troca de correia

of 10 /10
Transportador de correia Gerência de Manutenção Paradas indesejadas em decorrência de danos na correia transportadora.

Upload: luciano15

Post on 05-Jul-2015

133 views

Category:

Documents


4 download

TRANSCRIPT

Page 1: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

Transportador de correia

Paradas indesejadas em decorrência de danos na correia transportadora.

Paradas indesejadas em decorrência de danos na correia transportadora.

Page 2: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

ObjetivoAumentar a disponibilidade física do

circuito singelo com redução das paradas provenientes de danos na correia transportadora.

Page 3: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

Analise do problema

Tempo de

paradas

19,37 horas

Tempo de

paradas

19,37 horas

Janeiro/2008Janeiro/2008

Page 4: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

Analise do problema

Tempo de

paradas

38,77 horas

Tempo de

paradas

38,77 horas

Fevereiro/2008Fevereiro/2008

Page 5: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

Analise do problema

Tempo de

paradas

15,55 horas

Tempo de

paradas

15,55 horas

Março/2008Março/2008

Page 6: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

AçãoPesquisa e substituição da correia

transportadora por correia com características de fabricação apropriadas para recebimento de impactos

Page 7: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

Intervenção23/03/2008 - Troca da correia

Foi trocada a correia por uma da Mercúrio com trama de nylon em substituição a 1ª lona.

Page 8: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

Verificação

Tempo de

paradas

8,22 horas

Tempo de

paradas

8,22 horas

Abril/2008Abril/2008

Page 9: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

Verificação

Não tem nenhum registro no BO de Abril que tenho como causa algo proveniente de correia transportador

Tempo de

paradas

0,00 horas

Tempo de

paradas

0,00 horas

Abril/2008Abril/2008

Page 10: Troca de Correia

Gerência de Manutenção

ConclusãoTivemos a satisfação de ter sido assertivo na

escolha da correia que nos garantiu um melhor desempenho no circuito singelo minimizando os impactos a produção por danos a correia e defeitos provenientes de correia danificada.