção B-fig. 27.

de 12V-21W para as luzes de mar-cha a ré C-fig. 27.

de 12V-5W para as luzes de posi-ção D-fig. 27.

fig. 24

4E09

05BR

fig. 254E

0903

BR

fig. 26

4E09

04BR

fig. 27

4E09

39BR

Page 92: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Strada

Para substituir uma lâmpada:

1) remover as tampas de borrachaA-fig. 28, para ter acesso aos parafu-sos de fixação da lanterna;

2) utilizando a chave de fenda,soltar os parafusos de fixação dalanterna A-fig. 29, aos quais se temacesso pelo compartimento de carga;

3) remover, pelo lado externo, alanterna traseira completa, para tan-to, soltar o respectivo conector elétri-co;

4) pressionar levemente as orelhasA-fig. 30 de bloqueio do soquete e re-tirá-lo da lente da lanterna;

5) substituir a lâmpada queimadaempurrando-a levemente e rodandoa em sentido anti-horário para extraí-la.

As lâmpadas são de tipo:

de 12V-21W para as luzes dosfreios B-fig. 30;

de 12V-21W para as luzes demarcha a ré C-fig. 30;

de 12V-5W para as luzes deposição D-fig. 30;

de 12V-21W para os indicadoresde direção E-fig. 30.

C-12fig. 28

4E10

83BR

fig. 30

4E10

85BR

fig. 294E

1084

BR

Page 93: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

C-13

C

LUZ DE PLACA

Palio fig. 31

Para substituir a lâmpada de 12V-5W, deve-se:

1) retirar porta-lâmpada utilizandochave de fenda no ponto A-fig. 31;

2) retirar a lâmpada empurrando osoquete e girando no sentido anti-horário B-fig. 31.

Siena fig. 32

Para substituir a lâmpada de 12V-5W, deve-se:

1) levantar a tampa traseira. Nolado interno da mesma se tem acessoaos dois porta-lâmpadas fig. 32.

2) retirar os porta-lâmpadas forçan-do levemente com uma chave defenda no ponto A-fig. 32.

3) retirar a lâmpada do soquete,puxando-a B-fig. 32.

Strada fig. 33

Para substituir a lâmpada de 12V-5W, soltar os parafusos de fixação A ea lente transparente.

Logo após, soltar o conector elétricoe girar o soquete para permitir a ex-tração da lâmpada.

fig. 31

4E09

13BR

fig. 324E

0906

BR

fig. 33

4E10

86BR

Page 94: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

3ª LUZ DE FREIO (BRAKE-LIGHT))

Palio

Para substituir o conjunto de lâm-padas de 12V-23W, deve-se:

1) com a tampa traseira aberta, reti-rar os parafusos A-fig. 34 e remover obrake light;

2) retirar a conexão elétrica;

3) retirar os parafusos B-fig. 34 esubstituir o conjunto de lâmpadas ousomente a lâmpada defeituosa.

Siena

Para substituir o conjunto de lâm-padas de 12V-23W, deve-se:

1) pressionar os locais indicadospelas setas fig. 35 na tampa plásticado brake-light, que se encontra sobreo compartimento de bagagem. Retirara tampa, puxando-a.

Strada versões com cabine estendida

Para substituir o conjunto de lâm-padas de 12-23W deve-se:

1) agindo pelo compartimento decarga, retirar os parafusos que fixamo conjunto fig. 36, conforme indica-do;

2) extrair a unidade e remover osparafusos que dão acesso ao con-junto de lâmpadas;

3) substituir a lâmpada defeitu-osa;

4) remontar o conjunto.

C-14fig. 34

4E09

14BR

fig. 354E

0907

BR

fig. 36

4E10

87BR

Page 95: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

SE APAGAR UMALUZ INTERNA

CONJUNTO DA LUZ INTERNAfig. 37

Para substituir a lâmpada cilíndricade 12V-10W:

- com uma chave de fenda noponto A-fig. 38, remover o conjuntoda luz interna montada a pressãopelas travas B-fig. 38.

- retirar o refletor recolocando a nova lâmpada na sede C-fig. 38 esubstituir a lâmpada cilíndrica D.

- remontar o refletor A e o conjun-to da luz interna na sua sede, fazendouma ligeira pressão.

SE QUEIMAR UMFUSÍVEL

POSIÇÃO DOS FUSÍVEIS

A central dos fusíveis está debaixodo painel porta-instrumentos, àesquerda do volante.

Para alcançar os fusíveis, remover osparafusos A-fig. 39 e a proteção B.

Os símbolos gráficos que identifi-cam o elemento elétrico principalcorrespondente a cada fusível estãoindicados no lado de dentro datampa.

C-15

C

fig. 39

4E09

23BR

fig. 384E

N01

45BR

fig. 37

4EN

0068

BR

Page 96: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

FUSÍVEIS NA CENTRAL fig. 40

1 + – 20A Limpador e lavadordo pára-brisa, lavador dovidro traseiro.

2 º – 25A Levantadores elétri-cos dos vidros dianteiros.

3 –4 1 – 10A Farol alto esquerdo.5 1 – 10A Farol alto direito.6 4 – 10A.

7 3 – 10A Luzes de posiçãodianteira esquerda e tra-seira direita, luz de placadireita, iluminação doscomandos.

8 3 – 10A Luzes de posiçãodianteira direita e traseiraesquerda, luz de placaesquerda, iluminação datomada de corrente.

9 5 –

10 q – 20A Trava elétrica dasportas.

11 ( – 30A Desembaçador dovidro traseiro.

12 r – 10A Luzes de emergên-cia.

13 o – 20A Buzina.

14 T – 10A Luzes dos freios.

15 ∫– 15A Luzes de direção,alimentação do quadrode instrumentos, luzes demarcha a ré, air bag.

16 √ – 10A Ar-condicionado.

17 2 – 10A Farol baixo esquer-do.

18 2 – 10A Farol baixo direito.

19 p – 30A Eletroventiladorinterno, tomada de cor-rente.

20 . – 10A Conjunto da luzinterna, auto-rádio.

21 –

22 > – 10A ABS.

23 IMMOB – 10A Fiat CODE.

24 –

25 –

26 –

27 –

28 –

29 –

C-16fig. 40

4E12

69BR

Page 97: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

FUSÍVEIS NO VÃO DO MOTORfigs. 41-42

1 – 30A Injeção, Fiat CODEeletrobomba de combustível.

2 – 40A Dispositivo de ignição.

3 – 50A Alimentação geral dosserviços.

4 – 60A Alimentação geral dosserviços.

5 – 30A Eletroventilador do radi-ador (40A com ar-condiciona-do).

6 – 5A Fiat CODE e injeção.

7 – 15A Sonda Lambda aquecida ecanister.

Em algumas versões é possívelencontrar fusíveis ou relés como pre-disposição para funções nãodisponíveis no veículo.

SUBSTITUIR OS FUSÍVEIS

Quando um dispositivo elétriconão funciona mais, verificar se o fusí-vel correspondente está em bom esta-do fig. 43.

A – Fusível em bom estado.B – Fusível com filamento inter-

rompido.Substituir o fusível fundido por um

fusível do mesmo valor (mesma cor).Se o defeito acontecer de novo,

dirigir-se à Rede Assistencial Fiat.

Nunca substitua um fusívelqueimado por outro de capa-cidade diferente.

C-17

C

fig. 424E

1190

BR

fig. 41

4E12

19BR

fig. 43

4EN

0270

BR

Page 98: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

SE DESCARREGAR ABATERIA

Antes de tudo, aconselha-se a verno capítulo “Manutenção do veículo”as precauções para evitar que a bate-ria se descarregue e para garantir umalonga duração da mesma.

PARTIDA COM BATERIA AUXILIAR

Ver “Partida com bateria auxiliar”neste capítulo.

Evitar, rigorosamente, ouso de um carregador debateria para a partida do

motor; isto poderia danificar os siste-mas eletrônicos e, principalmente, ascentrais que comandam as funçõesde ignição e alimentação.

RECARGA DA BATERIA

Aconselha-se uma recarga lentacom baixa corrente pela duração decerca de 24 horas. Aqui estão os pro-cedimentos:

1) desligar os bornes do sistemaelétrico dos terminais da bateria;

2) ligar, aos terminais da bateria, oscabos do aparelho de recarga;

3) ativar o aparelho de recarga;4) terminada a recarga, desativar o

aparelho antes de desligá-lo da bate-ria;

5) ligar os bornes aos terminais dabateria respeitando as polaridades.

O líquido contido na bate-ria é venenoso e corrosivo.Evite o contato com a pele

ou com os olhos. A operação derecarga da bateria deve ser efetuadaem ambiente ventilado e longe dechamas ou possíveis fontes de faíscas,pois há perigo de explosão ou deincêndio.

C-18

Page 99: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

C-19

C

SE PRECISARLEVANTAR OVEÍCULO

COM O MACACO

Ver “Se furar um pneu”, neste capí-tulo.

O macaco serve somentepara trocar as rodas. Nãodeve, de maneira alguma, ser

utilizado em caso de conserto debai-xo do veículo.

Lateralmente

O veículo pode ser levantado comum macaco hidráulico posicionadocomo ilustrado nas figs. 44 e 45.

O veículo não deve serlevantado pela parte traseira(parte inferior da carroceria,

eixo traseiro ou partes da suspensãoe parte dianteira (carcaça do câm-bio).

COM ELEVADOR DE DUAS COLU-NAS

O veículo deve ser levantado colo-cando as extremidades dos braços doelevador nos pontos inferiores da car-roceria, conforme indicado na fig. 46.

Cuidar para que os braçosdo elevador não forcem acarroceria, a saia plástica

lateral ou os estribos laterais. Regularas sapatas dos braços do elevador e,se preciso, usar um calço de borrachaou madeira entre as sapatas e a carro-ceria.

fig. 44

4E09

29BR

fig. 454E

0930

BR

fig. 46

4E09

32BR

Page 100: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

SE PRECISAR REBOCAR O VEÍCULO

Apesar de seu veículo estar equipa-do com gancho para fixação de ele-mentos de reboque, o mesmo somen-te deverá ser rebocado por carro-guincho.

Em condições excepcionais, quepossibilitem a utilização do ganchode reboque fornecido com o veículo,retirá-lo do suporte das ferramentassituado sob o tapete de revestimentodo porta-malas.

Como engatar o gancho de reboque:1) Tirar o gancho de reboque do

respectivo suporte, ou bolsa porta fer-ramentas.

2) Remover a tampa situada nopára-choque dianteiro fig. 47, fazen-do pressão com uma chave de fendano ponto indicado pela seta.

3) Roscar a fundo o gancho nopino de rosca dianteiro fig. 47.

Ao rebocar o veículo, éobrigatório respeitar as nor-mas especiais de circulação,

relacionadas tanto ao dispositivo dereboque quanto ao comportamentonas estradas.

Antes de iniciar o reboque,girar a chave da ignição paraMAR e, depois, para STOP;

não removê-la. Tirando a chave,ativa-se automaticamente a trava dadireção, com a conseqüente impossi-bilidade de virar as rodas.

Durante o reboque do veí-culo, lembre-se que, nãotendo o auxílio do servofreio,

para frear é necessário um maioresforço no pedal. Não use cabos flexí-veis quando o veículo for rebocadopor outro e evite trancos. Na operaçãode reboque, cuidar para que a fixaçãodo guincho ao veículo não danifiqueos componentes em contato.

C-20fig. 47

4E09

34BR

Page 101: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

EM CASO DE ACIDENTE

– É importante manter sempre acalma.

– Se não estiver diretamente envol-vido, pare a uma distância de pelomenos uns dez metros do acidente.

– Em rodovia, pare sem obstruir oacostamento.

– Desligue o motor e acenda asluzes de emergência.

– À noite, ilumine com os faróis olugar do acidente.

– Comporte-se com prudência,não corra o risco de ser atropelado.

– Assinale o acidente pondo otriângulo bem à vista e a uma distân-cia regulamentar.

– Chame o socorro, fornecendoinformações da maneira precisa.

– Nos acidentes múltiplos emrodovias, principalmente com poucavisibilidade, é grande o risco deenvolvimento em outros impactos.Abandone imediatamente o veículo eproteja-se fora do “guard-rail”.

– Remova a chave de ignição dosveículos acidentados.

– Se sentir cheiro de combustívelou de outros produtos químicos, nãofume e mande apagar os ci-garros.

– Para apagar os incêndios, mesmode pequenas dimensões, use o extin-tor (descrito neste capítulo), cobertas,areia ou terra. Nunca use água.

SE HOUVER FERIDOS

– Nunca se deve abandonar o feri-do. A obrigação de socorro é vá-lida também para as pessoas nãoenvolvidas diretamente no acidente.

– Não aglomerar-se ao redor dosferidos.

– Tranqüilize o ferido em relação àrapidez dos socorros, fique a seu ladopara dominar eventuais crises depânico.

– Destrave ou corte os cintos desegurança que retêm os feridos.

– Não dê água aos feridos.– O ferido nunca deve ser removi-

do do veículo, salvo nos casos indica-dos no ponto seguinte.

– Tirar o ferido do veículo somenteem caso de perigo de incêndio, deafundamento em água ou de quedaem precipício. Ao tirar um ferido: nãoprovoque deslocamentos dos mem-bros, nunca dobre a cabeça dele.Manter, sempre que possível, o corpoem posição horizontal.

C-21

C

Page 102: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

EXTINTOR DEINCÊNDIO

O extintor de incêndio está locali-zado no piso, à frente do banco domotorista, fig. 48.

A validade do extintor de incêndioestá vinculada ao teste hidrostático domesmo (teste para verificação devazamentos no cilindro), que é de 5 anos, a partir da sua data de fabrica-ção. A indicação desta validade se encontra gravada no corpo docilindro.

O extintor de incêndio deverá ser imediatamente recarregado, quan-do ocorrer uma das situações seguin-tes:

– vencimento do prazo de validadedo teste hidrostático;

– após a sua utilização em incên-dios;

– se o ponteiro do manômetro estiver fora da sua faixa normal de operação (faixa verde), indicando alguma anomalia no cilindro, na vál-vula ou no próprio manômetro.

Recomendamos, também, ler asinstruções impressas no equipamento.

C-22fig. 48

4EN

0352

BR

Page 103: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D

Os veículos Fiat Palio, Siena e Strada são novos emtudo, até nos critérios de manutenção.

A primeira revisão de Manutenção Programada estáprevista somente aos 15.000 km. Entretanto, é útil recor-dar que o veículo necessita sempre de serviços ordinárioscomo, por exemplo, o controle sistemático do nível doslíquidos com eventual restabelecimento da pressão dospneus etc.

De qualquer maneira, lembramos que uma corretamanutenção do automóvel é certamente o melhor modopara conservar inalterados no decorrer do tempo os rendi-mentos do veículo e as características de segurança, o respeito pelo meio ambiente e os baixos custos de funcio-namento.

Lembre-se ainda que um respeito pelas normas demanutenção indicadas pelo símbolo ∑ pode constituir acondição necessária para a conservação da garantia.

MANUTENÇÃO PROGRAMADA . . . . . . . . . . . . . D-1PLANO DE MANUTENÇÃO PROGRAMADA . . . D-2SUBSTITUIÇÕES FORA DO PLANO. . . . . . . . . . . D-5SERVIÇOS ADICIONAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-5VERIFICAÇÃO DOS NÍVEIS . . . . . . . . . . . . . . . . . D-7FILTRO DE AR. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-11BATERIA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-12CENTRAIS ELETRÔNICAS. . . . . . . . . . . . . . . . . . D-13VELAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-14RODAS E PNEUS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-14TUBULAÇÕES DE BORRACHA . . . . . . . . . . . . . D-16LIMPADORES DO PÁRA-BRISA E DO VIDRO TRASEIRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-16AR-CONDICIONADO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-18CARROCERIA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-18INTERIOR DO VEÍCULO . . . . . . . . . . . . . . . . . . D-21

D

MANUTENÇÃO DO VEÍCULO

Page 104: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D

MANUTENÇÃOPROGRAMADA

Uma correta manutenção é deter-minante para garantir ao veículo umalonga duração em condições perfei-tas. Por isso, a Fiat preparou uma sériede controles e de intervenções de ma-nutenção a cada 15 mil quilômetrospara veículos a gasolina.

ADVERTÊNCIA: as revisões de Ma-nutenção Programada são prescritaspelo fabricante. A não realização dasmesmas pode acarretar a perda dagarantia.

O serviço de Manutenção Progra-mada é prestado por toda a Rede As-sistencial Fiat, com tempos prefixa-dos.

A correta manutenção doveículo, além de contribuirpara prolongar ao máximo a

sua vida útil, é essencial também paragarantir o respeito ao meio ambiente.

Durante a realização de interven-ções, além das operações previstas,pode haver a necessidade de substi-tuições ou consertos não programa-dos, os quais serão comunicados aocliente. Os referidos consertos podemalterar o prazo de entrega do veículo.

ADVERTÊNCIA: aconselha-se diri-gir-se imediatamente à Rede Assisten-cial Fiat, quando verificar pequenasanomalias de funcionamento, sem esperar a realização da próxima revisão.

Os produtos que o veículoutiliza para o seu funciona-mento (óleo de motor, fluido

de freio, fluido de direção hidráulica,líquido para radiador etc.), quandosubstituidos, deverão ser recolhidoscuidadosamente evitando, assim, quese contamine o meio ambiente.

ADVERTÊNCIA: alguns compo-nentes tais como lubrificantes, po-dem requerer uma verificação/trocacom maior freqüência, devido a uti-lização do veículo, portanto, é im-portante observar com cuidado as re-comendações constantes desta seçãodo manual.

D-1

Page 105: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE D-2

D-2

PLANO DE MANUTENÇÃO PROGRAMADAmilhares de quilômetros 15 30 45 60 75 90 105 120 135 150

Controle do estado das pastilhas dos freios a disco dianteiros (*) + + + + + + + + + +

Verificação visual do estado: tubulações (escapamento- alimentação de combustível - freios), elementos de borracha

+ + + + + + + + + +(proteções - mangueiras - buchas - etc.), tubulações flexíveis do sistema dos freios e alimentação (pneus)

Restabelecimento dos níveis dos líquidos (arrefecimento do motor, freios, direção hidráulica, lavador do pára-brisa, etc.) + + + + + + + + + +

Controle do sistema de ignição/injeção (com utilização de equipamento de autodiagnóstico) + + +

Controle das emissões dos gases de escapamento + + +

Controle visual das condições das+ + + + + + + + + +correias trapezoidais e/ou poly-V

Controle visual da correia + +dentada da distribuição (FIRE)

Substituição da correia dentada de comando da distribuição + +(ou a cada 3 anos) (**)

(*) Verificar a pastilha de freio na revisão. Caso a espessura seja inferior a 5 mm, substituí-la.(**) Em caso de utilização do veículo predominantemente em estradas poeirentas, arenosas ou lamacentas, efetuar um controle do estado dacorreia a cada 15.000 km e, se necessário, efetuar a sua substituição. Efetuar também a substituição das correias dos órgãos auxiliares.

O referido Plano poderá sofrer alterações sem comunicação prévia.

Page 106: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D

D-3

milhares de quilômetros 15 30 45 60 75 90 105 120 135 150Substituição do filtro de combustível (ver “Advertência”em “Serviços Adicionais” neste capítulo)

+ + + + +

Substituição do elemento do filtro de ar (ver “Advertência”em “Serviços Adicionais” neste capítulo) + + + + + + + + + +

Substituição das velas, controle dos cabos + + + + +

Controle dos equipamentos de segurança - extintor/cintos de segurança e funcionamento dos sistemas de iluminação/ + + + + + + + + + +sinalização e comandos elétricos dos vidros/portas e limpadores

Controle e regulagem dasfolgas de válvulas + + +

Substituição do óleo do motor (vide advertência óleo do motor)***

Substituição do filtro de óleo do motor (vide advertência óleo do motor)***

(***) Substituir o óleo do motor a cada 7.500 km se o veículo for utilizado, predominantemente, numa das seguintes condiçõesparticularmente severas:- Reboques, estradas lamacentas, arenosas ou poeirentas, trajetos curtos inferiores a 8 km, motor que roda freqüentemente em

marcha lenta ou em distâncias longas com baixa velocidade (ex.: táxi, veículos de entrega de porta em porta ou utilizado comoveículo de patrulha)..

Page 107: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-4

milhares de quilômetros 15 30 45 60 75 90 105 120 135 150Controle do nível do óleo da caixa de mudanças/diferencial + + +

Controle do estado e desgaste das lonas etambores do freio traseiro + +

Substituição do óleo da caixa de mudanças/diferencial +

Substituição do líquido dos freios (ou a cada 24 meses) + + +

Verificação/limpeza do sistema de ventilação do cárter do motor (blow-by) FIRE + + + + + + + + + +

Verificação e eventual substituição do filtro antipólen e carvão ativado (quando disponível) + + + + + + + + + +

Controle do sistema antievaporativo + + +

Page 108: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D

SUBSTITUIÇÕESFORA DO PLANOA cada 2 anos:

– Líquido dos freios FL (TUTELA)TOP 4/S.

– Líquido do sistema de arrefeci-mento do motor: 30% Paraflu +70%de água pura.

CONTINUIDADE DA MANUTENÇÃO

Após a realização da última revisãoindicada no Plano de Manutenção(150.000 km), considerar a mesmafreqüência para substituição e verifi-cação de itens a partir da revisão(45.000 km).

SERVIÇOS ADICIONAIS

A cada 500 km ou antes de viagenslongas, controlar e, se necessário, res-tabelecer:

- nível do óleo do motor.- nível do líquido de arrefecimento

do motor.- nível do líquido dos freios.- nível do líquido da direção hi-

dráulica.- nível do líquido do lavador do

pára-brisa.- pressão e estado dos pneus.- verificar o correto funcionamento

do eletroventilador, assim como o es-tado das pás da hélice quanto à lim-peza e conservação - ver CARROCE-RIA/Eletroventilador do radiador,neste capítulo.

- estado do filtro de ar.Devido à concepção dos motores a

combustão interna, para que hajauma boa lubrificação, parte do óleolubrificante é consumido durante ofuncionamento do motor.

ADVERTÊNCIA - Óleo do Motor

Substituir o óleo e o filtro deóleo a cada 7.500 km, se o veículoestiver sujeito a quaisquer das seguintes condições:

-Reboque;-Estradas poeirentas, arenosas

ou lamacentas;-Motor que roda freqüente-

mente em marcha lenta, conduçãoem distâncias longas com baixa velocidade ou baixa rotação freqüente (por ex.: "anda e pára"do tráfego urbano, táxis, entregasde porta em porta ou em caso delonga inatividade);

-Trajetos curtos (até 8 Km) como motor não aquecido completa-mente.

Se nenhuma destas condiçõesocorrer, troque o óleo e o filtro deóleo a cada 15.000 km ou 12meses, o que ocorrer primeiro,sempre com o motor quente.

As trocas de óleo deverão serfeitas dentro do intervalo de tempoou quilometragem estabelecidos,para que o óleo não perca sua pro-priedade de lubrificação.

D-5

Page 109: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

A troca de óleo do veícu-lo deve ser feita preferen-cialmente na Rede

Assistencial Fiat ou em postos deabastecimento, uma vez que amaioria destes estabelecimentosmantêm uma rotina correta derecolhimento, armazenamento eencaminhamento do produto usadopara reciclagem. O óleo usado nãodeverá ser descartado na redepública de esgoto, já que esta práti-ca pode poluir rios e lagos e trazersérios prejuízos ao meio ambiente.

ADVERTÊNCIA - Bateria

Aconselha-se controlar o estado dacarga da bateria, com mais freqüên-cia se o veículo é usado predominan-temente para percursos breves ou seestiver equipado com dispositivosque absorvam energia permanente-mente, mesmo com a chave desli-gada, principalmente se instaladosdepois da compra.

ADVERTÊNCIA - Filtro do ar

Utilizando o veículo em estradaspoeirentas, arenosas ou lamacentas,substituir o elemento do filtro de arcom uma freqüência maior daquelaindicada no Plano de ManutençãoProgramada.

O mau estado do elemento do fil-tro de ar pode ocasionar aumento noconsumo de combustível.

Para qualquer dúvida referente àsfreqüências de substituição do óleodo motor e do elemento do filtro dear em relação a como é utilizado oveículo, dirigir-se à Rede AssistencialFiat.

A manutenção do veículodeve ser confiada à Rede As-sistencial Fiat. Para os servi-

ços de manutenção e reparações pe-quenas e rotineiras, certifique-sesempre se tem as ferramentas ade-quadas, as peças de substituição ori-ginais Fiat e os líquidos; em todocaso, não faça tais operações se nãotiver nenhuma experiência.

ADVERTÊNCIA - Filtro de combustível

Verificar o estado do filtro de com-bustível se for notada alguma falha(engasgamento) no funcionamentodo motor.

ADVERTÊNCIA - Extintor de incêndio

Fazer, mensalmente, uma inspeçãovisual do estado do equipamento e, caso constate alguma anomalia,levá-lo, de imediato, à Rede Assisten-cial Fiat ou representante creden-ciado do fabricante do aparelho paraverificação e solução do inconve-niente.

D-6

Page 110: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D

VERIFICAÇÃO DOS NÍVEIS

MOTOR 1.0 8V FIRE1) óleo do motor2) bateria3) líquido dos freios4) líquido do lavador do pára-brisa5) líquido de arrefecimento do motor6) líquido da direção hidráulica

MOTOR 1.3 8V FIRE1) óleo do motor2) bateria3) líquido dos freios4) líquido do lavador do pára-brisa5) líquido de arrefecimento do motor6) líquido da direção hidráulica

D-7

fig. 1

4EN

0397

BR

fig. 2

4E09

37BR

Page 111: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-8

ÓLEO DO MOTOR figs. 3 e 4

A = vareta de verificaçãoB = bocal de enchimento

ADVERTÊNCIA: verifique o nível eefetue a troca do óleo do motor deacordo com a freqüência indicada no“Plano de Manutenção Programada”.

O nível do óleo deve estar entre asreferências MIN e MAX marcadas navareta de controle. O espaço entreelas corresponde a cerca de 1 litro deóleo.

O controle do nível do óleo deveser efetuado com o veículo em ter-reno plano e com o motor aindaquente (cerca de 10 minutos após tê-lo desligado).

Se o nível do óleo estiver perto ouaté abaixo da referência MIN, adicio-nar óleo através do bocal de enchi-mento até atingir a referência MAX.

O nível do óleo nunca deve ultra-passar a referência MAX.

ADVERTÊNCIA: depois de ter adi-cionado ou substituído o óleo, fun-cionar o motor por alguns segundos,desligá-lo e só então verificar o nível.

Devido à concepção dos motores acombustão interna, para que hajauma boa lubrificação, parte do óleolubrificante é consumido durante ofuncionamento do motor.

Com motor quente, mexercom muito cuidado dentrodo vão do motor, pois há pe-

rigo de queimaduras. Lembre-se que,com o motor quente, o eletroventila-dor pode pôr-se em movimento, eocasionar lesões.

Não adicionar óleo com ca-racterísticas diferentes das doóleo já existente no motor. Só

o uso de óleo semi-sintético (ver “Características dos lubrificantes e doslíquidos” no capítulo CaracterísticasTécnicas) garante a quilometragemprevista pelo plano de manutenção.

fig. 3

4EN

404B

R

fig. 44E

0941

BR

Page 112: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-9

LÍQUIDO DO SISTEMA DE ARREFECIMENTO DO MOTOR fig. 5

Quando o motor estivermuito quente, não remover atampa do reservatório; pois

há perigo de queimaduras.

O nível do líquido deve ser contro-lado com motor frio e não deve estarabaixo da referência MIN marcada noreservatório.

Se o nível for insuficiente, despejarlentamente, através do bocal do reser-vatório, uma mistura com 30% de Paraflu e 70% de água pura.

Se o motor funcionar sem olíquido de arrefecimento, seuveículo poderá ser seriamentedanificado. Os reparos, nestes casos, não serão cobertos pelaGarantia.

LÍQUIDO DOS LAVADORES DOPÁRA-BRISA E DO VIDRO TRASEI-RO fig. 6

Para adicionar líquido, tirar a tampae encher até o nível.

ADVERTÊNCIA: não viajar com oreservatório do lavador do pára-brisavazio; a ação do lavador é fundamen-tal para melhorar a visibilidade.

LÍQUIDO PARA A DIREÇÃOHIDRÁULICA fig. 7

Verificar se o nível do óleo, com oveículo em terreno plano e motorfrio, está entre as referências MIN eMAX marcadas na parte externa doreservatório.

Com óleo quente, o nível tambémpode superar a referência MAX.

Se for necessário adicionar óleo,certificar-se de que tenha as mesmascaracterísticas do óleo já presente nosistema.

IMPORTANTE: verificar o nível doóleo com o motor ligado em marchalenta.

Usar somente óleo FL (Tutela)GI/A.

D

fig. 5

4E09

44BR

fig. 64E

0954

BR

fig. 7

4E09

55BR

Page 113: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-10

Verificar periodicamente o estado ea tensão da correia da bomba da dire-ção hidráulica.

Não forçar o volante totalmente gi-rado em fim de curso. Isto provoca oaumento desnecessário da pressão dosistema.

Evitar que o líquido para adireção hidráulica entre emcontato com as partes quen-

tes do motor, uma vez que o mesmo éinflamável.

LÍQUIDO DOS FREIOS figs. 8 e 9

Periodicamente, controlar o funcio-namento da lâmpada-piloto situadano quadro de instrumentos: pressio-nando a tampa do reservatório (comchave de ignição em MAR), a lâm-pada-piloto x deve acender.

fig. 8 - versões com freio ABS.fig. 9 - versões sem freio ABS.

Se precisar adicionar líquido, utili-zar somente os classificados DOT 4.Em particular, aconselha-se o uso deFL (TUTELA) TOP 4/S, com o qual foiefetuado o primeiro enchimento.

O nível do líquido no reservatórionão deve ultrapassar a referência MAX.

Evitar que o líquido dosfreios, altamente corrosivo,entre em contato com as par-

tes pintadas. Se isso acontecer, lavarimediatamente com água.

ADVERTÊNCIA: o líquido dosfreios é higroscópico (isto é, absorvea umidade). Por isto, se o veículo forusado predominantemente em re-giões com alta porcentagem de umi-dade atmosférica, o líquido deve sersubstituído com mais freqüência doque indicado no Plano de Manuten-ção Programada.

IMPORTANTE: para evitar incon-venientes de frenagem, substitua olíquido dos freios a cada dois anos,independentemente da quilometra-gem percorrida.

O símbolo π, presente norecipiente, identifica os líqui-dos de freios de tipo sintéti-

co, distinguindo-os dos de tipo mine-ral. Usar líquidos de tipo mineraldanifica irremediavelmente as juntasespeciais de borracha do sistema defrenagem.

fig. 8

4E09

48BR

fig. 94E

0946

BR

Page 114: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-11

FILTRO DE ARSUBSTITUIÇÃO figs. 10 e 11

Soltar os grampos A e retirar atampa B puxando-a para trás, to-mando cuidado para não danificar otubo de borracha que está conectadoà mesma. Remover o elemento filtrante C.

O filtro de ar deverá ser inspe-cionado a cada 500 km e, caso seencontre muito sujo, deverá sersubstituído antes do prazo especi-ficado no Plano de ManutençãoProgramada.

ANTIPÓLEN E CARVÃO ATIVADO -FILTROS DO AR-CONDICIONADO

O sistema de ar-condicionado dealgumas versões pode possuir um fil-tro específico destinado a absorção departículas de pólen que normalmenteentrariam junto com o fluxo de ar co-letado externamente. Este filtro, se es-tiver sujo, pode ser responsável diretopor uma eventual diminuição da efi-ciência do sistema de ar-condi-cionado, razão pelo qual recomenda-se a sua inspeção periódica e eventualsubstituição.

Se o veículo for utilizado predomi-nantemente em localidades com altaconcentração de poeira, poluição atmosférica ou regiões litorâneas,deve-se substituir com maior freqüên-cia o elemento filtrante.

O ar-condicionado do veículo podeestar equipado com o filtro de carvãoativado. A função deste filtro é elimi-nar os odores resultantes da poeira efungos.

Recomendamos que tanto o tra-balho de inspeção quanto o de substi-tuição dos elementos filtrantes sejamrealizados na Rede Assistencial Fiat.

D

fig. 114E

1025

BR

fig. 10

4E10

23BR

Page 115: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-12

BATERIAAs baterias dos veículos Fiat são do

tipo “Sem Manutenção”, que, emcondições normais de uso, não exi-gem enchimentos com água desti-lada.

O nível do líquido da bateria (ele-trólito), com veículo em superfícieplana, deve estar entre as referênciasmarcadas na bateria. Se o nível estiverabaixo da referência MIN-fig. 12, diri-gir-se à Rede Assistencial Fiat.

Para a recarga da bateria, ver o ca-pítulo “Em emergência”.

O líquido contido na bate-ria é venenoso e corrosivo.Evitar o contato com a pele e

com os olhos. Não aproximar-se dabateria com chamas ou possíveis fon-tes de faíscas, pois há perigo de ex-plosão e de incêndio.

A utilização da bateriacom o nível de eletrólitomuito baixo pode danificá-la

irreparavelmente, provocando orompimento da caixa plástica e o va-zamento do ácido contido na mesma.

As baterias contêm subs-tâncias muito perigosas parao meio ambiente. Para a

substituição da bateria, aconselha-mos dirigir-se à Rede AssistencialFiat, que está preparada para a elimi-nação da mesma respeitando a natu-reza e as disposições legais.

Uma montagem incorretade acessórios elétricos e ele-trônicos pode causar graves

danos ao veículo.

CONSELHOS ÚTEIS PARA PROLON-GAR A DURAÇÃO DA BATERIA

Ao estacionar o veículo, certificar-seque as portas e o capô estejam bemfechados. As luzes internas devem estar apagadas.

Com motor desligado, não manterdispositivos ligados por muito tempo(por ex. rádio, luzes de emergênciaetc.).

ADVERTÊNCIA: a bateriamantida por muito tempocom carga abaixo de 50% é

danificada por sulfatação, reduzindo-sea sua capacidade e o desempenho napartida.

fig. 12

4E09

58BR

Page 116: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-13

D

Em caso de parada prolongada, ver“Inatividade prolongada do veículo”,no capítulo “Uso correto do veículo”.

Se, após a compra do veículo, vocêdesejar montar acessórios (alarme ele-trônico etc.), dirija-se à Rede Assisten-cial Fiat que irá sugerir-lhe os disposi-tivos mais adequados e, principal-mente, recomendar-lhe a utilizaçãode uma bateria com capacidademaior.

ADVERTÊNCIA: tendo queinstalar no veículo sistemasadicionais (alarme, som

etc.), frisamos o perigo que represen-tam derivações inadequadas em co-nexões dos chicotes elétricos, princi-palmente se ligados aos dispositivosde segurança.

CENTRAIS ELETRÔ-NICAS

Usando normalmente o veículo,não é preciso ter precauções espe-ciais.

Em caso de intervenções no sistemaelétrico ou de partida de emergência,é necessário, porém, seguir cuidado-samente as instruções seguintes:

– Nunca desligue a bateria do sis-tema elétrico com o motor em movi-mento.

– Desligue a bateria do sistema elé-trico em caso de recarga.

– Em caso de emergência, nuncaefetue a partida com um carregadorde bateria, mas utilizar uma bateriaauxiliar (ver “Partida com bateria au-xiliar” no capítulo “Em emergência”).

– Tome um cuidado especial comligação entre bateria e sistema elé-trico, verificando tanto a exata polari-dade, como a eficiência da própria li-gação. Quando a bateria é religada, acentral do sistema de injeção/igniçãodeve readaptar os próprios parâmetros

internos; portanto, nos primeiros qui-lômetros de uso, o veículo pode apre-sentar um comportamento levementediferente do anterior.

– Não ligue ou desligue os termi-nais das centrais eletrônicas quando achave de ignição estiver na posiçãoMAR.

– Não verifique polaridades elétri-cas com faíscas.

– Desligue as centrais eletrônicasno caso de soldas elétricas na carro-ceria. Removê-las em caso de tempe-raturas acima de 80°C (trabalhos es-peciais na carroceria etc.).

ADVERTÊNCIA: a instala-ção de acessórios eletrônicos(rádio, alarme etc.) com ex-

ceção dos originais de fábrica, nãodeve em hipótese alguma, alterar oschicotes elétricos dos sistemas de in-jeção e ignição.

Modificações ou consertosno sistema elétrico, efetua-dos de maneira incorreta e

sem ter em consideração as caracte-rísticas técnicas do sistema, podemcausar anomalias de funcionamentocom risco de incêndio.

Page 117: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-14

VELASA limpeza e a integridade das velas

fig. 13 são decisivas para a eficiênciado motor e para a contenção dasemissões poluentes.

O aspecto da vela, se examinadopor um especialista, é um válido indí-cio para localizar um defeito, mesmose não for ligado ao sistema de igni-ção. Assim, se o motor tiver algumproblema, é importante verificar asvelas na Rede Assistencial Fiat.

Velas MODELO VERSÃO (tipo)

PALIO 1.0 8V Fire NGK BKR6E

SIENA 1.0 8V Fire NGK BKR6E

STRADA 1.3 8V Fire NGK BKR6EZ

As velas devem ser substi-tuídas dentro dos prazosprevistos pelo Plano de Ma-

nutenção Programada. Use somentevelas do tipo recomendado; se ograu térmico for inadequado, ou senão for garantida a duração prevista,podem acontecer inconvenientes.

RODAS E PNEUSPRESSÃO DOS PNEUS

Controlar semanalmente, e antesde viagens longas, a pressão de cadapneu, inclusive da roda sobressa-lente.

O controle da pressão deve ser efe-tuado com pneu frio.

Usando o veículo por um longoperíodo, é normal que a pressãoaumente. Se, por acaso, precisar con-trolar ou calibrar os pneus estando osmesmos quentes, considere que ovalor da pressão deverá ser +0,3kg/cm2 ou 4lb/pol2 a mais em relaçãoao valor estabelecido.

Lembre-se que a aderên-cia do veículo na estradadepende também da correta

pressão dos pneus.

fig. 13

4E09

59BR

Page 118: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-15

Uma pressão errada provoca umdesgaste anormal dos pneus fig. 14

A - Pressão normal: banda de ro-dagem gasta de maneira uniforme.

B - Pressão insuficiente: banda derodagem gasta principalmente nasbordas.

C - Pressão excessiva: banda derodagem gasta principalmente nocentro.

Uma pressão baixa demaisprovoca o superaquecimentodo pneu, com possibilidade

de graves danos ao mesmo.

A borracha não se decom-põe com o passar do tempo,razão pela qual os pneus

usados, quando forem substituídos,não devem ser descartados em lixei-ras comuns. É aconselhável deixá-losno estabelecimento que fez a trocapara que este se encarregue de reci-clá-los.

ADVERTÊNCIAS: se possível, evi-tar freadas repentinas, arrancadasviolentas, etc.

Evitar, principalmente, choquesviolentos contra calçadas, buracos naestrada e obstáculos de qualquer tipo.O uso prolongado em estradas mal-conservadas pode danificar os pneus.

Verificar, periodicamente, se ospneus não têm cortes laterais, au-mento de volume ou desgaste irregu-lar das bandas de rodagem. Nessecaso, dirigir-se à Rede AssistencialFiat.

Evitar viajar com sobrecarga; podecausar sérios danos às rodas e aospneus.

Se furar um pneu, parar imediata-mente e substituí-lo para não danifi-car o próprio pneu, a roda, a suspen-são e o mecanismo da direção.

O pneu envelhece mesmo se poucousado. Rachaduras na borracha dabanda de rodagem e nas laterais são um sinal de envelhecimento. Dequalquer forma, se os pneus estãomontados há mais de 6 anos, é neces-sário mandá-los controlar por pessoalespecializado, para avaliar se podemainda ser utilizados. Lembre-se tam-bém de controlar com muito cuidadoa roda sobressalente.

Em caso de substituição, montarsempre pneus novos, evitando os deproveniência duvidosa.

Os veículos Fiat usam pneus Tube-less, sem câmara de ar. Nunca usarcâmaras de ar com estes pneus.

D

fig. 14

4E09

60BR

Page 119: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Se substituir um pneu, é oportunotrocar a válvula de enchimento tam-bém.

Para permitir um desgaste uniformeentre os pneus dianteiros e os trasei-ros, aconselha-se efetuar o rodíziodos pneus a cada 10-15 mil quilôme-tros, mantendo-os do mesmo lado doveículo para não inverter o sentido derotação.

Pneus novos apresentam melhoraderência após percorrerem pelo me-nos 150 km.

Não efetuar rodízio emcruz dos pneus, deslocando-os do lado direito do veículo

para o esquerdo e vice-versa.

TUBULAÇÕES DEBORRACHA

Em relação às tubulações flexíveisde borracha do sistema de freios, dadireção hidráulica e de alimentação,seguir rigorosamente o Plano de Ma-nutenção Programada. Efetivamente,o ozônio, as altas tempera-turas e a falta prolongada de líquidono sistema podem causar o endure-cimento e a rachadura das tubula-ções, com possíveis vazamentos de lí-quidos. Assim, é necessário um con-trole cuidadoso.

LIMPADORES DOPÁRA-BRISA E DOVIDRO TRASEIRO

PALHETAS

Limpar, periodicamente, a parte deborracha usando produtos adequa-dos. Substituir as palhetas se o limpa-dor de borracha estiver deformadoou gasto. Em todo caso, aconselha-sea substituí-las uma vez por ano.

Viajar com as palhetas dolimpador do pára-brisa des-gastadas representa um

grave risco, pois reduz a visibilidadeem caso de más condições atmosféri-cas.

– Não ligar os limpadores do pára-brisa e do vidro traseiro sobre o vidroseco. Somente devem ser utilizadosestando o vidro molhado e livre deimpurezas, tais como: terra, barro,areia etc., sob pena de se danifica-rem a borracha e o próprio vidro.

D-16

Page 120: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Substituição das palhetas do limpa-dor do pára-brisa fig. 15

1) Levantar o braço A do limpadordo pára-brisa e posicionar a palhetade maneira que forme um ângulo de90 graus com o próprio braço;

2) Tirar a palheta empurrando-apara baixo e desengatando-a dobraço A;

3) Montar a palheta nova introdu-zindo-a na respectiva sede do braçoe certificando-se de que fique bemcolocada.

Substituição da palheta do limpadordo vidro traseiro fig. 16

1) Para retirar a palheta basta aper-tar a trava indicada fig. 16.

2) Para montar a nova palhetabasta encaixá-la na sede.

ESGUICHOS

Se o jato não sair, antes de tudo,verificar se há líquido no reservató-rio; ver “Verificação dos níveis” nestecapítulo.

Depois, usando um alfinete, verifi-car se os furos de saída não estãoentupidos A-fig. 17.

D-17

D

fig. 15

4E09

50BR

fig. 164E

0949

BR

fig. 17

4E09

52BR

Page 121: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-18

Os jatos do lavador do vidro traseiro podem se orientados regu-lando a direção dos esguichos. Giraro cilindro dos esguichos com umachave de fenda introduzida na sedefig. 18 de maneira que os mesmos se-jam apontados para o ponto mais altoalcançado pelo movimento das pa-lhetas.

AR-CONDICIONADODurante o inverno, o sistema de ar-

condicionado deve ser colocado emfuncionamento pelo menos uma vezpor mês e por cerca de 10 minutos.

Antes do verão, verificar a eficiên-cia do sistema na Rede AssistencialFiat.

O sistema utiliza fluidorefrigerante R134a que, emcaso de vazamentos aciden-

tais, não danifica o meio ambiente.Evitar completamente o uso de fluidoR12 que, além de ser incompatívelcom os componentes do sistema,contém clorofluorcarbonetos (CFC).

CARROCERIAPROTEÇÃO CONTRA OS AGENTESATMOSFÉRICOS

As principais causas de fenômenosde corrosão são:

- poluição atmosférica- salinidade e umidade da atmos-

fera (regiões litorâneas ou com climaquente e úmido)

- variações climáticas das esta-ções.

Não se deve subestimar também aação abrasiva da poeira atmosférica eda areia levadas pelo vento, do barroe do cascalho atirados pelos outrosveículos.

A Fiat adotou em seus veículos asmelhores soluções tecnológicas paraproteger, com eficácia, a carroceriacontra a corrosão.

fig. 18

4E09

51BR

Page 122: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-19

Aqui estão as principais:- produtos e sistemas de pintura

que dão ao veículo uma maior resis-tência contra corrosão e abrasão;

- uso de chapas zincadas (ou pré-tratadas), dotadas de alta resistênciacontra a corrosão;

- aspersão da parte inferior da car-roceria, do compartimento do motor,da parte interna da caixa das rodas eoutros elementos com produtos cero-sos com elevado poder protetor;

- aspersão de polímeros com fun-ção protetora, nos pontos mais expos-tos: soleira das portas, parte internados pára-lamas, bordas etc;

- uso de caixas “abertas” para evi-tar condensação e estagnação deágua, que podem favorecer a forma-ção de ferrugem no interior.

CONSELHOS PARA A BOA CON-SERVAÇÃO DA CARROCERIA

Pintura

A pintura não tem só função esté-tica, mas também de proteção daschapas.

Em caso de abrasões ou riscos pro-fundos, aconselha-se a fazer os devi-dos retoques imediatamente, para evi-tar formações de ferrugem.

Para os retoques na pintura, utilizarsomente produtos originais (ver o ca-pítulo “Características técnicas”).

A manutenção normal da pinturaconsiste na lavagem, cuja freqüênciadepende das condições do ambientede uso. Por exemplo, nas zonas comalta poluição atmosférica, alta sali-dade ou em estradas rurais, onde écomum haver estrume de animal, ori-entamos a lavar o veículo com maisfreqüência.

Os detergentes poluem aságuas. Por isso, a lavagem doveículo deve ser efetuada

usando produtos biodegradáveis, quese decompõem no meio ambiente.

Ao lavar o veículo, utilizeo mínimo de água possível.Se for utilizar mangueira,

certifique-se de que a mesma nãoapresente vazamentos que favoreçamo desperdício de água potável.

Para uma lavagem correta:

1) molhar a carroceria com um jatod’água com baixa pressão;

2) passar na carroceria uma esponjacom shampoo neutro automotivo, en-xaguando a mesma com freqüência.

3) enxaguar bem com água e en-xugar com jato de ar, uma camurça oupano macio.

Ao enxugar, prestar atenção naspartes menos visíveis, como o vão dasportas, capô e contorno dos faróis,nos quais a água pode empoçar-secom mais facilidade.

D

Page 123: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-20

Aconselha-se a não guardar logo oveículo em ambiente fechado, masdeixá-lo ao ar livre para favorecer aevaporação da água.

Não lavar o veículo depois de ter fi-cado parado sob o sol ou com o capôdo motor quente; o brilho da pinturapode ser alterado.

As partes de plástico externas de-vem ser limpas com o mesmo proce-dimento seguido para a lavagem nor-mal do veículo.

Evitar estacionar o veículo debaixode árvores; a resina que muitas espé-cies deixam cair, dão um aspectoopaco à pintura e aumentam a possi-bilidade de corrosão.

ADVERTÊNCIA: os excrementos depássaros devem ser lavados imediata-mente e com cuidado, pois sua aci-dez é bastante agressiva.

Para proteger melhor a pintura,aconselhamos encerar periodica-mente, utilizando cera, a qual deixauma camada protetora sobre amesma.

Vidros

Para a limpeza dos vidros, usar detergentes específicos. Usar panosbem limpos para não riscar os vidrosou alterar a transparência dos mes-mos.

ADVERTÊNCIA: para não pre-judicar as resistências elétricas pre-sentes na superfície interna do vidrotraseiro, esfregar delicadamenteseguindo o sentido das própriasresistências.

Evite aplicar decalques ou outrosadesivos nos vidros, visto que osmesmos podem desviar a atenção ereduzem o campo de visão.

Vão do motor

A lavagem do compartimento domotor é um procedimento que deveser evitado. Porém, quando isto setornar necessário, observar asrecomendações a seguir:

ADVERTÊNCIA: ao lavar o motor,tome os seguintes cuidados:

- não o lave quando estiver aindaquente;

- não utilize substâncias cáusti-cas, produtos ácidos ou derivados depetróleo;

- evite jatos d’água diretamentesobre os componentes eletroeletrô-nicos e seus chicotes;

- proteja com plásticos o alterna-dor, a central da ignição/injeção ele-trônica, a bateria, a bobina e, seexistente, a central do sistema ABS;

- proteja também com plástico oreservatório do fluido de freio, paraevitar a sua contaminação;

Após a lavagem, não pulverizenenhum tipo de fluido (óleo diesel,querosene, óleo de mamona etc.)sobre o motor e componentes, sobpena de danificá-los, causando,inclusive, a retenção de poeira.

Page 124: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-21

ADVERTÊNCIA: a lavagem deveser efetuada com motor frio e chavede ignição em STOP. Depois da lava-gem, verificar se as diversas prote-ções (ex.: tampas de borracha eoutras proteções) não foram removi-das ou danificadas.

Eletroventilador do radiador

A utilização do veículo em viaslamacentas pode ocasionar o acú-mulo de barro no eletroventilador,provocando vibrações e ruídos anor-mais e, em situações extremas, o tra-vamento do sistema. A inspeção elimpeza do eletroventilador do radia-dor é uma operação necessária emveículos que trafegam em tais condi-ções.

A limpeza do eletroventi-lador do radiador deve serfeita respeitando as disposi-

ções estabelecidas no tópico “Vão domotor”. Particularmente, o empregoinadequado de jatos d’água podeocasionar danos nas colmeias doradiador e no motor elétrico do ele-troventilador.

Pneus

Após uma lavagem geral do veí-culo aconselha-se esfregar umaescova de cerdas macias com umasolução de água e shampoo neutro.Utilizar “Easy Care limpa pneus”,que dá aos pneus um aspecto novo,sem brilho exagerado.

INTERIOR DOVEÍCULO

Periodicamente, verificar se não háágua parada debaixo dos tapetes (devido a sapatos molhados, guarda-chuvas etc.) que poderiam proporcionaro surgimento de focos de corrosão.

LIMPEZA DOS BANCOS E DAS PARTES DE TECIDO

- Retirar o pó com uma escova ma-cia ou com um aspirador de pó.

- Esfregar os bancos com umaesponja umedecida com uma misturade água e detergente neutro.

D

Page 125: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

D-22

LIMPEZA DOS BANCOS EMVELUDO

Para limpeza do veludo, use aspi-rador de pó, uma escova de cerdasmacias e água. Não use sabão oudetergentes, pois os mesmos podemmanchar o veludo.

Após aspirar deve-se proceder alimpeza do encosto varrendo decima para baixo com escova seca.

O assento deve ser varrido da partemais próxima do encosto para afrente do banco. Após o uso da escovaseca deve-se repetir a operação com aescova levemente umedecida.

Em seguida, deixar que seque com-pletamente para sua utilização.

PARTES DE PLÁSTICO INTERNAS

Usar produtos específicos, estuda-dos para não alterar o aspecto doscomponentes.

TAPETES E PARTES DE BORRACHA(exceto vão do motor)

Recomenda-se usar produtos deeficiência comprovada. Misturascaseiras de álcool + glicerina pro-duzem brilho exagerado, além deagredir a borracha dos pneus.

ADVERTÊNCIA: não utilizar álcoolou benzina para a limpeza do visordo quadro de instrumentos.

Não deixar frascos deaerossol no veículo, pois háperigo de explosão. Os fras-

cos de aerossol não devem serexpostos a uma temperatura supe-rior a 50°C. Dentro do veículoexposto ao sol, a temperatura podeultrapassar em muito este valor.

Page 126: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E

CARACTERÍSTICAS TÉCNICASOs aficionados de motores e de mecânica provavel-

mente vão começar a ler o manual a partir desta parte.Efetivamente, inicia uma seção cheia de dados, números,medidas e tabelas. Trata-se, de uma certa forma, da cartei-ra de identidade de seu veículo. Um documento de apre-sentação que mostra, em linguagem técnica, todas ascaracterísticas que fazem dele um modelo criado paraproporcionar-lhe a máxima satisfação.

DADOS PARA A IDENTIFICAÇÃO. . . . . . . . . . . . . E-1CÓDIGO DOS MOTORES - VERSÕES DE CARROCERIA. . . . . . . . . . . . . . . . . . E-2MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-3TRANSMISSÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-4FREIOS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-5SUSPENSÕES. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-5DIREÇÃO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-6ALINHAMENTO DAS RODAS . . . . . . . . . . . . . . . . E-6RODAS E PNEUS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-6SISTEMA ELÉTRICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-7DESEMPENHO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-8DIMENSÕES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-9PESOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-13ABASTECIMENTOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-14CARACTERÍSTICAS DOS LUBRIFICANTESE DOS LÍQUIDOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-17PRESSÃO DOS PNEUS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . E-18

E

Page 127: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E

DADOS PARA AIDENTIFICAÇÃO

Estão indicados nos seguintes pon-tos fig. 1 e 2

SEÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO DOVEÍCULO (VIS)

A – Etiqueta sobre o pára-lamadianteiro direito.

B – Etiqueta sobre a coluna defixação da porta dianteira direita.

C – Etiqueta sobre a travessa defixação do banco dianteiro direito.

TIPO E NÚMERO DO CHASSID – Gravação no assoalho

debaixo do banco dianteiro direito.

CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DECARROCERIA

E – Plaqueta fixada na travessadianteira com código de identifica-ção de carroceria.

ANO DE FABRICAÇÃO

F – Etiqueta sobre a coluna defixação da porta dianteira direita,próxima à etiqueta VIS.

TIPO E NÚMERO DO MOTOR

G – Gravação no bloco do motor.

TARA, LOTAÇÃO E PESO BRUTOTOTAL

H – Etiqueta fixada na face traseirada porta esquerda (Strada).

E-1fig. 1

4E12

86BR

4EN

0614

BR

4E12

73BR

4E12

72BR

4EN

0613

BR

4E09

74BR

fig. 2

4E12

25BR

4E12

76BR

Page 128: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-2fig. 3

P4E0

1455

FIAT AUTOMÓVEIS S.A.BR 381, KM 429 - Betim - MGC.G.C. 16.701.716/0001-56Indústria Brasileira

fig. 44E

0559

BR

ETIQUETA ADESIVA DE IDENTIFICAÇÃO DA TINTA DACARROCERIA - fig. 3

A etiqueta adesiva está colada naparte lateral interna da porta direita.

Indica os seguintes dados:A - Fabricante da tintaB - Denominação da corC - Código Fiat da corD - Código da cor para retoques ou

nova pintura

ETIQUETA ADESIVA DE IDENTIFICAÇÃO DO FABRICANTEfig. 4

A etiqueta adesiva está localizadasob o capô do motor.

CÓDIGO DOS MO-TORES - VERSÕESDE CARROCERIAVersões Código do Código da

tipo de motor carroceria

Palio3 portas 178D9011 171.037.0

Palio 5 portas 178D9011 171.467.0

Siena 178D9011 172.467.0

Strada Cabinecurta 178E8011 278.010.0

Strada Cabine

estendida 178E8011 278.070.0

Page 129: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E

E-3

MOTOR

PALIO SIENA STRADADADOS GERAIS 1.0 8V Fire 1.0 8V Fire 1.3 8V Fire

Código do tipo 178D9011 178D9011 178E8011

Ciclo OTTO OTTO OTTO

Combustível Gasolina Gasolina Gasolina

Número e posição dos cilindros 4 em linha 4 em linha 4 em linha

Número de válvulas por cilindro 2 2 2

Diâmetro x curso mm 70,0 x 64,9 70,0 x 64,9 70,8 x 78,86

Cilindrada total cm3 999,1 999,1 1241,86

Taxa de compressão 10,8 + 0,2 -0,1: 1 10,8 + 0,2 -0,1: 1 9,8 + 0,2: 1

Potência máxima ABNT cv/kW 65,0/47,8 65,0/47,8 67,0/49,3regime correspondente rpm 6500 6500 5250

Torque máximo ABNT kgm/Nm 9,1/89,3 9,1/89,3 11,1/108,9regime correspondente rpm 3000 3000 2250

Regime de marcha lenta rpm 850 ± 50 850 ± 50 850 ± 50

DISTRIBUIÇÃO

Admissão: início antes do PMS 02º APMS 02º APMS 07º APMS

fim depois do PMI 41º DPMI 41º DPMI 35º DPMI

Escapamento: início antes do PMI 42º APMI 42º APMI 37º APMI

fim depois do PMS 01º DPMS 01º DPMS 05º DPMS

Teor de CO em marcha lenta < 0,1% < 0,1% < 0,5%

Page 130: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-4

Palio, Siena e Strada FIRE E-4

ALIMENTAÇÃO/IGNIÇÃO

Injeção eletrônica e ignição comsistemas integrados: uma única cen-tral eletrônica controla ambas as fun-ções elaborando, ao mesmo tempo, aduração do tempo de injeção (para adosagem do combustível) e o ângulode avanço da ignição.

Tipo: Multipoint seqüencial indi-reta.

Filtro do ar: a seco, com elementofiltrante de papel; tomada de seleçãotermostática.

Bomba de combustível: por imer-são, no reservatório.

Pressão de injeção: Motor 1.0 8V Fire ................ 3 bar.Motor 1.3 8V Fire.............. 3,5 bar.Sistema de dosagem da mistura

mediante elaboração eletrônica dosdados detectados pelos sensores doângulo de abertura da borboleta ace-leradora e de regime do motor.

M a rcha lenta do motor: 850 ± 50 rpm.Ordem de ignição: 1 - 3 - 4 - 2Velas de ignição: 1.0 8V Fire ................NGKBKR6E1.3 8V Fire ..............NGKBKR6EZ

Modificações ou consertosno sistema de alimentação,efetuados de maneira incor-

reta e sem ter em conta as caracterís-ticas técnicas do sistema, podem cau-sar anomalias de funcionamento comriscos de incêndio.

LUBRIFICAÇÃO

Forçada, através de bomba deengrenagens com válvula limitadorade pressão incorporada.

Filtragem do óleo mediante filtrode cartucho em vazão total.

ARREFECIMENTO

Sistema de arrefecimento com radi-ador, bomba centrífuga e reservatóriode expansão.

Termostato no circuito secundáriopara recirculação da água do motorao radiador. Termostato de “by-passcontrolado”.

Eletroventilador para arrefecimentodo radiador com ativação/desati-vação, regulada por interruptor ter-mostático situado no radiador.

TRANSMISSÃO

EMBREAGEM

Monodisco a seco com mola adisco e comando mecânico.

CAIXA DE MUDANÇAS E DIFEREN-CIAL

Com cinco marchas para a frente emarcha à ré com sincronizadores parao engate das marchas para a frente.

As relações são:

Em 1ª marcha 4,273

Em 2ª marcha 2,238

Em 3ª marcha 1,520

Em 4ª marcha 1,156

Em 5ª marcha 0,919

Em marcha a ré 3,909

Page 131: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Grupo cilíndrico de redução egrupo diferencial incorporados à caixade velocidades.

As relações são:

Relação de redução do 4,357diferencial

Número de dentes 14/61

Transmissão de movimento para asrodas dianteiras através de semi-eixosligados ao grupo diferencial e às rodascom juntas homocinéticas.

FREIOSFREIOS DE SERVIÇO

Dianteiros: a disco ventilado, compinça flutuante.

Traseiros: a tambor, com sapatasautocentrantes.

Circuitos hidráulicos cruzados.Servofreio por depressão.Sistema ABS de quatro canais e

quatro sensores (opcional).Recuperação automática da folga

devido ao desgaste das pastilhas elonas de freio.

Regulador de frenagem a corte fixoque age no circuito hidráulico dosfreios traseiros.

FREIO DE MÃO

Comandado por alavanca de mãoque age mecanicamente sobre as sa-patas dos freios traseiros.

SUSPENSÕESDIANTEIRA

De rodas independentes, tipoMcPherson com braços oscilantesfixados a uma travessa.

Molas helicoidais e amortecedoreshidráulicos telescópicos de duploefeito.

TRASEIRAPalio e Siena

De rodas independentes (eixo detorção).

Molas helicoidais e amortecedoreshidráulicos telescópicos de duplo efeito.

Barra estabilizadora (para algumasversões).

Strada

Tipo: com eixo rígido.

Amortecedores hidráulicos,telescópicos de duplo efeito. Molaparabólica longitudinal.

E-5

E

Page 132: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-6

DIREÇÃO

Volante com absorção de energia(AIR BAG) opcional.

Coluna da direção articulada, comabsorção de energia e com sistema deregulagem angular em altura.

Sistema mecânico ou hidráulicocom pinhão e cremalheira com lubrifi-cação permanente.

Direção hidráulica (para algumasversões).

Articulações com lubrificação per-manente.

Diâmetro mínimo de curva: Palio e Siena............................9,8 mStrada ....................................11,0 m

Número de voltas do volante: 4,13 voltas com direção mecânica2,77 voltas com direção hidráulica

Nos veículos dotados dedireção hidráulica, não viraro volante até o fim de curso

(seja para a direita ou esquerda) pormais de 15 segundos, sob pena dedanificar o sistema.

ALINHAMENTODAS RODAS

RODAS DIANTEIRAS Palio/Siena Strada1.0 8V Fire 1.3 8V Fire

Câmber -30’ ± 30’ -30’ ± 30’

Cáster1° 34’ ± 30’ 0° ± 30’2°20’±30’(*) 1°30’ ± 30’(*)

Convergência -1 ± 1 mm -1 ± 1 mm

(*) com direção hidráulica

RODAS TRASEIRAS Palio/Siena Strada1.0 8V Fire 1.3 8V Fire

Câmber -30’ ± 30’ 0’ ± 30’

Convergência -1,5 ± 1,5 mm 0 ± 0,5 mm

RODAS E PNEUS

Palio Siena Strada1.0 8V 1.0 8V 1.3 8V

Fire Fire Fire

Rodas 5,0 x 13” 5,0 x 13” 5,5 x 14”

Pneus 145/80R13 165/70R13 175/70R14165/70R13(*)

(*) opcional

Estabelecidas as dimensões prescri-tas, para a segurança da marcha, é in-dispensável que o veículo esteja equi-pado com pneus da mesma marca edo mesmo tipo em todas as rodas.

ADVERTÊNCIA: com pneus Tube-less (sem câmara), não usar câmarasde ar. As rodas de liga leve são fixa-das com parafusos específicos incom-patíveis com qualquer roda de aço es-tampado, exceto com a de reserva.

Page 133: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E

E-7

E

SISTEMA ELÉTRICO

Tensão de alimentação: 12 volts.

BATERIACom negativo em massa.

Capacidades

Palio Siena Strada1.0 8V 1.0 8V 1.3 8V

Fire Fire Fire

Versão básica 32Ah 32Ah 32Ah

Com ar-condic. 40Ah 40Ah 40Ah

ALTERNADOR

Retificador e regulador de tensãoeletrônico incorporado. Início dacarga da bateria assim que o motor éligado.

Palio Siena Strada1.0 8V 1.0 8V 1.3 8V

Fire Fire Fire

Correntenominal 65A 65A 65Amáxima 90A (*) 90A (*) 90A (*)fornecida

(*) Com ar-condicionado

O alternador possui um reguladorde tensão que incorpora a função dediagnóstico, ou seja, a lâmpada derecarga da bateria permanece acesaaté 2,5 segundos após a partida doveículo para leitura do sistema.

Se houver algum inconvenientepermanente, a lâmpada continuaráacesa. Neste caso, dirigir-se à RedeAssistencial Fiat.

Caso não haja nenhum inconve-niente permanente no veículo alâmpada apagará e, se a seguir, achave de ignição for colocada emStop e novamente em marcha, alâmpada de recarga da bateria nãomais acenderá.

Page 134: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-8

MOTOR DE PARTIDA

Potência fornecida: Palio ....................0,8 kwSiena ....................0,9 kwStrada ..................0,9 kw

Modificações ou consertosno sistema elétrico, efetua-dos de maneira incorreta e

sem ter em conta as característicastécnicas do sistema, podem causaranomalias de funcionamento com ris-cos de incêndio.

DESEMPENHOVelocidades máximas admissíveis,

com média carga e estrada plana (km/h).

Palio Siena Strada1.0 8V 1.0 8V 1.3 8V

Fire Fire Fire1ª marcha 36,0 36,0 31,0

2ª marcha 69,0 69,0 59,0

3ª marcha 101,0 101,0 87,0

4ª marcha 132,8 132,8 115,0

(*) 5ª marcha 154,0 154,0 152,0

Marcha a ré 39,3 39,3 34,0

Rampa máxima superável (*), emprimeira marcha e com carga útil; es-tando o veículo já em movimentocom o motor em rotação de torquemáximo.

Palio Siena Strada1.0 8V 1.0 8V 1.3 8V

Fire Fire Fire

%* 33,0 33,0 29,0

* os valores obtidos são de veículos base e osvalores podem variar para menos 5%, depen-dendo dos opcionais do veículo.

Page 135: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

fig. 5

4E10

88BR

E

DIMENSÕESPALIO

Volume do porta-malas (norma ISO3832):

– em condições normais: 280 dm3

– ampliada, com carga rente aos vi-dros laterais: 650 dm3

A B C D E F G H I

1.0 8V Fire 767,0 2373,0 623,0 3763,0 1440,0 1415,0 1378,0 1620,0 1905,0

E-9

Page 136: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

fig. 6

4E10

91BR

E-10

SIENAVolume do porta-malas (norma ISO

3832):– em condições normais: 500,0 dm3

A B C D E F G H I

1.0 8V Fire 767,0 2373,0 973,0 4113,0 1440,0 1415,0 1380,0 1620,0 1905,0

Page 137: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-11

STRADACabine curta

Volume do porta-malas (normaVDA):

– superfície: 2,4 dm2

– volume: 1.100 �

A B C D E F G H I J K

1.3 8V Fire 766,0 2718,0 920,0 4400,0 1505,0 1425,0 1390,0 1665,0 1350,0 1090,0 1685,0

Dimensões em mm.

Efig. 7

4E13

56BR

Page 138: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-12

STRADACabine estendida

Volume do porta-malas (norma VDA):

– superfície: 2,0 dm2

– volume: 800 �

A B C D E F G H I J K

1.3 8V Fire 766,0 2718,0 920,0 4400,0 1544,0 1425,0 1390,0 1665,0 1350,0 1090,0 1303.0

Dimensões em mm.

fig. 8

4E13

57BR

Page 139: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-13

E

PESOSPALIO 1.0 8V FIRE SIENA 1.0 8V FIRE STRADA 1.3 8V FIRE

Pesos (kg) 3 portas 5 portas Cabine curta Cabine estendida

Peso do veículo em ordem de marcha(com abastecimentos, roda de reserva,ferramentas e acessórios): 885 905 1015 1020 1040

Capacidade útil incluindo o motorista: 400 400 400 705 685

Cargas máximas admitidas (*):– eixo dianteiro 605 610 685 860 860– eixo traseiro 680 695 730 1050 1050

Cargas rebocáveis:– reboque freado 1000 1000 1000 1100 1100– reboque não freado 400 400 400 500 500

Carga máxima sobre o teto 50 50 50 _ _

(*) Cargas que não devem ser superadas. É de responsabilidade do usuário, a colocação das bagagens no porta-malas e/ou sobre a su-perfície de carga, respeitando as cargas máximas admitidas.

Page 140: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE E-14

ABASTECIMENTOSPALIO 1.0 8V FIRE SIENA 8V FIRE Produtos

litros kg litros kg homologados (*)

Tanque de combustível: (*) 48 – 48 – Gasolina tipo C com teorIncluída uma reserva de álcool etílico anidro aproximada de: 5,5 a 7,5 – 5,5 a 7,5 – conf. legislação vigente.Sistema de arrefecimento do motor:– base 5,1 a 5,3 – 5,1 a 5,3 – 30% de Paraflu– com aquecedor 5,3 a 5,4 – 5,3 a 5,4 – +70% de água pura– com ar-condicionado 5,3 a 5,4 – 5,3 a 5,4 –

SELÈNIA K SL 15W40 ouCárter do motor e filtro: 2,7 2,38 2,7 2,38

SELÈNIA PERFORMER 10W40Caixa de mudanças/diferencial: 2,0 1,76 2,0 1,76 FL (Tutela) EPYXDireção hidráulica: 0,68 – 0,68 – FL (Tutela) GI/AJunta homocinética e coifa: – 0,075 – 0,075 FL (Tutela) MRM 2/L

Circuito dos freios hidráulicos dianteiros e traseiros: 0,44 – 0,44 – FL (Tutela) TOP 4/SCircuito dos freios hidráulicoscom dispositivo antibloqueio ABS: 0,54 – 0,54 – FL (Tutela) TOP 4/SReservatório do líquido dos lavadores do pára-brisa e dovidro traseiro: 2,3 – 2,3 – Água pura (**)

(*) Valores aproximados, podendo variar de acordo com o plano de inclinação do veículo no momento do abastecimento.(**) Para facilitar e melhorar a limpeza do vidro do pára-brisa, recomenda-se adicionar o produto Tutela SC 35 Limpa parabrisas (FL) ao líquido do reser-vatório do limpador, na seguinte proporção: 25% de Tutela SC 35 Limpa parabrisas (FL) + 75% de água pura.

E-14

E-01 à E-18 27/8/04 11:28 AM Page E-14

Page 141: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE E-15

E

E-15

STRADA 1.3 8V FIRE Produtoslitros kg homologados (*)

Tanque de combustível: (*) 58 – Gasolina comum tipo C com Incluída uma reserva teor de álcool anidro conformeaproximada de: 5,5 a 7,5 – legislação vigenteSistema de arrefecimento do motor: 5,6 a 5,8 30% de Paraflu11

– com aquecedor e ar-condicionado 5,8 a 5,9 – +70% de água puraCárter do motor 2,6 2,3 SELÈNIA K SL 15W40Cárter do motor e filtro 2,7 2,4 SELÈNIA PERFORMER 10W40 API SJ

Caixa de mudanças/diferencial 2,0 1,8 FL (Tutela) EPYXDireção hidráulica 0,68 – FL (Tutela) GI/AJunta homocinética e coifa – 0,075 FL (Tutela) MRM 2/LCircuito dos freios hidráulicos dianteiros e traseiros 0,44 – FL (Tutela) TOP 4/SCircuito dos freios hidráulicos com dispositivoantibloqueio ABS 0,54 – FL (Tutela) TOP 4/SReservatório do líquido dos lavadores do pára-brisa e do vidro traseiro 2,3 – Água pura (**)

(*) Valores aproximados, podendo variar de acordo com o plano de inclinação do veículo no momento do abastecimento.(**) Para facilitar e melhorar a limpeza do vidro do pára-brisa, recomenda-se adicionar o produto Tutela SC 35 Limpa parabrisas (FL) aolíquido do reservatório do limpador, na seguinte proporção: 25% de Tutela SC 35 Limpa parabrisas (FL) + 75% de água pura.

E-01 à E-18 27/8/04 11:28 AM Page E-15

Page 142: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

E-16

NOTAS SOBRE O USO DOS PRODUTOS

Óleo

Não completar o nível com óleosde características diferentes das doóleo já existente.

Combustíveis

Os motores foram projetados parautilizar gasolina do tipo “C” com teor deálcool etílico anidro conforme legis-lação vigente (PROGRAMA DE CON-TROLE DE POLUIÇÃO DO AR PARAVEÍCULOS AUTOMOTORES e ANP).

ADVERTÊNCIA: o uso de combus-tíveis diferentes dos especificados po-derá comprometer o desempenho doveículo, bem como causar danos aoscomponentes do sistema de alimenta-ção, e do próprio motor, que não sãocobertos pela garantia.

CONSUMO DE ÓLEO DO MOTOR

Devido à concepção dos motoresa combustão interna, para que hajauma boa lubrificação, parte do óleolubrificante é consumido durante ofuncionamento do motor.

De maneira indicativa, o consumomáximo de óleo do motor, expressoem ml a cada 1000 km, é o seguinte:

ADVERTÊNCIA: o consumo doóleo do motor depende do modo dedirigir e das condições de uso do veí-culo.

ml a cada 1000 km

Palio 1.0 8V Fire 300

Siena 1.0 8V Fire 300

Strada 1.0 8V Fire 300

Page 143: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE E-17

E

E-17

Lubrificantes e graxas paraa transmissão do movimento

CARACTERÍSTICAS DOS LUBRIFICANTES E DOS LÍQUIDOSPRODUTOS UTILIZADOS E SUAS CARACTERÍSTICAS

Características qualitativas dos lubrificantes e fluidosTipo para um correto funcionamento do veículo (*) Aplicação

Lubrificantes para Lubrificantes sintéticos ou semi-sintéticos que atendam Cárter do motormotores a gasolina à norma API SL

Óleo SAE 80 WEP para caixa de mudanças e diferenciais Caixa de mudanças e diferencialAtende as especificações API GL-4

Óleo de tipo DEXRON II Direções hidráulicas

Graxa de bissulfeto de molibdênio à base de sabões de Juntas homocinéticaslítio hidrorepelente, consistência N.L.G.I. = 2 e coifas

Fluidos para freios Fluido sintético, classe DOT 4 SAE J 1703. Freios hidráulicoshidráulicos

Protetor e anticongelante Antioxidante com ação anticongelante, à base de glicol Sistema de arrefecimento para sistema de arrefecimento monoetilênico inibido (mistura de 30% com 70% de

água pura)

(*) O uso de produtos que não atendam às especificações informadas poderá causar danos e/ou prejudicar o funcionamento do veículo.

Page 144: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PRESSÃO DOS PNEUSPRESSÃO DE CALIBRAGEM DOS PNEUS FRIOS kg/cm2 (lb/pol2)

Com pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4 lb/pol2 em relação ao valor prescrito.

Pneu Com carga média Com carga completa Roda de Dianteiro Traseiro Dianteiro Traseiro reserva

Palio 145/80 R 13”27 27 31 31 31

(1,9) (1,9) (2,2) (2,2) (2,2)

Siena 165/70 R 13”31 31 31 36 36

(2,2) (2,2) (2,2) (2,5) (2,5)

Strada 175/70 R 14”28 28 28 43 43

(2,0) (2,0) (2,0) (3,0) ( 3,0)

Obs.: A primeira especificação é em lb/pol2 e a segunda, entre parênteses, é em kgf/cm2

E-18

Page 145: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Aconselhamos-lhe uma leitura atenta, com o obje-tivo de conhecer exatamente os termos da Garantiaque ampara seu veículo, pois esse conhecimento lheserá de grande utilidade.

Com o intuito de retribuir a confiança em nós depo-sitada, para sua total tranqüilidade e plena proteção deseu patrimônio, orientamos-lhe cumprir rigorosamenteo Plano de Manutenção e Lubrificação, dirigindo-se àRede Autorizada FIAT no Brasil.

Ela está à sua disposição, para proporcionar omelhor serviço a seu veículo contando, para isso, compessoal especialmente treinado, conhecedor de todosos detalhes de seu veículo, e com o equipamentonecessário para atendê-lo.

GARANTIA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-1COMPROVANTE DE ENTREGA. . . . . . . . . . . . . . . F-3INFORMAÇÕES SOBRE O CLIENTE . . . . . . . . . . . F-4GARANTIA ESTENDIDA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-7FIAT-CREDICARD. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-9

IDENTIFICAÇÃO DO PROPRIETÁRIO E DO VEÍCULO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-11CERTIFICADO DE GARANTIA. . . . . . . . . . . . . . . F-13SERVIÇO DE ENTREGA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-16REVISÕES. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-18PROGRAMA AUTONOMY . . . . . . . . . . . . . . . . . F-19SERVIÇO DE MANUTENÇÃO PROGRAMADA. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-20REVISÕES DE CARROCERIA . . . . . . . . . . . . . . . . F-20PRÉ-ORDEM DE SERVIÇO. . . . . . . . . . . . . . . . . . F-21REVISÕES E MANUTENÇÕES PROGRAMADAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-25CONTROLE DE MANUTENÇÕES PROGRAMADAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-26CONTROLE DE REVISÕES E MANUTENÇÕES PROGRAMADAS DE CARROCERIA . . . . . . . . . . F-29REGISTRO DA PINTURA ORIGINALDO VEÍCULO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-30ACESSÓRIOS FIAT . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . F-31GARANTIA APÓS GARANTIA . . . . . . . . . . . . . . . F-33ATUALIZAÇÃO CADASTRAL . . . . . . . . . . . . . . . F-35

F

F

GARANTIA ASSISTENCIAL

Page 146: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

GARANTIA

Esperamos que a relação estabe-lecida entre você e a FIAT com aaquisição deste veículo traga plenasatisfação a ambas as partes.

Ao adquirir esse veículo, vocêrecebeu um automóvel com a maisavançada e moderna tecnologia,destacada pela segurança e qualida-de com economia.

A carroceria de seu veículo rece-beu o mais aperfeiçoado tratamentoda indústria automotiva, asseguran-do-lhe um longo período de dura-ção, demonstrando assim a nossapreocupação em resguardar e valo-rizar ainda mais seu patrimônio.

A Assistência Técnica e Manu-tenção constituirão um capítuloimportante das relações entre vocêe a FIAT, razão pela qual nos propu-semos a organizá-la de modo agarantir a seu veículo a melhor emais longa vida possível, demons-trando assim que: A FIAT PENSA EMVOCÊ.

ATENÇÃO

Este capítulo deve conter todasas etiquetas adesivas nos respecti-vos locais, e estar devidamentepreenchido, pois deverá ser apre-sentado à Rede de Assistência FIATpara reconhecimento da Garantia,segundo as normas que a regem,resguardando assim o seu patri-mônio.

F-1

F

Page 147: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Marea/Marea Week./Brava G-3

Page 148: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

INFORMAÇÕES SOBRE O CLIENTE

IDADE

01 � Até 29

02 � 30-39

03 � 40-49

04 � 50-59

05 � Mais de 60

SEXO

06 � Masculino

07 � Feminino

Nº DE PESSOASNA FAMÍLIA

08 � 109 � 210 � 311 � 412 � 513 � Mais de 5

ESTADOCIVIL

14 � Solteiro

15 � Casado

16 � Outro

ESCOLARIDADE

17� 1º Grau

18� 2º Grau

19� Superior

PROFISSÃO

20 � Comerciante21 � Prof. liberal22 � Funcionário23 � Prendas domésticas24 � Industrial25 � Estudante26 � Professor27 � Outros

DADOS PESSOAIS

VEÍCULO ANTERIORMARCA

28 � Chevrolet29 � Fiat30 � Ford31 � Volkswagen32 � Outra

COMPROU

33 � Novo

34 � Usado

TEMPO DE POSSE

35 � 0-6 meses36 � 6-12 meses37 � 1-2 anos38 � 2-3 anos39 � 3-4 anos40 � Mais de 4 anos

OUTROS VEÍCULOS POSSUÍDOS

41 � Nenhum

42 � Um

43 � Mais de um

VEÍCULO FIATMODALIDADE DE COMPRA

44 � À vista45 � A prazo46 � Consórcio

ACESSÓRIO INSTALADO NA CONCESSIONÁRIA

47 � Rádio/Toca-fitas/CD48 � Ar-condicionado49 � Alarme50 � Outros

Modelo

Identificar

Page 149: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio/Siena/Palio Week./Adventure/Strada F-5

F-01 à F-36 1/9/04 3:18 PM Page F-5

Page 150: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

INFORMAÇÕES SOBRE O CLIENTE

IDADE

01 � Até 29

02 � 30-39

03 � 40-49

04 � 50-59

05 � Mais de 60

SEXO

06 � Masculino

07 � Feminino

Nº DE PESSOASNA FAMÍLIA

08 � 109 � 210 � 311 � 412 � 513 � Mais de 5

ESTADOCIVIL

14 � Solteiro

15 � Casado

16 � Outro

ESCOLARIDADE

17� 1º Grau

18� 2º Grau

19� Superior

PROFISSÃO

20 � Comerciante21 � Prof. liberal22 � Funcionário23 � Prendas domésticas24 � Industrial25 � Estudante26 � Professor27 � Outros

DADOS PESSOAIS

VEÍCULO ANTERIORMARCA

28 � Chevrolet29 � Fiat30 � Ford31 � Volkswagen32 � Outra

COMPROU

33 � Novo

34 � Usado

TEMPO DE POSSE

35 � 0-6 meses36 � 6-12 meses37 � 1-2 anos38 � 2-3 anos39 � 3-4 anos40 � Mais de 4 anos

OUTROS VEÍCULOS POSSUÍDOS

41 � Nenhum

42 � Um

43 � Mais de um

VEÍCULO FIATMODALIDADE DE COMPRA

44 � À vista45 � A prazo46 � Consórcio

ACESSÓRIO INSTALADO NA CONCESSIONÁRIA

47 � Rádio/Toca-fitas/CD48 � Ar-condicionado49 � Alarme50 � Outros

Modelo

Identificar

Page 151: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

GARANTIA ESTENDIDA

A FIAT AUTOMÓVEIS S/A tem compromisso com a qualidade de seus produtos e serviços prestados pela RedeAutorizada FIAT no Brasil. Diante disso, oferece a seus Clientes a possibilidade da extensão da garantia de algunsmodelos de seus veículos por mais 12 (doze) meses, a partir do último dia útil da Garantia Contratual. Se houverinteresse em adquirir a Garantia Estendida, você inicialmente deverá verificar* a disponibilidade deste serviço parao modelo de seu veículo. Se disponível, basta dirigir-se à Rede Assistencial FIAT até o último dia útil de sua GarantiaContratual.

A Garantia Estendida FIAT proporcionará também, durante seu prazo de vigência, a cobertura do CONFIAT -Serviço 24 horas, com todas as vantagens de assistência. Porém, os benefícios dessa garantia não são válidos paraveículos revisados fora da Rede Assistencial FIAT ou que não estejam de acordo com as instruções técnicas vigen-tes para o veículo.

Portanto, para melhores detalhes, condições gerais, restrições, preço, aplicação, disponibilidade da GarantiaEstendida na Rede e utilização do plano de Garantia Estendida, consulte a Central de Relacionamento Fiat ou suaConcessionária FIAT.

*0800 707 1000 - Central de Relacionamento Fiat

F-7

F

Page 152: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Veí

culo

s N

ovos

� (0

25) M

aste

rCar

d®In

tern

atio

nal

� (2

09) V

isa

Inte

rnat

iona

l

� (0

26) M

aste

rCar

d®G

old

� (2

10) V

isa

Gol

d

Dad

os d

o pr

opri

etár

io

Nom

e

Ende

reço

com

plet

o

Bairr

o

Cida

deEs

tado

CEP

Tele

fone

res

iden

cial

Tele

fone

cel

ular

DD

D

Fon

e

D

DD

Fone

CPF

do p

ropr

ietá

rioD

ata

de n

asci

men

to

É ob

riga

tóri

o an

exar

cóp

ias

da n

ota

fisca

l de

com

pra

do v

eícu

lo.

Não

se

esqu

eça

de p

reen

cher

o v

erso

des

te f

orm

ulár

io.

Ass

inat

ura

do p

ropr

ietá

rio

CR

D-8

217

Pree

nche

r de

form

a le

gíve

l e s

em r

asur

as

Loca

l __

____

____

____

____

____

____

____

____

____

____

____

_

Dat

a__

___/

____

_/__

___

Iden

tific

ação

do

veíc

ulo

Page 153: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Peça seu cartão adicional

Nome

Grau de parentesco � A. Cônjuge � I. Pais � J. Filhos � H. Outros

Data de nascimento CIC/CPF

Nome

Grau de parentesco � A. Cônjuge � I. Pais � J. Filhos � H. Outros

Data de nascimento CIC/CPF

Outros cartões de crédito (somente se titular):

� 1. Diners Club � 2.Bradesco � 3.Unibanco � 4.Credicard

� 5.American Express � 8.Outros MasterCard � 9.Outros Visa � 11.Banco do Brasil� 12.Real/ABN � 13.Itaú � 14.CEF

Escolha a data de sua preferência

� 01 � 02 � 03 � 08 � 09 � 12 � 14 � 17� 18 � 20 � 21 � 23 � 25 � 26 � 28

� 01 � 02 � 03 � 08 � 09 � 12 � 14 � 17� 18 � 20 � 21 � 23 � 25 � 26 � 28

Identificação do vendedor (preenchimento obrigatório)

Nome completo

CIC/CPF

Ação de venda nº Tipo de vendedor

Dados do proprietário

Estado civil:� 1. Casado � 2. Solteiro � 3. Viúvo � 4. Desq./Sep. � 5. Divorc. � 6. Outros

Sexo Identidade Órgão emissor� M � F

Nome do pai

Nome da mãe

Residência: � 1. Alugada � 2. Com os pais � 3. Outros � 4. Funcional � 5. Própria quitada � 6. Própria em financiamento

Endereço de e-mail

Dados Econômicos - Financeiros

Empresa

Endereço completo

Bairro

Cidade Estado

CEP DDD Fone Ramal

Profissão

Natureza da ocupação Salário R$

Outras rendas R$ Origem das outras rendas

Caso seja sócio ou proprietário da empresa anote o nº do CGC/CNPJ

Esta proposta será submetida à análise de crédito, segundo critérios próprios do Sistema CREDICARD. Após a aprovação será enviada a cópia do contrato deadesão e emitido(s) e entregue(s) o(s) cartão(ões) de crédito bloqueado(s). A aprovação de um cartão não implica na aprovação do outro.

Page 154: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

DA

DO

S D

O P

RO

PRIE

TÁR

ION

OM

ESO

BR

ENO

ME

RU

A/A

VEN

IDA

AP.

/SA

LAB

AIR

RO

(DD

D) T

EL. R

ESID

ENC

IAL

CEP

CID

AD

EU

F

(DD

D) T

EL. C

OM

ERC

IAL

E R

AM

AL

PREE

NC

HER

TA

MB

ÉM D

AD

OS

REF

EREN

TES

À P

INTU

RA

E O

PCIO

NA

IS N

AS

PÁG

INA

S 30

, 31

E 32

.

IDEN

TIFI

CAÇÃ

O D

O P

RO

PR

IETÁ

RIO

E D

O V

EÍCU

LOID

ENTI

FICA

ÇÃO

DO

PR

OP

RIE

TÁR

IO E

DO

VEÍ

CULO

ETIQ

UET

A A

DESI

VA

IDEN

TIFI

CA

ÇÃ

O D

O V

EÍC

ULO

TIPO

CH

ASS

ID

VV

ERSÃ

OC

OM

B.

N. F

ISC

AL

FIAT

DIG

ON

OM

E

VEÍ

CU

LO

DV

CO

NC

ESSI

ON

ÁR

IAC

OM

PRA

DO

RA

MA

RC

AD

AB

ATER

IAC

APA

C. D

E C

AR

GA

DAT

AD

E FA

BR

ICA

ÇÃ

O

DIG

ON

OM

EC

ON

CES

SIO

RIA

VEN

DED

ORA A

h

VEL

OC

ÍMET

RO

SU

BST

ITU

ÍDO

EM

:K

MCÓ

D. C

ON

C. E

XEC.

/OS

DAT

A

KM

CÓD

. CO

NC.

EXE

C./O

SD

ATA

BAT

ERIA

SUB

STIT

UÍD

AEM

:M

ARCA

/CAP

AC. C

ARGA

CÓD

. CO

NC.

EXE

C./O

SD

ATA

Ah

Este

livr

ete

se r

efer

e-se

a:

�1ª

via

�2ª

via

Dia

Ano

Mês

(por

ext

enso

)

CLA

SSIF

ICA

ÇÃ

O D

O C

LIEN

TE1

�CL

IEN

TE -

VARE

JO2

�FR

OTI

STA

3 �

TAXI

STA

4 �

PESS

OA

JURÍ

DIC

A/LE

ASIN

G/A

UTO

-ESC

OLA

/LO

CAD

ORA

5 �

AUTO

NO

MY D

ATA

DA

VEN

DA

Page 155: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-13

F

CERTIFICADO DEGARANTIA

A FIAT AUTOMÓVEIS S.A. dentrodos prazos e limites abaixo descri-tos, desde que não ocorram quais-quer dos fatos enumerados comoexcludentes, garante o veículoretrodescrito, obrigando-se a repa-rar ou substituir as peças que, emserviço e uso normal, apresentaremvícios de fabricação ou de material.

PRAZO DE GARANTIA: (contadoa partir da data da emissão da NotaFiscal de venda ao primeiro pro-prietário).

• CONTRATUAL: (desde quesejam realizadas as revisões progra-madas na Rede Autorizada FIAT noBrasil).

- 12 (doze) meses, sem limite dequilometragem.

• CARROCERIA: (desde que rea-lizadas as revisões de carroceria, acada 12 meses a partir da data devenda do veículo, na RedeAutorizada FIAT no Brasil):

- veículos de passeio: 4 (quatro)anos.

- veículos comerciais (pick-upStrada, pick-up Strada Fire, inclu-sive Autonomy): 12 meses.

• LIMITES: Pela presente Garantia,a FIAT AUTOMÓVEIS S.A. se com-promete, desde que não ocorramquaisquer das hipóteses enumera-das a seguir que impliquem em can-celamento da mesma, a reparar ousubstituir gratuitamente, nas ofici-nas de sua Rede Autorizada noBrasil, as peças, que não estandoenumeradas a seguir como excluí-das da garantia, apresentarem víciosde fabricação ou montagem.

A Garantia da Carroceria consisti-rá na reparação de todas as peçasda carroceria que, em serviço e usonormal, apresentarem ferrugem pro-vocada por vício de fabricação oude material, reconhecido pela FIAT.

Atenção

A utilização do veículo no litorale/ou estradas precárias implica emuma conservação e manutençãomecânica e da carroceria maisapurada e pode requerer algunsreparos conseqüentes, que serãosempre a cargo do cliente e a suanão execução invalida automatica-mente esta garantia.

A FIAT AUTOMÓVEIS S.A. reser-va-se o direito de, a qualquertempo, modificar, descontinuar oualterar o modelo de seus produtos,assim como as condições aqui des-critas, sem incorrer em qualquerresponsabilidade ou obrigação paracom a Rede Autorizada, compradorou terceiros e não assume nenhumaoutra responsabilidade alémdaquelas expressas nesta garantia.

Page 156: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-14

Fica expressamente convenciona-do que a substituição de compo-nentes completos, tais como motor,câmbio, transmissão, eixos dentreoutros, só será realizada, caso nãopossa o inconveniente ser reparadocom a simples substituição daspeças com vícios de fabricação.

A garantia das peças substituídasno veículo durante o período degarantia finda com a GarantiaContratual do veículo.

A GARANTIA ESTARÁ AUTOMATI-CAMENTE CANCELADA SE OCOR-REREM AS SEGUINTES SITUAÇÕES:

• Deixar de ser realizada qual-quer uma das revisões e manuten-ções programadas, além das revi-sões de verificação e controle nosprazos e quilometragens preestabe-lecidos;

• O veículo for submetido a con-dições para as quais o mesmo nãofoi produzido, levando em conside-ração as informações técnicas

descritas no Manual de Uso eManutenção, tais como competi-ções de qualquer natureza, sobre-cargas, acidentes não passíveis derecuperação pela Rede AssistencialFIAT etc.;

• Se a revisão e a manutenção doveículo forem negligenciadas;

• O veículo for reparado fora daRede Assistencial Fiat no Brasil;

• O tipo de combustível do veí-culo for modificado;

• O uso de produtos não reco-mendados;

• For perfurada a carroceria paraadaptação de acessórios, excluídosos homologados pela FIAT instala-dos pela Rede de ConcessionáriasFiat no Brasil;

• Se o velocímetro ou cabo forviolado;

• Se o motor funcionar sem olíquido de arrefecimento, seu veícu-lo poderá ser seriamente danifica-do. Os reparos, nestes casos, nãoserão cobertos pela Garantia.

As peças consideradas de manu-tenção normal ou que se desgastamcom o uso estarão acobertadas pelagarantia quando apresentaremvícios de fabricação ou de material.

A reparação ou substituição depneus, bateria, (conforme marcaespecificada na página F-11), rádio,toca-fitas/CD e ar-condicionado,que apresentem vícios de fabrica-ção ou de material, poderá ser feitadiretamente no representante auto-rizado do respectivo fabricante oupela Rede Autorizada FIAT no Brasilde acordo com a conveniência docliente.

A instalação de componentes nãogenuínos e/ou não homologadospela Fiat ou a modificação da estru-tura técnica ou mecânica do veícu-lo com a substituição de compo-nentes genuínos por outros originaiscom especificações diferentes, sema autorização prévia da FiatAutomóveis, poderá provocar perdado direito de reparação das partes,peças e/ou componentes danifica-dos em conseqüência da sua insta-lação.

Page 157: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-15

F

ITENS NÃO COBERTOS PELAGARANTIA - SUBSTITUIÇÕES/REPARAÇÕES

• A paralisação do veículo paraexecução de serviços não dá direitoao proprietário à extensão ou pror-rogação do prazo de garantia;

• Deslocamento de pessoal, imo-bilização e reboque do veículo;

• Danos pessoais ou materiais docomprador ou terceiros;

• Serviços previstos de manuten-ção normal do veículo, tais como:reapertos, limpeza, lavagem, lubrifi-cações, verificações, regulagens eoutros serviços de mesma natureza;

• Alinhamento de direção e/oubalanceamento das rodas;

• Elementos filtrantes (filtro deóleo, de ar, de combustível e antipó-len), velas, líquido para o sistema dearrefecimento, protetivo ceroso,combustível e similares, fluidos defreio e direção hidráulica, óleos lubri-ficantes, graxas, líquido detergentepara lavador do pára-brisa e do vidrotraseiro, juntas da tampa de válvulas,correia do alternador/bomba-d’água,correia dentada, correia do compres-sor do ar-condicionado, correia dadireção hidráulica e outras peçasquando substituídas preventivamentenas revisões periódicas;

• Peças que se desgastam pelouso, tais como: sonda lambda, discode embreagem, pastilhas e lonas defreio, discos e tambores de freio eoutras peças da mesma natureza;

• Revestimentos, tapetes, forra-ções e outras peças da mesma natu-reza;

• Defeitos de pintura ocasionadospor intempéries, por influênciasexternas anormais ou que o veículonão tenha sido protegido ou manti-do adequadamente e aplicação deprodutos químicos ou produtos nãorecomendados pela FIAT;

• Defeitos oriundos de acidentesou abalroamentos do veículo;

• Carga de bateria;• Danos provocados e decorren-

tes do uso indevido do veículo,imperícia ou abuso;

• Modificações no produto semautorização da FIAT e conseqüên-cias decorrentes das mesmas;

• Correção de vício de fabricaçãocom peças e acessórios não forneci-dos ou aprovados pela FIAT;

• Testes em veículos de clientesem estradas;

• Mão-de-obra para instalação deacessórios;

Page 158: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

• Peças ou acessórios instalados emprodutos não produzidos pela FIAT;

• Aparelhos que não fazem partedo equipamento original do veícu-lo, instalados pelo cliente;

• Vidros em geral, quanto a trin-cas e quebras provocadas por agen-tes externos;

• Peças não genuínas;• Rumorosidade causada por uso

indevido.

GARANTIA DE PEÇAS LIMITADASPOR TEMPO - 3 (TRÊS) MESES

• Palhetas do limpador do pára-brisa e do vidro traseiro, bateria dostelecomandos do alarme e lâmpa-das ficam garantidas pelo prazolegal acima citado, contado a partirda Nota Fiscal de venda do veículoao primeiro proprietário.

SERVIÇO DEENTREGA

INSTRUÇÕES A SEREM DADASAO PROPRIETÁRIO

• Funcionamento geral do veícu-lo e de todos os acessórios;

• Uso das chaves, instrumentos elocalização da chave de rodas epneu sobressalente;

• Alavancas de abertura do capuzdo motor e da tampa do porta-malas;

• Localização dos pontos deabastecimento (água, óleo e fluido);

• Troca de pneus, uso do macacoe calibragem dos pneus;

• Tipo e quantidade de óleo ecombustível a serem usados;

• Utilização do sistema de ar-condicionado/aquecimento interno.

• Explicação sobre manutenção eprocedimentos de garantia.

VERIFICAÇÕES E AJUSTES EXECU-TADOS PELA CONCESSIONÁRIA

Externas

Alarme antifurto/telecomando,fechaduras, travas, maçanetas dasportas, capuz e porta-mala, portas etampas (abertura, fechamento e ali-nhamento), dispositivo de seguran-ça para crianças nas portas traseiras,abertura do capuz (dispositivos),aperto da tampa do reservatório deexpansão e nível, óleo do motor,sistema de partida, nível do fluidode freio, nível do fluido de direçãohidráulica, nível de fluido do lava-dor de pára-brisa, identificação doveículo (vidros, plaqueta e etiqueta)macaco, chave de rodas, triângulode segurança, rodas (aperto de para-fusos com torquímetro), pressão dospneus (inclusive sobressalente) ebateria (verificação e eventualrecarga).

F-16

Page 159: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F

Internas

Pedal da embreagem (regulagemdo curso do pedal e existência deruído), trava de direção, espelhosretrovisores, máquina de aciona-mento (manual e elétrico) dosvidros, porta e trava elétrica, cintosde segurança, luzes internas, limpa-dores e lavadores dos vidros, vidrotérmico traseiro (aquecimento daresistência), buzina, acendedor decigarros e cinzeiros, relógio eletrô-nico (acerto da hora), pára-sol, siste-mas de som, teto solar(se disponí-vel) e freio de estacionamento.

Motor ligado

Indicadores no painel de instru-mentos (luzes piloto), sistema de ar-condicionado, ventilação interna eaquecedor/difusores de ar.

No elevador

Vedação da parte inferior das por-tas, óleo da caixa de câmbio e dife-rencial (nível), verificar as articula-ções quanto a danos e/ou elementosde fixação soltos (visual), tubula-ções, mangueiras e conexões decombustível, água e óleo/vazamen-tos (visual).

Verificar a eficiência dos freios ecaixa de mudanças, observar ruídosmecânicos e rangidos, limpeza/externa e aspectos da pintura exter-na (inspeção geral).

Data ____ /____ /____

_________________________________Carimbo e assinatura da

Concessionária

REVISÕES A execução de TODAS as

Revisões Iniciais de Mecânica/Elétrica e Carroceria bem como dosSERVIÇOS DE MANUTENÇÃOPROGRAMADA constituem fatoresindispensáveis para dar continuida-de e validade à garantia do veículo.

A revisão inicial dos 15.000 kmpoderá, para sua maior comodida-de, ser executada com uma tolerân-cia de 1.000 km a mais ou a menos,dos limites estabelecidos.

Veículos Autonomy: vide “Pro-grama Autonomy”, na página F-19.

F-17

Page 160: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Obs.: para manutenção da gratuidade da mão-de-obra após ovencimento da Garantia Contratual,se o veículo:

a)não atingir a quilometragemprevista para a revisão inicial, teráaté o 24º mês, a partir da data davenda ao 1º proprietário, pararealizá-la;

b)atingir a quilometragem previs-ta para revisão inicial entre o 13º eo 24º mês da data da venda do veí-culo ao 1º proprietário, deverá obri-gatoriamente realizá-la imediata-mente, respeitados os prazos e qui-lometragens previstos.

ATENÇÃO

O óleo lubrificante do motordegrada por quilometragem oupelo tempo, portanto é imprescin-dível sua substituição de acordocom o Manual de Uso eManutenção respeitados os prazosde validade e/ou quilometragem.Veja seção Manutenção do Veículo.

A execução, dentro das quilome-tragens indicadas, das operaçõesque constituem as revisões, tem porfim assegurar uma manutenção bemcuidada e especializada, que é con-dição essencial para obter osmelhores resultados no que diz res-peito à eficiência e perfeito funcio-namento do veículo.

Demais revisões, vide Manual deUso e Manutenção do veículo.

NOTAS

Todas as revisões programadase/ou reparos devem ser feitos pelaRede Assistencial FIAT no Brasil.

As despesas referentes às substi-tuições de peças consideradascomo manutenção normal e que sedesgastam pelo uso, bem como amão-de-obra das manutenções pro-gramadas correm por conta docliente.

As operações previstas para todasas revisões programadas estão des-critas no “Manual de Uso eManutenção”.

ATENÇÃO

As revisões citadas anterior-mente devem ser realizadas dentrodos prazos estipulados, caso con-trário, o cliente perderá o direito àgarantia concernente ao item queteve a manutenção negligenciada edas peças coligadas e relacionadasao sistema negligenciado.

F-18

Page 161: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PROGRAMAAUTONOMY

O Autonomy - Programa para amobilidade, é um projeto inovador,exclusivamente destinado a pessoasportadoras de deficiência física dosmembros inferiores e/ou superiores.

Objetivando proporcionar as per-feitas condições de funcionamentodos sistemas e adaptações existen-tes em seu veículo, a FIATAUTOMÓVEIS S.A. e o fornecedorhomologado responsável pelasadaptações, estabeleceram algumasverificações periódicas e obri-gatórias. Estas verificações devemser executadas, obrigatoriamente,pela Rede Assistencial Fiat no Brasile, para os itens adaptados pelofornecedor, as verificações devemser executadas pelo mesmo, emsuas oficinas especializadas, deven-do o cliente se atentar para os pra-zos estipulados por ambos.

A revisão inicial e o serviço demanutenção programada seguem osmesmos critérios estabelecidos paraos demais modelos (página F-18).Quanto aos itens adaptados, solici-tamos que seja verificado o planode manutenção no livrete dofornecedor, que será entregue porocasião da adaptação.

ATENÇÃO

As revisões citadas anterior-mente devem ser realizadas dentrodos prazos estipulados, caso con-trário, o cliente perderá o direito àgarantia concernente ao item queteve a manutenção negligenciada edas peças coligadas e relacionadasao sistema negligenciado.

SERVIÇO DEMANUTENÇÃOPROGRAMADARECOMENDADOPELA FIAT

A manutenção, metodicamenteseguida, constitui fator indispensá-vel à longa duração de seu veículo,nas melhores condições de funcio-namento, aparência e rendimento.

Para atender a esta necessidade emanter a validade da garantia, aFIAT AUTOMÓVEIS S.A. estabele-ceu Revisões de ManutençãoProgramada (vide Manual de Uso eManutenção capítulo “Manutençãodo Veículo”).

F-19

F

Page 162: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

TOLERÂNCIA PARA EXECUÇÃODAS REVISÕES

Para sua maior comodidade, pode-rão ser executadas com uma tolerân-cia de 1.000 km para mais ou paramenos, dos limites estabelecidos.

REVISÕES DE CARROCERIA

Objetivando preservar, em perfei-tas condições de funcionamento, eestética, a carroceria de seu veículo,à qual foi dispensado o mais aper-feiçoado tratamento da indústriaautomotiva, a FIAT estabeleceu 4(quatro) Revisões Anuais deCarroceria, que deverão ser feitasde 12 (doze) em 12 (doze) meses,contados a partir da data de vendado veículo ao primeiro proprietário,com tolerância de 30 (trinta) diaspara menos ou para mais desteprazo, por questões de comodidadeao cliente/proprietário do veículo.Para a 4ª revisão anual de carroce-ria considerar até o último dia do48º mês.

Estes serviços devem ser executa-dos pela Rede Autorizada FIAT e asdespesas com materiais, eventuaisreparos necessários e mão-de-obradestas revisões são de responsabili-dade do proprietário.

ATENÇÃO

As revisões citadas anterior-mente devem ser realizadas dentrodos prazos estipulados, caso con-trário, o cliente perderá o direito àgarantia concernente ao item queteve a manutenção negligenciada edas peças coligadas e relacionadasao sistema negligenciado.

F-20

Page 163: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PRÉ-ORDEM DE SERVIÇOPrezado(a) usuário(a),Este formulário foi elaborado para que sejam anotadas observações feitas durante o uso do veículo, devendo ser

apresentado à Rede Autorizada na ocasião de reparos e/ou revisões.

PROPRIETÁRIO

NÚMERO AP/SALA BAIRRO CIDADE

PLACAMODELO

RUA/AVENIDA

CONCESSIONÁRIA EXECUTANTE

UF TELEFONE

DATA DO SERVIÇOVEÍCULO/VERSÃO

LOCALIZAÇÃO OBSERVAÇÃO

EXECUTAR REVISÃO REV. CARROC.Inicial � Man. Progr. 1 � Man. Progr. 2 � Man. Progr. 3 � Man. Progr. 4 �

Man. Progr. 5 � Man. Progr. 6 � Man. Progr. 7 � Man. Progr. 8 � Man. Progr. 9 � 2ª � 3ª � 4ª �

Autorizo as intervenções e eventuais reparos necessários, caso confirmadoalgum dos inconvenientes reclamados.

_______________________________________________________________Assinatura do proprietário

Serviço

1ª �

Page 164: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PROPRIETÁRIO

NÚMERO AP/SALA BAIRRO CIDADE

PLACAMODELO

RUA/AVENIDA

CONCESSIONÁRIA EXECUTANTE

UF TELEFONE

DATA DO SERVIÇOVEÍCULO/VERSÃO

LOCALIZAÇÃO OBSERVAÇÃO

EXECUTAR REVISÃO REV. CARROC.

Autorizo as intervenções e eventuais reparos necessários, caso confirmadoalgum dos inconvenientes reclamados.

_______________________________________________________________Assinatura do proprietário

Serviço

PRÉ-ORDEM DE SERVIÇOPrezado(a) usuário(a),Este formulário foi elaborado para que sejam anotadas observações feitas durante o uso do veículo, devendo ser

apresentado à Rede Autorizada na ocasião de reparos e/ou revisões.

Inicial � Man. Progr. 1 � Man. Progr. 2 � Man. Progr. 3 � Man. Progr. 4 �

Man. Progr. 5 � Man. Progr. 6 � Man. Progr. 7 � Man. Progr. 8 � Man. Progr. 9 � 2ª � 3ª � 4ª �1ª �

Page 165: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-25

FF

REVISÕES E MANUTENÇÕES PROGRAMADAS

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 1

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 2

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 3

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

REVISÃO INICIAL

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 4

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

IMPORTANTE: A Oficina Autorizada que executar a manutenção deverá carimbar no local correspondente.

Page 166: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-26

CONTROLE DE MANUTENÇÕES PROGRAMADAS

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 7

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 8

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 9

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 5

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 6

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

IMPORTANTE: A Oficina Autorizada que executar a manutenção deverá carimbar no local correspondente.

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 10

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

Page 167: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-27

F

CONTROLE DE MANUTENÇÕES PROGRAMADAS

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 14

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 15

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 16

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 11

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 12

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 13

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

F

IMPORTANTE: A Oficina Autorizada que executar a manutenção deverá carimbar no local correspondente.

Page 168: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-28

CONTROLE DE MANUTENÇÕES PROGRAMADAS

IMPORTANTE: A Oficina Autorizada que executar a manutenção deverá carimbar no local correspondente.

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 20

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 21

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 17

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 18

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

MANUTENÇÃO PROGRAMADA 19

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

Page 169: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F

CONTROLE DE MANUTENÇÕES PROGRAMADAS DE CARROCERIA

IMPORTANTE: A Oficina Autorizada que executar a manutenção deverá carimbar no local correspondente.

4º ANO

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

1º ANO

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

2º ANO

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____

3º ANO

Chassi: ________________________________________________________

O.S.:___________________________________________________________

________________________________________________________Assinatura e carimbo da Concessionária

km:_________________________ Data: _____/_____/_____ F

F-29

Page 170: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-30

REGISTRO DA PINTURA ORIGINAL DO VEÍCULO

Preencher os dados conforme etiqueta de pintura colada na carroceria do veículo.Pode-se localizá-la nas partes internas da tampa do porta-malas, portas ou colunas das portas, conforme modelo

e ano do veículo.

FABRICANTE:

COR:

CÓDIGO:

PARA RETOQUES E PINTURA:

Page 171: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-31

F

ACESSÓRIOS FIAT

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Page 172: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

F-32

ACESSÓRIOS FIAT

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Descrição do acessório: _________________________________________

Nº do desenho: _______________________ Nº N.F.: _________________

Data da instalação: ____________________ km: ____________________

________________________________________________________

Assinatura e carimbo da Concessionária

Page 173: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

GARANTIA APÓSGARANTIA

Prezado(a) cliente,

Quando iniciamos o nosso traba-lho neste país, assumimos um com-promisso com a qualidade de nos-sos produtos e a dos serviços presta-dos pela nossa Rede AutorizadaFIAT no Brasil.

GARANTIA DE PEÇAS E SERVIÇOS

“Todas as peças originais Fiat(exceto lâmpadas, bateria dos tele-comandos do alarme e palhetas doslimpadores do pára-brisa e do vidrotraseiro*) adquiridas e substituídasnas Concessionárias da Rede FIATno Brasil, mediante pagamento,mesmo após o término da garantiado veículo, são garantidas por 12(doze) meses sem limite de quilo-metragem, contados a partir da datado serviço”.

Atenção: as peças adquiridas naConcessionária FIAT, porém insta-ladas fora da Rede FIAT no Brasil,que apresentarem vícios de fabrica-ção ou de material, estarão acober-tadas pela garantia exclusivamente,por um período de 03 meses, a par-tir da data da emissão da nota fiscalde venda.

Observamos que caso a peçagarantida pela FIAT Automóveis S.A.venha a sofrer danos ou desgasteprematuro em função de outra ano-malia no veículo ou negligência demanutenção, a garantia desta peçaserá automaticamente cancelada.

* Garantia de 03 (três) meses.

F-33

F

Page 174: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Nº CHASSI DO VEÍCULO

Nome do proprietário: ________________________________________________________________________________________

Rua/Av.________________________________________________________________ Nº ________________ Aptº ____________

Bairro ___________________________________________ Cidade ________________________ Estado____________________

Tel.______________________________________________ CEP _______________________________________________________

Nome do proprietário: ________________________________________________________________________________________

Rua/Av.________________________________________________________________ Nº ________________ Aptº ____________

Bairro ___________________________________________ Cidade ________________________ Estado____________________

Tel.______________________________________________ CEP _______________________________________________________

PPAARRAA

Favor preencher com letra legível TODOS OS DADOS ACIMA

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL

DDEE

Em c

aso

de m

udan

ça d

e en

dere

ço e

/ou

prop

riet

ário

, sol

icita

mos

ao

prez

ado

clie

nte

pree

nche

r to

dos

os d

ados

ao

lado

e en

viar

-nos

est

e ca

rtão

.

Page 175: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PRT - MG73269/85

APT DE BETIMDR/MG

CARTÃO-RESPOSTA

Não é necessário selar.O selo será pago por:

Encaminhar para: Assistência Técnica/Garantia - G.21 - Sala 18Rodovia Fernão Dias, km 42932530-000 - Betim - MG

Page 176: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

ÍNDICE ALFABÉTICO

Abastecimentos.........................E-14Abertura de portas......................A-30ABS ............................................A-40– ineficiente ..............................A-16Acesso aos bancos traseiros ........A-5Acessórios comprados pelo usuário ..............................B-16Acessórios Fiat ............................F-31Acidentes ..................................C-21Advertência de óleo do motor ..........................................D-6Agentes atmosféricos ................D-18Air bag ......................................A-42Air bag do lado do passageiro ..................................A-44Ajuste do cinto lateral traseiro fixo sem retrator automático ........A-8Alavanca direita ........................A-26– Limpador/lavador do pára-brisa ..................................A-26– Limpador/lavador do vidro traseiro ......................................A-26Alavanca esquerda ....................A-24– Faróis altos ..............................A-25– Faróis baixos ..........................A-24– Lampejos ................................A-25

– Luzes de direção ....................A-25– Luzes de posição ....................A-24Alavancas sob o volante ............A-24Alimentação e ignição ..................E-4Alinhamento das rodas ................E-6Alinhamento das rodas dianteiras ......................................E-6Alinhamento das rodas traseiras ........................................E-6Alternador ....................................E-7Amarração de objetos no compartimento de bagagens ......A-36Ampliação do porta-malas ........A-35Ano de fabricação do veículo ......E-1Antes de sair com o veículo ........B-4Antipólen e carvão ativado – filtro de ar-condicionado ........D-11Apóia-cabeças..............................A-4Apóia-cabeças dos bancos dianteirosA-4Apóia-cabeças dos bancos traseiros........................................A-5Aquecimento ....................A-21, A-23Aquecimento e ventilação..........A-21Ar-condicionado ..............A-22, D-18Arrefecimento ..............................E-4Atualização cadastral ..................F-35Autonomy ..................................F-19

Avaria do Air bag ......................A-17Avaria do sistema de injeção......A-16Avisos gerais para o uso de cinto de segurança ......................A-9

Bagageiro de teto .....................A-39

Bancos ........................................A-4– Regulagem do encosto reclinável com alavanca ..............A-4– Regulagem no sentido longitudinal ..................................A-4Bateria ................................D-12, E-7– Risco de contato com a soluçãoácida e com o chumbo ..............A-50– Recarga insuficiente ................A-15Bem-vindo a bordo ..........................2Botão de comando do desembaçadordo vidro traseiro ........................A-27Botões de comando....................A-27Brake-light..................................C-14

Cadastro ....................................F-35

Caixa de mudança e diferencial ....................................E-4Calibragem dos pneus ................E-18Câmbio ........................................E-4Cancelamento de garantia ..........F-14Capacidade da bateria ..................E-7

G-1

G

Page 177: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Capô do motor ..........................A-38Capota do compartimento de carga ....................................A-32Características dos lubrificantes e dos líquidos ............................E-17Características técnicas ....................ECarroceria ..................................D-18Cartão de crédito ..........................F-9Centrais eletrônicas....................D-13Certificado de garantia................F-13Chassi ..........................................E-1Chaves do veículo........................A-1Cintos de segurança ....................A-7– Ajuste do cinto sem retratorautomático ..................................A-8– Utilização..................................A-7Cinzeiro ....................................A-29Código de identificação de carroceria......................................E-1Código dos motores ......................E-2Comando do interruptor inercial ......................................A-27Comandos das luzes de emergência ................................A-27Comandos de ventilação ............A-20Comandos do ar-condicionado ........................A-22Como aquecer o motor depois da partida..........................B-1

Como manter sempre eficientes os cintos de segurança ..............A-10Como utilizar os cintos de segurança ....................................A-7Compartimento de carga ............A-32Compensação da inclinação ......A-39Comprovante de entrega ..............F-3Comutador de ignição..................A-3Condicionador do ar (resfriamento) ............................A-22Conhecimento do veículo ..............AConjunto da luz interna ..............................A-28, C-15Conselhos para o transporte de cargaA-36Conselhos para uma boa conservação de carroceria ........D-19Conselhos úteis para prolongar a vida da bateria ........................D-12Considerações gerais ..................B-11Considerações importantes ..............4Consumo de óleo do motor ........E-16Contenção dos gastos – Acessórios aerodinâmicos........B-12– Ar-condicionado......................B-12 – Cargas inúteis ..........................B-11 – Equipamentos elétricos ............B-12 – Manutenção do veículo ..........B-11

– Pneus ......................................B-11Contenção dos gastos de utilização e da poluição ambiental....................................B-11Controle de manutenções programadas ..............................F-26Controle de manutenções programadas de carroceria..........F-29Controles freqüentes e antes de viagens longas ......................B-16Conversor catalítico trivalente ....................................A-49Corretor de frenagem eletrônico do veículo ................A-42Credicard ......................................F-9

Dados para identificação ............E-1

Descrição e funcionamento do air bag ..................................A-42Desembaçador do vidro traseiro ......................................A-27Desembaçamento rápido ..........A-23Desembaçamento rápido dos vidros ..................................A-21Desempenho ................................E-8Destinação de baterias ..............A-50Diferencial ....................................E-4

G-2

Page 178: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Difusores orientáveis e reguláveis ................................A-20Dimensões ....................................E-9Direção ........................................E-6Dirigir à noite ..............................B-6Dirigir com ABS ..........................B-8Dirigir com chuva ........................B-7Dirigir com economia e respeitando o meio ambiente ......................................B-9Dirigir com neblina ......................B-7Dirigir com segurança ..................B-4Dirigir em montanha ....................B-8Dispositivo de segurança............A-30Dispositivo pré-tensionador ........A-11Dispositivos para reduzir as emissões ....................................A-49Drive by wire ............................A-40Duplicação da chave ..................A-2

Em caso de acidente.................C-21

Em emergência ................................CEm viagem....................................B-5Embreagem ..................................E-4Engate para reboques ................B-14– Instalação ................................B-14Equipamentos internos ..............A-28Esguichos ..................................D-17

Especificações técnicas do motor ............................................E-3Espelho retrovisor interno ............A-6Espelhos retrovisores externos ......A-6Estacionamento ............................B-3Estribo traseiro............................A-33Etiqueta adesiva de identificação datinta da carroceria ........................E-2Etiqueta adesiva de identificação dofabricante......................................E-2Extintor de incêndio ..................C-22

Faróis........................................A-39

– Compensação da inclinação ..................................A-39– Regulador nos faróis ................A-39– regulagem do facho luminoso ....................................A-39– Regulagem dos faróis auxiliares....................................A-39Farol alto......................................C-9Farol baixo ..................................C-9Fechamento do porta-malas ......A-34Feridos ......................................C-21Ferramentas, macaco e roda sobres-salente..........................................C-3Fiat Code......................................A-1– Funcionamento ........................A-2

Filtro antipólen e carvão ativado ......................................D-11Filtro de ar ................................D-11Filtro do ar-condicionado ..........D-11Freio ABS ..................................A-40Freio de mão ..............A-16, B-3, E-5– Nível insuficiente do líquido dos freios........................A-16Freios ............................................E-5Freios de serviço ..........................E-5Funcionamento do Fiat Code ......A-2Fusíveis na central......................C-16Fusíveis no vão do motor ..........C-17

Garantia......................................F-1

– Após garantia ..........................F-33– Assistencial....................................F– Cancelada................................F-14– Contratual ................................F-13– De carroceria ..........................F-13– De peças limitadas por tempo ..................................F-16– Estendida ..................................F-7– Itens não cobertos....................F-15– Para autonomy ........................F-13

Identificação do proprietário do veículo ..................................F-11

G-3

G

Page 179: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Ignição ........................................A-3Indicador de nível de combustível................................A-14Indicador de temperatura do líquido de arrefecimento ............A-14Indicadores de direçåo (intermitentes..............................A-18Informações sobre o cliente ..........F-4Instalação do engate para reboque ......................................B-14Instruções para o proprietário ....F-16Instrumentos de bordo................A-14Interior do veículo ....................D-21Interruptor inercial......................A-27Itens não cobertos pela garantia ......................................F-15

Lâmpadas externas......................C-7

Lâmpadas-piloto ........................A-15Lanternas traseiras..............................c-10Levantadores elétricos dos vidros das portas ........................A-31Levantadores manuais dos vidros ........................................A-31Limpadores do pára-brisa e do vidro traseiro ........................D-16

Limpeza das partes de plástico inter-nas ............................................D-22Limpeza de tapetes e partes de borracha ..............................D-22Limpeza dos bancos e partes de tecido....................................D-21Limpeza dos bancos em veludo........................................D-22Líquido de arrefecimento do motor ..........................................D-9– Superaquecimento do líquido de arrefecimento do motor ........A-17Líquido dos freios ......................D-10Líquido dos lavadores do pára-brisa e do vidro traseiro ......D-9Líquido para a direção hidráulica ....................................D-9Longa inatividade do veículo ....B-15Lubrificação ..................................E-4Luzes espia ................................A-15Luz de placa ..............................C-13Luzes de posição dianteira ........C-10Luzes indicadoras ......................A-15

Manutenção do veículo................D

Manutenção programada ............D-1Medidas do veículo ......................E-9Modo de dirigir

– Aceleração ..............................B-13– Condições de utilização ..........B-13– Paradas ou interrupções de trânsito ......................................B-14– Situação do trânsito e condição das vias e estradas ......B-14– Troca de marchas ....................B-12– Velocidade máxima ................B-13Motor............................................E-3Motor de partida ..........................E-8

No posto de abastecimento......A-46Notas sobre o uso de produtos......................................E-16Número de chassi ........................E-1

Observações gerais sobre a instalação de sistemas de som ......................................A-46Óleo do motor....................D-8, E-16Os símbolos para uma direção segura ................................3Outros conselhos sobre economia ao dirigir e respeito ao meio ambiente ......................B-10

Painel de instrumentos ............A-12Palhetas dos limpadores ............D-16

G-4

Page 180: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Para desligar o motor ..................B-2Para remover o bagagito ............A-35Pára-sóis ....................................A-29Partida – Com bateria auxiliar ........C-2, C-18– Com manobras por inércia ........C-3– Com motor quente ....................B-2– De emergência ..................B-2, C-1– Do motor ..................................B-1Pesos do veículo ........................E-13Pintura Fiat ................................F-30Plafoniera ..................................A-28Plano de manutenção programada..................................D-2Pneu furado..................................C-3Porta-luvas ................................A-28Porta-malas ................................A-34– Abertura e fechamento da tampa ........................................A-34– Ampliação ..............................A-35– Bagagito ..................................A-35– Cobertura do porta-malas........A-35– Fechamento ............................A-34Portas ........................................A-30Portas laterais ............................A-30Posição dos fusíveis....................C-15Prazo de garantia ........................F-13Prazo de garantia contratual ......F-13

Predisposição para alarme..........A-46Predisposição para instalação do auto-rádio ............................A-45Pré-ordem de serviço ..................F-21Pressão de calibragem dos pneus ..................................E-18Pressão dos pneus ............D-14, E-18Pré-tensionador ..........................A-11Produtos utilizados e características ............................E-17Programa autonomy....................F-19Proteção contra agentes atmosféricos ..............................D-18Proteção do meio ambiente ......A-48Proteção dos dispositivos quereduzem as emissões ....................B-9

Quadro de instrumentos ..........A-13

Radiotransmissores e telefones celulares ......................B-16Reboques....................................B-14Recarga da bateria......................C-18Reciclagem de baterias ..............A-50Recirculação do ar ....................A-23Registro da pintura original do veículo ..................................F-30Regulagens personalizadas ..........A-4

Retrovisores..................................A-6– Com regulagem externa ........................................A-6– Com regulagem interna ............A-6Revisões......................................F-18Revisões de carroceria ................F-20Revisões e manutenções programadas ..............................F-25Rodas e pneus ....................D-14, E-6Ruídos veiculares ......................A-49

Se apagar uma luz externa .........C-6

– 3ª luz de freio..........................C-14– Farol alto ..................................C-9– Farol baixo ................................C-9– Lanternas traseiras ..................C-10– Luz de placa............................C-13– Luz de posição dianteira ........C-10– Setas dianteiras........................C-10Se apagar uma luz interna..........C-15Se descarregar a bateria ............C-18Se furar um pneu..........................C-3Se houver feridos........................C-21Se precisar levantar o veículo ....................................C-19– Com elevador de duas colunas ......................................C-19– Com o macaco........................C-19

G-5

G

Page 181: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

G-6

Se precisar rebocar o veículo ....C-20Se queimar um fusível ................C-15Seção de identificação do veículo..........................................E-1Sensor de oxigênio ....................A-49Serviço de entrega ......................F-16Serviço de manutenção programada recomendado pela Fiat ......................................F-20Serviços adicionais ......................D-5Setas ..........................................A-25Simbologia ......................................5Símbolos ..........................................3– De advertência..............................6– De obrigação ................................6– De perigo......................................5– De proibição ................................5Sistema antievaporação..............A-49Sistema de aquecimento/ventilação ..................................A-19Sistema elétrico ............................E-7Sistema Fiat Code ........................A-1Sonda lambda ............................A-49Substituição da roda ....................C-4Substituição das palhetas dos limpadores ..........................D-17Substituição do filtro de ar ........D-11Substituições fora do plano..........D-5

Substituir os fusíveis ..................C-17Suspensões....................................E-5– Dianteira....................................E-5– Traseira ......................................E-5

Tampa do reservatório de

combustível................................A-47Tipo e número do chassi ..............E-1Tipos de lâmpadas (externas)........C-7Tolerância para execução de revisões..................................F-20Tomada de corrente ..................A-28Transmissão ..................................E-4Trava de direção ..........................A-3Travamento de porta ..................A-30Travamento elétrico....................A-31Tubulações de borracha ............D-16

Uso correto do veículo ..................B

Uso de materiais não nocivos ao meio ambiente ......................A-49Uso de produtos ........................E-16Uso do câmbio ............................B-4Uso do cinto do lugar central ..........................................A-8Uso dos cintos de segurança ........A-7

Velas........................................D-14Velocidade para troca de marchas........................................B-4Velocímetro e hodômetro ..........A-14Ventilação ........................A-20, A-22Verificações dos níveis ................D-7Verificações e ajustes executadospela concessionária ....................F-17Versão de carroceria ....................E-2Vidros elétricos ..........................A-31Vidro térmico traseiro ................A-18Vidro traseiro corrediço..............A-30

Page 182: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE G-7

Page 183: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Palio, Siena e Strada FIRE G-8

Page 184: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

Se você deseja entrar em contato conosco, de qualquer parte do Brasil, ligue ou mande um fax para:

Central de Relacionamento Fiat

Fone : DDG (0800) 707 - 1000Fax : DDG (0800) 707 - 1001

FIAT Automóveis S.A.Assistência TécnicaRodovia Fernão Dias, km 429 - Betim - MG CEP 32501-970Internet: http://www.fiat.com.br

Produzido pela Satiz do Brasil

Este veículo está em conformidade com o PROCONVE - Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores.

Serviço

Page 185: PALIO FIRE SIENA FIRE STRADA FIRE - FIAT: Carros … pneu quente, o valor da pressão deve ser +0,3 kg/cm2 ou 4lb/pol2 em relação ao valor prescrito. Observação: A primeira especificação

PORTUGUÊS

COPYRIGHT BY FIAT AUTOMÓVEIS S.A. - PRINTED IN BRAZILOs dados contidos nesta publicação são fornecidos a título indicativo e poderão ficar desatualizados em conseqüência das modificações feitas pelofabricante, a qualquer momento, por razões de natureza técnica, ou comercial, porém sem prejudicar as características básicas do produto.